POR UM PORTUGAL DIFERENTE

POR UM PORTUGAL DIFERENTE
ABRIL VIRÁ...!!!

EXPERIMENTE... VÁ ATÉ LÁ!

MUDAR...

Estrela - DestaquesNinguém pode ser escravo de sua identidade; quando surge uma possibilidade de mudança é preciso mudar. (Elliot Gould)

Frases e Mensagens -

NÃO HÁ ACORDO...!!!...

NÃO HÁ ACORDO...!!!...
... Português há só UM...!!!

TRADUÇÃO/TRANSLATE/TRADUCION

SEM IMITAÇÕES...

ACREDITE...

"Nunca faça graça de graça. Você é humorista, não político."

A Hora em Poá (BRASIL)

"Nada descreve melhor o caráter dos homens do que aquilo que eles acham ridículo."

VELHO PROVÉRBIO PORTUGUÊS

"Dois olhos vêem mais do que um só."
Veja Frases para Orkut - Kifrases.com

LOVE, love, LoVe

OvEr ThE RaInBoW

1lindoMENINO ...

Verdade, Verdadinha...!!!

zwani.com myspace graphic comments

1lindomenino

Menininhas e inhos venham a mim...

Posting

Photo Flipbook Slideshow Maker
PORTUGAL é "isto"... e MUITO MAIS...!!!

António GEDEÃO


Eu, quando choro, não choro eu. Chora aquilo que nos homens em todo o tempo sofreu. As lágrimas são as minhas mas o choro não é meu.A.GEDEÃO

SEJA ASSIM... COMO EU!

recadosparablogseorkut.com


Mais Um(a)...!!! OBRIGADO...!!!

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Futebol é bola, espectáculo e... superstições?


Um olhar pelo lado místico do desporto rei




Há coincidências e coincidências. Cristiano Ronaldo lesionou-se pouco tempo depois de um bruxo ter garantido que iam surgir problemas para o português. Os mais crentes e supersticiosos cedo se apressaram a lembrar a promessa do feiticeiro, ou não tivesse sido o mesmo que previu um período conturbado para o Real Madrid, um pouco antes da saída de Ronaldo, o «fenómeno». Coincidência, certo?

E não é preciso atravessar a fronteira para encontrar histórias mirabolantes, onde o misticismo se funde com o espectáculo do desporto rei. Quem, por cá, está atento a este mundo já ouviu falar de homens como o Mestre Alves, o «Bruxo de Fafe» ou relatos de galinhas pretas nos estádios. Dá resultado? Digamos que depende dos casos. Até porque pode tudo ser coincidência.

Mas quem assiste a uma partida de futebol, vê que esses rituais não vêm sempre de fora. O futebol é um mundo de crendices e superstições. Desde o benzer a entrar no campo, o entrar com o pé direito, o ser o último a entrar, o último a equipar e todo um leque de maneirismos que, com a repetição, ganham forma de superstição. E não convém quebrar a rotina. Dá azar.

Os amuletos

Quem nunca viu José Mourinho beijar as fotos dos filhos quando se senta no banco de suplentes? Se não viram, podem, no entanto, lembrar o altar da Senhora do Caravaggio que Luiz Felipe Scolari popularizou ou ficar a saber que Canizares tem uma toalha da sorte. O guardião espanhol ficou sem o amuleto, que usava para limpar as mãos antes de cada jogo, nos minutos que antecederam um jogo com o Málaga. Acabou por correr bem, pelo menos pela metade. Se é verdade que o Valência não marcou, Canizares também não sofreu qualquer golo e o jogo terminou empatado.

Os gestos

Neste capítulo há os simples, os emblemáticos e os estranhos. Raros são os jogadores que não se benzem, mas não é habitual ver um jogador urinar no campo imediatamente antes de se preparar para defender um penalty. O argentino Sergio Goycochea admitiu fazê-lo. E depois há gestos que ficam para a história. Uma inspiração. Como Ricardo sem luvas a defender um penalty, algo impensável antes do Euro 2004. Outra imagem famosa é o beijo de Laurent Blanc na careca de Barthez, antes de cada jogo da França no Mundial por si organizado. Blanc, castigado, não jogou a final, mas foi ao balneário para não quebrar a rotina. A França foi campeã do mundo.

Os equipamentos

Mudar um equipamento para não dar azar. Impensável? O Brazil fê-lo. Nos primórdios, a selecção brasileira não era conhecida pela «canarinha», pois jogava de branco. Em 1950, perante um Maracanã a abarrotar, o Brasil, super-favorito, perdeu a final do Campeonato do Mundo para o Uruguai. A primeira medida foi mudar a cor do equipamento. Oito anos depois, na Suécia, a equipa de Pelé ia enfrentar a formação local e os dois jogavam de amarelo. O sorteio ditou que o Brasil teria de encontrar novo equipamento. Depressa o fantasma do jogo do Maracanã começou a ganhar corpo. O Brasil jogou de azul e foi campeão do mundo.

As músicas

A selecção holandesa espantou o mundo no Mundial de 74. Antes de cada jogo, Cruyff e companhia ouviam sempre a mesma cassete, dos The Cats, banda pop do seu país. Antes da final, a cassete desapareceu e os jogadores ouviram «Sorrow» de David Bowie. A Holanda esteve irreconhecível e perdeu a final para a Alemanha.

Tudo isto são coincidências? Os espanhóis dizem que não acreditam em bruxas, «mas que as há, há». E o leitor, que pensa disto tudo? E que outras histórias de crendices e superstições tem para contar?


Agradecimento ao Site: http://www.maisfutebol.iol.pt/

Um comentário:

  1. Passei férias durante muitos anos em Setúbal onde tinha família.Praias do Sado e Faralhão são zonas de Setúbal que conheci bem, assom com o a própria cidade. Quando vínhamos da praia o 10 na Av. Luís Todi era paragem obrigatória para comer uns caracóis.
    Bons tempos...que visto agora até parecem fazer parte de outra vida...

    ResponderExcluir

Deixe aquí o seu comentário