POR UM PORTUGAL DIFERENTE

POR UM PORTUGAL DIFERENTE
ABRIL VIRÁ...!!!

EXPERIMENTE... VÁ ATÉ LÁ!

MUDAR...

Estrela - DestaquesNinguém pode ser escravo de sua identidade; quando surge uma possibilidade de mudança é preciso mudar. (Elliot Gould)

Frases e Mensagens -

NÃO HÁ ACORDO...!!!...

NÃO HÁ ACORDO...!!!...
... Português há só UM...!!!

TRADUÇÃO/TRANSLATE/TRADUCION

SEM IMITAÇÕES...

ACREDITE...

"Nunca faça graça de graça. Você é humorista, não político."

A Hora em Poá (BRASIL)

"Nada descreve melhor o caráter dos homens do que aquilo que eles acham ridículo."

VELHO PROVÉRBIO PORTUGUÊS

"Dois olhos vêem mais do que um só."
Veja Frases para Orkut - Kifrases.com

LOVE, love, LoVe

OvEr ThE RaInBoW

1lindoMENINO ...

Verdade, Verdadinha...!!!

zwani.com myspace graphic comments

1lindomenino

Menininhas e inhos venham a mim...

Posting

Photo Flipbook Slideshow Maker
PORTUGAL é "isto"... e MUITO MAIS...!!!

António GEDEÃO


Eu, quando choro, não choro eu. Chora aquilo que nos homens em todo o tempo sofreu. As lágrimas são as minhas mas o choro não é meu.A.GEDEÃO

SEJA ASSIM... COMO EU!

recadosparablogseorkut.com


Mais Um(a)...!!! OBRIGADO...!!!

sexta-feira, 9 de setembro de 2011

LOVE na INTERNET... uma PIADA (será...?!...)



Uma mulher estava na sala de bate-papo da Internet quando uma pessoa com apelido estranho perguntou: - Quer teclar?

- Você é homem ou mulher?
- ela perguntou.

- Você quer ou não teclar?

- Depende!
Você é homem ou mulher?

- Adivinhe! -

- Ok!
Me diz ai: cinco marcas de cerveja!

- Brahma, Kaiser, Skol, Antártica, Bavária!

- Ótimo, ótimo...
Agora me diga cinco marcas de camisinha!

- Jontex, Prosex...

Hum... é difícil!

- É... você é homem!

- Sou sim!
Mas como você descobriu?

- Fácil, ora, você
bebe mais do que transa!

Fonte: aspiadas.com/






Posted by 1lindomenino Dated09sep2011



quinta-feira, 8 de setembro de 2011

*** Tão Perto e Tão Longe *** / ... Hands On Aproach ...




Nota de 1lindomenino: é mesmo "isso"... "Tão Perto e Tão Longe"... Setúbal/Portugal e Ourinhos/Brasil...!!!


Esta é (era...?!) a Banda MAIS FAMOSA da minha cidade. Ouçam bem esta música.


Posted by 1lindomenino Dated08sep2011


COITADA - Esposa virgem há 5 anos anula casamento



Mulher submeteu-se a exames médicos e levou o caso a um tribunal argentino






Um tribunal da cidade de Rosário, na província argentina de Santa Fé, anulou um casamento depois de verificar, através de exames médicos, que a esposa continuava virgem após cinco anos de matrimónio.

O Tribunal da Família acedeu ao pedido feito pela esposa, que disse que queria ter filhos e desta maneira «não seria possível construir uma família» porque, depois de cinco anos de casada, ainda não tinha tido relações sexuais com o marido nem dormiam juntos,
noticia a BBC.

A mulher declarou à justiça que o marido seria «impotente» e submeteu-se a exames ginecológicos que
confirmaram a sua virgindade.

O marido recusou a decisão judicial e não fez os exames pedidos afirmando que
era ela quem não queria fazer sexo «porque sentia nojo».

Fonte: tvi24.iol.pt






Nota de 1lindomenino: quando li a notícia "pensei cá para os meus botões">> que "coisa"! O "cara" era MAU de MAIS...!!! Depois, segundo ele disse, era ela que não queria fazer sexo porque "sentia nojo"!... Das duas, três: ou o homem não se lavava nada mesmo ou então ela andava "enrolada" com o padeiro, o leiteiro, o merceeiro... "and so on"...!!! NOJO, né...?!...






Posted by 1lindomenino Dated08sep2011

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Não Penses



Não penses. Que raio de mania essa de estares sempre a querer pensar. Pensar é trocar uma flor por um silogismo, um vivo por um morto. Pensar é não ver. Olha apenas, vê. Está um dia enorme de sol. Talvez que de noite, acabou-se, como diz o filósofo da ave de Minerva. Mas não agora. Há alegria bastante para se não pensar, que é coisa sempre triste. Olha, escuta. Nas passagens de nível, havia um aviso de «pare, escute, olhe» com vistas ao atropelo dos comboios. É o aviso que devia haver nestes dias magníficos de sol. Olha a luz. Escuta a alegria dos pássaros. Não penses, que é sacrilégio.

Vergílio Ferreira, in "Conta-corrente - nova série - 2"





Posted by 1lindomenino Dated07sep2011




Nota triste de um computador "TRISTE"...

Estrela - Destaques"A saudade é um lago transparente a refletir sempre a imagem da pessoa ausente."


Nota de 1lindomenino: o computador onde, regularmente, escrevo os meus postings e aquelas piadas -muitas delas já "requentadas", eu sei- está com problemas de sobrevivência. É do ano de 1643, mais coisa menos coisa, trabalha ainda a carvão e, agora, dá-lhe para ter "ataques de epilepsia" de tal forma que, para postar um simples artigo, tanto posso levar 30 minutos como duas horas e trinta. ELE é que SABE...!!!

Assim, estou a pedir "SORRY" a TODAS/TODOS os "SEGUIDORES" para não me levarem a mal e aguardar com "pasciência" que uma resolução "seja tomada" em BREVE: ou ELE ou EU e a minha "sanidade mental" (ou seja o "computas" compute ou eu vou "tomar ar"...!). Adoro os VOSSOS comentários e, como é normal, gosto de ir até ao vosso blog e "dar um ar da minha graça".

Vocês me DESCULPAM o "merdas do computador"...?!...

Obrigado.

Vocês REPRESENTAM muito na minha vida e na deste blog. ACREDITEM...!!!

RUI


Posted by 1lindomenino Dated07sep2011


terça-feira, 6 de setembro de 2011

Rodrigo Leão - Deep Blue





Voz: Sónia Tavares (The Gift) - (Info Vídeo)


Nota de 1lindomenino: fiquem com BOA MÚSICA agora, à noitinha...!!! Nada de "entusiasmos"... tá...?! OK... rsrs



Posted by 1lindomenino Dated06sep2011

Algo do tipo





Semana passada, realizei um sonho de uma romântica escritora que a tudo romantiza: fui a um antiquário aqui perto e comprei uma máquina de escrever. Escolhi a mais capenga e o vendedor pareceu feliz em despachar logo aquele caco velho quando a envolveu num jornal (?), colocou dentro de várias grandes sacolas forradas por outras grandes sacolas e me entregou. Ia perguntar sobre garantia, mas achei que seria perca de tempo. Minha coluna meio torta e o suor brotando debaixo do meu cabelo, carreguei-a pela rua. Ô coisinha pesada, viu? Passei na papelaria para comprar tinta e papéis e canetas, várias delas. Disse à moça do balcão que não precisava de outra sacola. Segui adiante. Na esquina de casa uma padaria. Parei. Comprei um maço de "Um raro prazer", pó de café, refrigerante, vodka e biscoitos. Dessa vez dividi o peso. Segui. A próxima e última parada seria apenas em casa.

Peguei minha máquina de escrever, capenga, tão velha quanto eu, e coloquei em cima da mesa de madeira. Ajeitei-a de modo imperfeito. Demorou um pouco até que eu pudesse atingir o torto-sutil perfeito, que era minha meta. Fui na cozinha e comecei a preparar o café. Enquanto ficava pronto, fui cuidar do resto. Peguei copos de geléia e extratos de tomate, acendi vários cigarros e os deixei queimando para que as cinzas caíssem dentro dos copos. Abri os blocos de papel, coloquei um ou outro na máquina e comecei a digitar coisas incoerentes, como esse texto.




E daí tirava furiosamente a folha e fazia bolas de papel que jogava por ali; alguns na cesta de lixo, outros não. Fiz isso várias e várias vezes. Abri a garrafa de vodka e a empurrei com a ponta do dedo, propositalmente. O líquido escorreu pela madeira por uns segundos, quase um minuto — parece pouco, mas foi quase a garrafa inteira, filho — e depois fui lá, coloquei a garrafa em pé e coloquei folhas de papel por cima. A essa altura os cigarros eram apenas cinzas, amassei as guimbas contra o vidro e em seguida as deixei deitadas no fundo do copo. Achei que não era suficiente, definitivamente um maço não era o bastante.

Peguei o elevador e comecei a bater nas portas. "Oi, você é fumante? Não? Desculpe."; "Oi, você é fumante? É? Você pode me dar caixas vazias? Espero sim, obrigado." Quando achei que vários olhares confusos e que uma semana de comentários sobre minha pessoa já era bom, voltei ao meu apartamento com mais ou menos seis maços vazios. Coloquei dois em cima da mesa, mais três dentro do cesto e o resto no chão. Parecia bom. Voltei minha atenção para o café que não beberia. Peguei várias pequenas xícaras dentro do armário e dois pratos grandes. Espalhei farelo em um dos pratos, tive que esfregar um biscoito no outro para ter o maior número de farelo possível. Daí peguei o outro prato e coloquei por cima — nesse eu coloquei os biscoitos meio inteiros, meio defeituosos. Espalhei um pouco de farelo pela mesa também. Peguei a jarra de café e comecei a dividir o conteúdo entre as xícaras. Deixei-as lá, descansando, por uma hora ou um pouco mais. Derramei um pouco de café nos pratinhos, deixando-os meio manchados. Derramei também em cima da mesa e em alguns papéis.
O cheiro da bebida impregnou o recinto.

Corri pela casa. Espalhei livros novos, livros antigos, dicionários de línguas que nem falava por tudo que era canto, principalmente na mesa e em volta dela. Fiz uma pequena pilha ao lado do sofá com um dos copo-cinzeros (?) para fazer companhia. Coloquei copo-cinzeros no banheiro também. Eu sei que é estranho. Espalhei jornais e discos de vinil também. Dei uma olhada e parecia bom. Só faltava mesmo uma coisa. Peguei mais copos de extrato de tomate e os virei de cabeça para baixo, deixando a base para cima. Acendi velas e as prendi no fundo dos copos. Deixei-as queimar por um bom tempo, algumas chegaram a ficar pela metade antes de apagá-las. As espalhei por lugares estratégicos. Coloquei duas na mesa, perto da máquina de escrever.

No final, peguei um copo de refrigerante e comi um biscoito enquanto contemplava o que tinha feito com meu apartamento. Pronto. Agora convenço qualquer um de que aqui mora
uma escritora.

Qualquer um,
menos eu.

Rebecca Albino

Fonte: releituras.com




Posted by 1lindomenino Dated06sep2011

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Maria de Fátima Bravo - Ferro Velho.





Enviado por MadameBateflay em 15/01/2010

Eu tenho um fraquinho pelas minhas referências musicais da minha juventude - Eis aqui esta Grande Senhora da Canção Portuguesa. Abandonou cedo a sua carreira que se advinhava brilhante,foi uma das vozes que sempre acompanhei, juntamente com Madalena Iglésias que tanto admirei e admiro.
Pois então aqui temos Maria de Fátima Bravo com uma canção bem aos anos 60, década fabulosa de músicas em todos os recantos da terra. Um abraço Américo (vidé Vídeo).


Nota de 1lindomenino: AHHHH "ganda" Américo! É assim mesmo que se fala... ou se escreve, talvez seja melhor!...



Posted by 1lindomenino Dated05sep2011

Sociedade do Desperdício



Uma tentação imediata do nosso tempo é o desperdício. Não é só resultado duma invenção constante da oferta que leva ao apetite do consumo, como é, sobretudo, uma forma de aristocracia técnica. O tecnocrata, novo aristocrata da inteligência artificial, dos números e dos computadores, propõe uma sociedade de dissipação. Propõe-na na medida em que favorece os métodos de maior rendimento e a rapina dos recursos naturais. As hormonas que fazem crescer uma vitela em três meses, as árvores que dão fruto três vezes por ano, tudo obriga a natureza a render mais. Para quê? Para que os alimentos se amontoem nas lixeiras e os desperdícios de cozinha ou de vestuário sirvam afinal para descrever o bluff da produtividade.

Agustina Bessa-Luís, in 'Dicionário Imperfeito'





Nota de 1lindomenino: vão num mercado ou num supermercado e vejam os preços que "pedem" por produtos "já maduros" e, portanto, prontinhos LOGO a consumir. Não vendem, normalmente, ao preço que "acham justo"...!!! No final dos mercados e no fim do dia, no caso dos supermercados, vejam lá ESSES produtos "JOGADOS FORA" e a PREÇO 0...!!! Brincadeira...!!!





Posted by 1lindomenino Dated04sep2011




domingo, 4 de setembro de 2011

Tim feat. Mariza in "The Muppets Fado"





Fado is the portuguese expression for destiny.
Music by Tim. With Mariza and Mário Laginha. (vidé Vídeo)


Posted by 1lindomenino Dated04sep2011




Palácio de Kate e William tem... fantasmas

Uma "mistura" EXPLOSIVA: fantasmas, Príncipes e... Libras...!!!



Existem até visitas guiadas ao assombrado Palácio de Kensington


O Palácio de Kensington está... assombrado. A residência oficial do príncipe William e Kate Middleton é «habitada» por fantasmas, e durante a noite é normal ouvirem-se barulhos estranhos ou até gritos, noticia o jornal «Daily Mirror».

«Durante anos, têm surgido rumores de que o Palácio de Kensington é um lugar assombrado. Existem várias histórias estranhas e invulgares, que os guardas e os empregados têm registado ao longo dos anos. Ouvem-se barulhos e vêem-se abanões durante a noite, esse tipo de coisas. É fascinante, mas não é um local para pessoas que sofram do coração»,
contou uma fonte ligada à família real britânica.

O Palácio foi adquirido em 1689 pelo rei William III de Inglaterra, e tem sido a residência de várias figuras da realeza até então.

Os duques de Cambridge não são excepção,
apesar de actualmente viverem a maior parte do tempo na residência da Ilha de Anglesey, local onde William trabalha como piloto de aviação.

No entanto, o casal irá passar a viver regularmente em Kensington, e é melhor se habituarem à presença dos fantasmas... durante a noite.
O palácio lida bem com a situação e até existem visitas guiadas de turistas ao espaço que se encontra aberto ao público.

Fonte: tvi24.iol.pt/




Nota de 1lindomenino: que "ÓOOORRRORRREEEE"...!!! Ainda pensei que os gritos fossem do jovem casal REAL mas, não morando lá, de quem podem ser...?! Hummm... já sei: deve ser o Prince Charles quando a "querida" tira o "soutien"... aquela FEIOSA...!!!




Posted by 1lindomenino Dated04sep2011