POR UM PORTUGAL DIFERENTE

POR UM PORTUGAL DIFERENTE
ABRIL VIRÁ...!!!

EXPERIMENTE... VÁ ATÉ LÁ!

MUDAR...

Estrela - DestaquesNinguém pode ser escravo de sua identidade; quando surge uma possibilidade de mudança é preciso mudar. (Elliot Gould)

Frases e Mensagens -

NÃO HÁ ACORDO...!!!...

NÃO HÁ ACORDO...!!!...
... Português há só UM...!!!

TRADUÇÃO/TRANSLATE/TRADUCION

SEM IMITAÇÕES...

ACREDITE...

"Nunca faça graça de graça. Você é humorista, não político."

A Hora em Poá (BRASIL)

"Nada descreve melhor o caráter dos homens do que aquilo que eles acham ridículo."

VELHO PROVÉRBIO PORTUGUÊS

"Dois olhos vêem mais do que um só."
Veja Frases para Orkut - Kifrases.com

LOVE, love, LoVe

OvEr ThE RaInBoW

1lindoMENINO ...

Verdade, Verdadinha...!!!

zwani.com myspace graphic comments

1lindomenino

Menininhas e inhos venham a mim...

Posting

Photo Flipbook Slideshow Maker
PORTUGAL é "isto"... e MUITO MAIS...!!!

António GEDEÃO


Eu, quando choro, não choro eu. Chora aquilo que nos homens em todo o tempo sofreu. As lágrimas são as minhas mas o choro não é meu.A.GEDEÃO

SEJA ASSIM... COMO EU!

recadosparablogseorkut.com


Mais Um(a)...!!! OBRIGADO...!!!

sábado, 1 de janeiro de 2011

"BARCA BELA" Teresa Silva Carvalho

SUPERBA CANCAO de Teresa Silva Carvalho 1982. Poema de Almeida Garrett.

(vídeo info)

Nota de 1lindomenino: este é o nosso cantar, estas são as nossas alegrias ou tristezas. Este é o NOSSO FADO.

Tempo


Hora das perguntas! Você sabe quantos minutos e segundos tem um dia? Uma semana? E um ano? Pergunta estranha? Sim e não.

Há 525.600 minutos em um ano. Eu, você e qualquer um neste planeta recebe diariamente um presente inestimável. Seu nome é tempo. Cada dia de nossas vidas é presenteado com 24 horas desse artigo intangível, para o usarmos como nos convier. Quer você seja rico ou pobre, jovem ou velho, branco, marrom, amarelo ou de bolinhas, todos recebemos a mesma porção diária: vinte e quatro horas. É uma divisão igualitária. E justa.

A vida pode ser comparada a uma ampulheta, onde cada segundo encapsula sua vida, desde o primeiro fôlego até seu último suspiro. Essa ampulheta funciona até seu tempo terminar, até o final do jogo da vida. E sua vida acaba sendo o resultado total de como você emprega seu tempo.

Muitas pessoas acreditam que existe uma contabilidade quando o jogo termina. Essa contabilidade tabula o resultado do que você fez da sua vida. Você fez parte da solução ou do problema? Minimizou ou exacerbou os desafios? Na contabilidade final, os bens, status e saldos bancários não contam. A única coisa relevante é a maneira que você escolheu para utilizar o tempo que recebeu ao nascer.

Você tem exatamente o tempo que lhe foi destinado, nem mais, nem menos. Como diz o ditado, "é usá-lo ou perdê-lo". Sua vida consiste na soma total das escolhas relativas à utilização do tempo. E é lógico que o nível de sucesso que você atinge na vida vai depender diretamente da sensatez com que você utilizou seu tempo.

A maioria de nós pode olhar ao redor e encontrar lembranças de nossas boas intenções, coisas que nunca chegamos a fazer para alcançar determinado objetivo. Aquela esteira ou bicicleta ergométrica estão empoeiradas. O piano, cujo objetivo era preencher nossos sonhos musicais, permanece silencioso num canto da sala. Os livros, empilhados no criado-mudo esperando para serem lidos.

O tempo é valioso como o dinheiro porque é limitado; recebemos uma quantidade finita dele. Se você desperdiça ou perde tempo, estará quebrado, da mesma forma que está se administra mal suas finanças. O tempo é gratuito, e você não tem débito de tempo como tem débitos financeiros. Não pode multiplicá-lo; ele não inflaciona nem deflaciona. Tempo desperdiçado ou perdido pode ser um fator que contribui para sua preocupação monetária, mas não estará no demonstrativo da sua conta corrente, nem de seu inventário.

Se você mata o tempo, pode ser considerado um criminoso? Pode ser preso por usar mal este bem intangível? Pode ser sentenciado por este "crime"? Você pode emprestar horas de amanhã para usar hoje, como se pode emprestar dinheiro por conta dos ganhos de amanhã? Pode transferir sua mesada de tempo, dizendo "farei isso quando tiver mais tempo?". Você nunca terá mais tempo, pois tempo não é como dinheiro; ele é mais ardiloso e mais precioso que o vil metal. O tempo só pode ser gasto, e uma vez gasto não pode, nunca, ser recobrado.

Só conseguimos crescer se aprendermos a moldar nossas vidas dentro dos limites do tempo, e é somente usando o tempo adequadamente que conseguimos ter controle sobre nós mesmos. Um dos melhores métodos para isso é estabelecer metas a longo e curto prazo. O que queremos atingir? Que passos devemos dar hoje para preencher o objetivo de amanhã?

Use cada minuto porque, se não o fizer, você irá perdê-lo! E o tempo que perder hoje será perdido para sempre. Como o tempo perdido não volta jamais, agora é a melhor hora para fazer as coisas que lhe são importantes. Como dizia o poeta Horácio, "Aproveite o dia!".

Daniel Carvalho Luz, autor dos livros "Insight", vols. 1 e 2


Recebido via e-mail do site www.diabetenet.com.br



Posted by 1lindomenino

Dated01jan2011

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

MENSAGEM DE ANO NOVO - 2011 - HAPPY NEW YEAR

Nota de 1lindomenino: uma mensagem de Paz e Esperança. 2011 será isso?!...

Vamos aguardar que já falta "pouquinho" para começar!

ABRAÇÃO.

Posted by 1lindomenino

Dated31dez2010

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

João Villaret - Recado a Lisboa


Recado a Lisboa
Letra: João Villaret
Música: Armando da Câmara Rodrigues
João Henrique Villaret nasceu em Lisboa, em 1913. Foi um apaixonado pelo teatro destacando-se mais tarde como "declamador", criando um estilo inimitável de recitação poética.
(...) "Declamador? Não, não era isto. O intérprete de Camões não é um declamador, no estilo em que são os profissionais e amadores de dizer versos. O que há de surpreendente na arte de João Villaret é que ele não repete a "coisa sabida", ensaiada para o efeito da platéia, já em expectativa e já sabedora do que vai acontecer, já previdente das inflexões, dos efeitos da poesia. Villaret não é um declamador, um artista que "sabe dizer o que outros criaram". Ele se encarna no autor, e aquilo que assistimos é um ato de gestação, como se nos colocasse em presença o Poeta no momento da Poesia, e improvisasse a genialidade com que a Obra nasceu. João Villaret é um ser ecumênico." (...). (Guilherme Figueiredo)
Fotos*: Pedro Antunes http://imagenslisboa.blogspot.com/
*Exceto a primeira e a foto dos barcos.
*******
Lisboa minha mãezinha
Com o teu xaile traçado
Recebe esta carta minha
Que te leva o meu recado
Que Deus te ajude, Lisboa
A cumprir esta mensagem
Dum português que está longe
E que anda sempre em viagem
Vai dizer adeus à Graça
Que é tão bela, que é tão boa
Vai por mim beijar a Estrela
E abraçar a Madragoa
E mesmo que esteja frio
Que os barcos fiquem no rio
Parados sem navegar
Passa por mim no Rossio
E leva-lhe o meu olhar
Se for noite de São João
Lá pelas ruas da Alfama
Acende o meu coração
No fogo da tua chama
Depois leva-o p´la cidade
Num vaso de manjerico
Para ele matar a saudade
Desta saudade em que fico
...
(vidé vídeo)

Posted by 1lindomenino

Dated30dez2010

2011. Vamos acordar?!...




Amiga(o)s:

O ano de 2010 está prestes a findar.
Foi, certamente, um ano de muitas realizações para muitos de vós. Para outros (entre os quais me incluo...) nem por isso. Mas, 2011, está já ali a espreitar para nós. E, é com os olhos no futuro –não esquecendo NUNCA o passado- que devemos encarar mais esta etapa de nossas vidas.
Temo que, em termos nacionais e internacionais, este ano que se vai iniciar e outros que a seguir virão, serão sempre anos de catástrofes piores que os anos anteriores, que as Políticas e os Políticos continuarão a ser desastrosas, que as pessoas continuarão a não querer saber de AIDS, de Dengue, de cheias, de desmonoramentos e que continuarão, tranqüilamente, a fazer a sua “vidinha” e despejar os lixos e detritos no quintal do vizinho ou no curso de água mais próximo e a viver em qualquer morro mais próximo do trabalho.

Para Portugal e Brasil, sinceramente, não acredito que 2011 vá ser um ano de SUCESSO. As crises virão, mais e mais fortes, e o povo irá pagar na carne e no banco, tudo isso. Afinal, “a grande farra” não dura sempre...! Nem os “dinheiros” do FSE (Portugal) nem os “pré-sal” (Brasil) farão milagres. Os políticos acompanharão com pesar (como sempre...) o “mal-estar” social e serão SEMPRE solidários com o “povão” mas NUNCA, por NUNCA, irão abdicar do “aumentozinho” de salário ou de outras “benesses” de que tanto gostam e LUTAM.
Por isso, “XENTE”, acredito que o 2011 será MAIS árduo que o 2010, em todas as suas vertentes.
E, olhem que, eu NÃO SOU BRUXO!...


Abração do
Antonio Rui






Posted by 1lindomenino

Dated30dez2010

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

O verbo AMAR por Fernando PESSOA


Amo como ama o amor.

Não conheço nenhuma outra razão para amar

senão amar.

Que queres que te diga,

além de que te amo,

se o que quero dizer-te é

que te amo?





Posted by 1lindomenino

Dated29dez2010

Alexandre Pires - Dessa Vez Eu Me Rendo

Música composta por Bruno (Bruno & Marrone), bela interpretação de Alexandre Pires

(vidé Vídeo)

Posted by 1lindomenino

Dated29dez2010

Espanha: simularam o próprio sequestro e foram presos



Dois cidadãos espanhóis foram detidos depois de se auto-sequestrarem. Num caso por motivos passionais e no outro por problemas com jogo



Duas pessoas simularam, nos últimos dias, o seu próprio sequestro, em Espanha. Uma mulher e um homem acabaram detidos pelas autoridades.
A mulher foi presa depois de ter simulado o próprio sequestro para saber se o marido pagaria o resgate. Num comunicado da direcção-geral da Guarda Civil espanhola, pode ler-se que esta queria comprovar «se o marido estaria disposto a fazer tudo por ela».
No passado dia 16 de Dezembro, a mulher enviou uma foto na qual aparecia com os pés e mãos atadas para o telemóvel do marido. Logo depois seguiu o SMS com o pedido de 20 mil euros pela sua libertação. Mais mensagens exigiram «ao marido» que não avisasse a polícia. No entanto, o homem entrou em contacto com a polícia, escreve a agência EFE.
Segundo refere o documento, as investigações levaram a polícia a acreditar que a mulher poderia encontrar-se na zona de Alicante ou Denia, na região autónoma de Valência, pelo que estabeleceram um dispositivo para localizar o veículo da vítima e deter os responsáveis pelo sequestro.
O carro foi, entretanto, localizado pelas autoridades a circular na auto-estrada e, depois de ser seguido até um centro comercial na zona de Gandía, foi averiguado que quem conduzia o veículo era a suposta vítima do sequestro.
Apesar de inicialmente ter garantido às autoridades que tinha sido libertada essa manhã, a mulher acabou por admitir que teria fingido o rapto devido a «uma má situação pessoal que atravessava».
O segundo caso auto-sequestro ocorreu em Las Palmas, na ilha da Gran Canaria, e envolveu um empresário do sector imobiliário. Este era também viciado nas máquinas de sorte conhecidas como slotmachines.
De acordo com o mesmo comunicado das autoridades espanholas, o homem terá fingido o seu desaparecimento após gastar o dinheiro das empresas que dirigia.
Com intenção de ocultar o desparecimento de 130 mil euros, o homem deixou um envelope com papeis em branco no cofre que detém num banco. Em seguida disfarçou-se na casa-de-banho do seu trabalho e telefonou a um colega dizendo que tinha sido sequestrado por desconhecidos e que, em breve, este passaria pelo escritório para lhe dar uma chave do cofre.
Ao colega pediu ainda que acompanhasse «esse homem» - que, na realidade, era o empresário disfarçado com barba, peruca e óculo de sol - até ao banco. Aí, teria de aceder ao cofre e dar o envelope ao suposto sequestrador.
Já no banco, o nervosismo do colega fez com que a funcionária do banco alertasse a polícia.
Ao aperceber-se da chegada dos polícias, o «empresário» foi à casa-de-banho e despiu-se e tentou fugir do local. No entanto, foi detido à porta do banco do edifício com o envelope a simular o dinheiro.


Agradecimento ao site http://www.tvi24.iol.pt/



Nota de 1lindomenino: Chiça... os "hermanos" ainda estão piores que os Portugueses. "Chega pra lá"... rsrs



Posted by 1lindomenino

Dated29dez2010

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Dulce Pontes - Fado Português

Um lindo fado cantado por Dulce Pontes, vídeo clip do álbum caminhos.
Posted by 1lindomenino
Dated28dez2010

O Mágico e o Camundongo



Diz uma antiga fábula que um camundongo vivia angustiado com medo do gato.
Um mágico teve pena dele e o transformou em gato. Mas aí ele ficou com medo de cão, por isso o mágico o transformou em pantera.
Então ele começou a temer os caçadores.
A essa altura o mágico desistiu. Transformou-o em camundongo novamente e disse:
- Nada que eu faça por você vai ajuda-lo, porque você tem apenas a coragem de um camundongo. É preciso coragem para romper com o projeto que nos é imposto. Mas saiba que coragem não é a ausência do medo, é sim a capacidade de avançar, apesar do medo; caminhar para frente; e enfrentar as adversidades, vencendo os medos... É isto que devemos fazer. Não podemos nos derrotar, nos entregar por causa dos medos. Assim, jamais chegaremos aos lugares que tanto almejamos em nossas vidas...



Recebido via e-mail do site www.portaldiabetes.com.br



Posted by 1lindomenino

Dated28dez2010

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

KÉ KÉ ISSO...?!...


As "histórias" da política são. muitas vezes, usadas para diversos fins, AUMENTADAS por uns e DIMINUÍDAS por outros.

Muitas vezes, queremos "escapar" a esse "diz-se/diz-se" mas, como não somos (todos...) surdos e, frequentamos locais públicos, ESCUTAMOS cada "coisa".

Aquí vai uma "boca de Café":

porque razão, SÓ NAQUELE DADO momento, o "Morro do Alemão" foi "conquistado"(?) aos "reis das drogas" e, com algum ALARIDO, foram hasteadas as bandeiras do Estado do Rio e do Brasil?!...

Fiquei "TODO OUVIDOS" a escutar a RESPOSTA:

é que o Presidente LULA, em fim de mandato, tinha que ir semi-inaugurar o "bondinho"!!!


E ESTA, hein?!...

MÁ-LÍNGUA, esta "galera"...!!! Rsrs...



Posted by 1lindomenino


Dated27dez2010

O que eles pensam



Um guia para ajudar as mulheres a entenderem melhor o comportamento dos homens




Homens são práticos e agressivos, fogem do acasalamento, demarcam território. O senso comum diz que é mais ou menos assim que eles se comportam. Para tudo, no entanto, há uma explicação. A ciência explica, por exemplo, o impulso de olhar para um rabo de saia e até a necessidade que eles têm de impor ordem e respeito.

Depois dos homens terem descoberto, aqui no Maisde50, algumas coisas essenciais sobre as mulheres, é a vez delas de entender um pouco mais sobre o cérebro masculino. Passando por seu instinto protetor e pela vontade de casar – sim, eles querem! – o site Live Science fez uma lista de 10 coisas sobre os homens que as mulheres têm que saber.

Seguidamente, você vai ver que vale a pena navegar por esse universo nada desconhecido.

Emoções escondidas. O sexo feminino tende a ser considerado o mais emocional, mas homens também são bastante emotivos. Durante a infância, meninos têm mais reações e expressões emocionais que meninas. Homens adultos também têm reações emocionais ligeiramente mais fortes, mas apenas enquanto eles ainda não sabem de seus sentimentos. Uma vez que o descobrem, costumam encobri-los. Uma vez que eles tomam consciência da emoção, no entanto, a suprimem e fazem cara de paisagem. Quando crianças, meninos aprendem a esconder emoções que a cultura considera pouco masculinas. Sufocar essas emoções também estimula a famosa reação do “bater ou correr”. No entanto, há teorias de que a reação forte de um homem e a conseqüente supressão da emoção podem prepará-lo para lidar melhor com ameaças.

Mulher faz bem. Todos sabem que ficar sozinho não costuma ser bom para ninguém, mas em homens mais velhos o efeito é agravado. Como eles tendem a se expressar e se abrir menos que elas, a solidão acaba se exacerbando e isso tem um custo para os circuitos cerebrais relacionados à sociabilidade. Por outro lado, viver com uma mulher pode trazer benefícios. Homens em relacionamentos estáveis geralmente são mais saudáveis, vivem mais tempo e têm níveis hormonais que podem indicar queda de ansiedade. E elas ainda podem ser boas para as gônadas. Em um estudo publicado na revista Biology of Reproduction (Biologia da Reprodução, em tradução livre), camundongos machos que viviam com fêmeas eram mais férteis, e por mais tempo, que seus primos isolados.

Empatia e foco. Mulheres são mais afetuosas e homens são mais práticos, é o que se costuma dizer por aí. Mas não é bem assim. Ao ficar sabendo dos problemas de alguém, homens sentem, sim, preocupação e solidariedade pela pessoa, mas a parte de seu cérebro responsável por “dar um jeito nas coisas” logo assume o controle. Por isso, enquanto elas tentam consolar e demonstrar que estão ali para ajudar, eles estão mais empenhados em encontrar uma solução. E só tenta resolver um problema quem se importa, é bom que as mulheres saibam.

Não é canalhice. Todo mundo culpa a testosterona pela agressividade e pela hostilidade masculinas, mas se esquecem que ela também é o hormônio da libido. Uma pesquisa feita na Universidade de Columbia, em Nova York, apontou que este hormônio, que é seis vezes mais forte no homem que na mulher, prejudica a região do cérebro responsável por controlar impulsos. Por isso, eles são cientificamente incapazes de resistir a olhar para um rabo de saia.

Sempre de guarda. O homem defende seu terreno. Desde o começo da vida, na maioria dos animais, o macho é responsável por tomar conta do território enquanto a fêmea cuida da família. A evolução tratou de fixar estes comportamentos e, por isso, mulheres tendem a ser possessivas e os homens a ficar agressivos quando seu lugar (seja ele físico, como a casa e o trabalho, ou abstrato, como os amigos ou a família) parece estar sob ameaça. Ele é evolutivamente programado para tomar conta de suas terras. Além disso, a área do cérebro responsável por “defender a grama” é maior neles que nelas.

Gostam de hierarquia. A instabilidade pode aumentar consideravelmente o nível de ansiedade de um homem. Já uma cadeia de comando bem estabelecida e estruturada, a exemplo da encontrada em organizações militares e em muitos locais de trabalho, ajuda a reduzir os níveis de testosterona e, consequentemente, a agressividade masculina. A preocupação em estabelecer a ordem começa já na infância, por volta dos seis anos. Meninos estão sempre tentando colocar um ao outro para baixo, buscando demonstrar sua própria superioridade e deixar claro quem é que manda.

Idade traz cooperação. O homem compete por status e parceiras na juventude e se esforça para fortalecer laços na maturidade. A competitividade parece perder a atração com o passar dos anos e a chegada dos fios grisalhos. Em vez disso, eles prestam mais atenção nos relacionamentos e em melhorar as comunidades das quais fazem parte. Esta mudança se deve à redução de testosterona que acontece com o envelhecimento. Um estudo publicado na revista Hormones and Behavior (Hormônios e Comportamento, em tradução livre) em 2009 sugere que homens com altos níveis do hormônio tendem a se desempenhar melhor no “mano-a-mano”, enquanto aqueles com níveis mais baixos funcionam melhor trabalhando em equipe.

As mudanças da paternidade. Nos meses antes de se tornar pai, o cérebro do homem se condiciona para cooperar com a mãe e passa a estimular o comportamento paternal. Este é um dos primeiros passos para a mudança explicada no tópico anterior. Isto se deve a uma mudança hormonal que envolve uma queda na produção de testosterona e pode ser estimulada pelos feromônios exalados pela mãe.

Brincadeira de papai. Muitas mães condenam o jeito dos pais de brincar com seus filhos, mas isto é bom para as eles. A aspereza, as provocações e a espontaneidade podem ajudar as crianças a aprenderem melhor, ter confiança e se preparar para o mundo real. Além disso, pais envolvidos ajudam a diminuir o risco de comportamento sexual nos pequenos. Pais que participam ativamente da criação dos filhos têm níveis mais baixos de testosterona, o que os deixa mais calmos. Crianças humanas estão entre as que mais precisam de cuidados no mundo animal e bons pais garantem sua sobrevivência – e, consequentemente, de seus genes.

Sem medo do altar. O pensamento comum é de que mulheres querem se casar e levar uma vida tranquila, enquanto homens querem viver aventuras e ter um estilo agitado e selvagem. Isso é apenas um equivoco baseado nas muitas pesquisas feitas nos EUA que usaram como cobaias homens jovens, geralmente universitários. Um estudo publicado em 2007 na Proceedings of the Royal Society (Procedimentos da Sociedade Real, em tradução livre) descobriu que a infidelidade ocorre mais antes dos 30 anos, mas depois a atenção masculina se volta para a construção da família e de seu bem estar. Há aqueles que têm dificuldades para se comprometer, mas são casos individuais. Muita gente pode dizer o contrário, mas eles querem, sim, subir ao altar e ouvir os sinos do casamento.



Recebido por e-mail do site http://maisde50.com.br/



Posted by 1lindomenino

Dated27dez2010