POR UM PORTUGAL DIFERENTE

POR UM PORTUGAL DIFERENTE
ABRIL VIRÁ...!!!

EXPERIMENTE... VÁ ATÉ LÁ!

MUDAR...

Estrela - DestaquesNinguém pode ser escravo de sua identidade; quando surge uma possibilidade de mudança é preciso mudar. (Elliot Gould)

Frases e Mensagens -

NÃO HÁ ACORDO...!!!...

NÃO HÁ ACORDO...!!!...
... Português há só UM...!!!

TRADUÇÃO/TRANSLATE/TRADUCION

SEM IMITAÇÕES...

ACREDITE...

"Nunca faça graça de graça. Você é humorista, não político."

A Hora em Poá (BRASIL)

"Nada descreve melhor o caráter dos homens do que aquilo que eles acham ridículo."

VELHO PROVÉRBIO PORTUGUÊS

"Dois olhos vêem mais do que um só."
Veja Frases para Orkut - Kifrases.com

LOVE, love, LoVe

OvEr ThE RaInBoW

1lindoMENINO ...

Verdade, Verdadinha...!!!

zwani.com myspace graphic comments

1lindomenino

Menininhas e inhos venham a mim...

Posting

Photo Flipbook Slideshow Maker
PORTUGAL é "isto"... e MUITO MAIS...!!!

António GEDEÃO


Eu, quando choro, não choro eu. Chora aquilo que nos homens em todo o tempo sofreu. As lágrimas são as minhas mas o choro não é meu.A.GEDEÃO

SEJA ASSIM... COMO EU!

recadosparablogseorkut.com


Mais Um(a)...!!! OBRIGADO...!!!

sábado, 24 de outubro de 2009

O Que Significa “Virgem”

Talvez um dos maiores desafios que os pais enfrentam com a criação de seus filhos é responder satisfatoriamente a perguntas do tipo: Como eu nasci?, Para que serve o umbigo?, Como os bebês são feitos?, etc…

Sair dessas “saias justas” é um verdadeiro martírio e dependendo da situação pode trazer novas questões ou criar verdadeiros mitos. Nesse vídeo a mãe passa pela constrangedora situação de ter de explicar à sua filha o que significa “Virgem”. Uma tarefa árdua… ou não.

MyNameis avisa: Pressa e falta de comunicação com perguntas infantis não combinam.



Agradecimento ao site: http://oblog.virgula.uol.com.br/

A Vida (Florbela Espanca)

a vida (florbela espanca) Pictures, Images and Photos




É vão o amor, o ódio, ou o desdém;
Inútil o desejo e o sentimento...
Lançar um grande amor aos pés de alguém
O mesmo é que lançar flores ao vento!
Todos somos no mundo "Pedro Sem",
Uma alegria é feita dum tormento,
Um riso é sempre o eco dum lamento,
Sabe-se lá um beijo de onde vem!
A mais nobre ilusão morre... desfaz-se...
Uma saudade morta em nós renasce
Que no mesmo momento é já perdida...
Amar-te a vida inteira eu não podia.
A gente esquece sempre o bem de um dia.
Que queres, meu Amor, se é isto a vida!





O meu Obrigado ao site: http://www.aindamelhor.com/

Just Another Day Without You - Jon Secada

Nota de 1lindomenino: mais uma música "com história"... !!!

EXCELENTE FIM DE SEMANA para TODOS... !!!

Noivinhos AZARADOS... !!! (Piada, tá... ?!...)


Os noivos estavam a caminho da igreja quando morrem num acidente de automóvel. Chegando no céu, a noiva protesta:
- Puxa, São Pedro, logo hoje que a gente ia casar, acontece uma dessas...
- Assim é a vida, digo, a morte. - objeta o guardião do paraíso.
- Mas será que não dá para o senhor quebrar um galho - diz o noivo. - e fazer o nosso casamento aqui?
- Espera aí, deixa eu ver o que posso fazer.
Umas oito horas depois, quando o casal já estava cansado de esperar, ele volta trazendo um padre à tiracolo.
- OK! Trouxe um padre para fazer o casamento de vocês. Mas tem uma condição...
- Qual?
- Aqui não tem divórcio! O casamento vai ter de ser por toda a eternidade...
- Puxa, mas toda a eternidade é muito tempo! - reclama o noivo. - E se o nosso casamento não der certo?
- Azar o de vocês! Pra achar um padre aqui no céu já foi um custo, imagina um advogado!


Agradecimento ao Site: http://www.aindamelhor.com/

Um APELO de "um pinto"...

Nota de 1lindomenino: um "negócio de pintos"... rsrs

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Conselhos para homens e mulheres alcançarem a sintonia sexual


São muitas as mulheres que reclamam do ritmo de seus parceiros sexuais. E muitas vezes a falta de sintonia é tamanha que no final das contas, ou melhor, do ato, é comum que elas se sintam bastante insatisfeitas.

Os homens, principalmente os mais jovens, excitam-se mais rápido que as mulheres porque a sua natureza funciona dessa forma, diferente delas, que naturalmente levam mais tempo para se estimular. Para os homens que buscam a sintonia com as suas parceiras é importante que compreendam esta diferença dos tempos e aprendam a segurar a sua ansiedade para consumar o sexo.

No mundo animal, os machos costumam ser bastante rápidos na penetração e na ejaculação. E nós, homens, somos naturalmente bem parecidos com isso. Mas, se quisermos ter um sexo que vai além do nosso instinto animal de procriação, com a possibilidade do prazer, é importante que saibamos controlar este ímpeto, fazendo um sexo mais prolongado. E isso só se aprende na prática.

Uma dica fundamental para que o homem faça esse controle da ansiedade é prestar atenção na respiração e nos movimentos do corpo. Respirando de forma ofegante, com movimentos corporais afoitos, chega-se logo ao orgasmo. Mas, se você respirar profundamente e usar mais a sensibilidade, focando nos cinco sentidos (paladar, olfato, audição, tato e visão), torna-se mais fácil estender o sexo por mais tempo.

Os homens costumam ser mais objetivos que as mulheres, não só no sexo, mas na maior parte da vida. Se o casal quer realmente uma sintonia mais fina, é importante que o homem se torne mais subjetivo, prestando atenção em cada passo do encontro, e a mulher se torne um pouco mais objetiva, indo à luta na busca do seu próprio prazer.

De toda forma o diálogo entre os dois tem de ser bastante aberto e transparente. Muitos acham difícil falar sobre o sexo. Mas ninguém é obrigado a adivinhar o que é bom ou ruim para o outro. Se você não fala, explicitando as suas preferências, é difícil conseguir o que quer. Por isso, deixe a vergonha de lado e comece a expressar o que você sente.

São muitas as diferenças que podem influenciar o descompasso do casal. Uma delas é a diferença de temperamentos. Tem pessoas que são mais ardentes e outras, mais suaves.

Neste sentido é importante que se busque o caminho do meio. Aliás um bom sexo consegue equilibrar o firme e o suave, intercalando-os no encontro dos corpos. Quando você aperta o(a) seu(sua) companheiro(a) e move a pélvis, cria carga erótica, mas para que essa energia possa circular por todo o corpo é importante que você crie momentos suaves. Por isso saiba intercalar o toque mais firme e "sem vergonha" com a delicadeza e o romantismo do contato.

As preliminares são importantes para que se consiga empatia entre os dois. E isso acontece mais facilmente quando você começa devagar, aquecendo o envolvimento pouco a pouco até "pegar fogo". Um abraço bem demorado pode ser um bom começo. Ou, que tal uma boa massagem relaxante? Cuide da música de fundo. Você pode criar uma boa trilha sonora que vai dar um clima parecido com um filme.

Uma coisa é você desejar a outra pessoa, outra é vocês sincronizarem os seus desejos. E se souberem fazer isso com arte, equilibrando o vigor com a brandura, poderão permanecer por muito tempo num belo patamar de orgasmo, desfrutando juntos e por muito mais tempo o encontro.




Por Sérgio Savian*


*Sergio Savian é terapeuta e escritor, especializado em relacionamentos e mudança de hábitos. Ministra palestras, cursos, trabalha com aconselhamento, terapia individual e para casais. Mais informações no site www.sergiosavian.com.br


Recebido via e-mail do Site: http://www.maisde50.com.br/



El Rei D. Sebastião - José Cid/Quarteto 1111

Nota de 1lindomenino: um grande, grande êxito do Quarteto 1111 com José Cid como vocalista e teclas.

A juntar a esta música "interessante", a beleza das Aldeias de Portugal.

Há cada UMA...!!! (PIADA com tonalidades da cor do céu...)


Deus acabara de criar o mundo, mas ainda tinha duas coisas na sua sacola de criações e Ele decidiu dividi-las entre Adão e Eva. Então disse ao casal que uma das criações que Ele ainda tinha para dar era a habilidade de urinar em pé, e acrescentou:
- É bastante prático e eu estava pensando qual de vocês gostaria de ficar com essa habilidade?
Adão deu um salto e começou a gritar:
- Oh, Deus, dê para mim. Eu adoraria ter essa capacidade. É o tipo da coisa que os homens deveriam fazer. Por favor, deixe-me ter essa habilidade. Seria tão maravilhoso... Assim, quando estiver trabalhando no jardim, poderei estar simplesmente em pé e deixar fluir. Seria tão bom... Eu poderia também escrever meu nome na areia. Por favor, deixe-me ser o privilegiado a receber este presente... Deixe-me urinar em pé!
Diante de tanta excitação, Eva apenas sorriu e disse a Deus que se realmente Adão fazia tanta questão, se era o tipo de coisa que o deixaria tão feliz, então deveria ganhar a capacidade de fazer xixi em pé. Sem titubear, Deus deu a Adão a habilidade de controlar a direção de sua urina na posição vertical. De tão alegre, Adão comemorou "regando" a árvore que estava perto dele, rindo de prazer enquanto fazia isso. Foi aí que Deus, com sua calma e sabedoria, olhando para o interior de sua sacola, sentenciou:
- Deixe-me ver o que sobrou aqui para você Eva... Ah, sim... Orgasmos múltiplos!!



Agradecimento ao Site: http://www.aindamelhor.com/

Uma "VERDADE" (John Lennon)

O trabalho que é viver


O que é trabalhar? Para alguns, é sentar-se em um cubículo e atender telefonemas. Para outros, é cuidar de uma criança, construir uma casa, cozinhar ou pilotar um avião.

Trabalho é a essência da vida. Todos o fazemos, quer tenhamos um contracheque ou não. É o que nos mantém vivos e o que nos faz seguir adiante. Não existe trabalho insignificante. Todo trabalho é importante.

Em todo trabalho, há lugar para a satisfação, porque há também oportunidade de fazermos a diferença. Quanto mais você se empenhar na realização de um trabalho, mais longe você chegará.

Mãos à obra. Isso o manterá vivo. Ponha sua mente nisso e você terá vida. Ponha sua própria essência e você receberá enormes recompensas. O valor do seu trabalho é afetado não pelo que você faz, mas pelo esforço que você dedica a ele.




Recebido via e-mail do site: www.diabetenet.com.br

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

O Corno , a Manga e o Leite (PIADA... )


Um marido estava desconfiado de que sua mulher o estava traindo, então disse a ela que iria viajar, colocou um facão na mala, despediu-se e saiu.

Ao sair da casa tirou o facão da mala, escondeu a mala em uma moita do jardim de sua casa e subiu em uma mangueira que havia na calçada de sua casa, ficando bem escondido.

Depois de algum tempo chegou um mulato forte que olhou demoradamente para sua casa.

O mulato pegou uma manga e comeu, como nada acontecia ele pegou outra manga e comeu.

Daí a pouco a mulher abriu a janela e fez sinal para o mulato entrar e o mesmo entrou.

O marido desceu furioso e, sem fazer barulho, entrou na casa. Foi até a porta de seu quarto, olhou pelo buraco da fechadura e viu o mulato mamando nos peitos de sua mulher.

Ele não se conteve, ergueu o facão, meteu o pé na porta e entrou gritando:

-Vai morrer! Vai morrer!

O mulato tirou um revólver 38 cano longo de dentro do paletó e perguntou:

-Quem é que vai morrer?

E o marido respondeu:

-Você, primeiro come manga e depois toma leite... (afinando a voz)




O meu agradecimento ao Site: http://boaspiadas.blogspot.com/

Abba - I Have A Dream

Nota de 1lindomenino: embora os ABBA tivessem uma forte componente comercial (... chegaram a ser a maior fonte de entrada de divisas na Suécia...), não há como negar a qualidade do que produziram e interpretaram. O seu a seu "dono"... !!!

Voem juntos, mas nunca amarrados


Conta uma velha lenda dos índios Sioux que, uma vez, Touro Bravo, o mais valente e honrado de todos os jovens guerreiros, e Nuvem Azul, a filha do cacique e uma das mais formosas mulheres da tribo, chegaram de mãos dadas à tenda do velho feiticeiro da tribo e falaram:

- Nós nos amamos e vamos nos casar. E nos amamos tanto que queremos um feitiço, um conselho ou um talismã. Alguma coisa que garanta que possamos ficar sempre juntos. Que nos assegure que estaremos um ao lado do outro até a morte.

O velho sábio, ao vê-los tão jovens, tão apaixonados e tão ansiosos por uma palavra, disse:

- Tem uma coisa a ser feita, mas é uma tarefa muito difícil e sacrificante. Tu, Nuvem Azul, deves escalar o monte ao norte desta aldeia e, apenas com uma rede e tuas mãos, caçar o falcão mais vigoroso do monte e trazê-lo com vida até o terceiro dia depois da lua cheia. E tu, Touro Bravo, deves escalar a montanha, onde encontrarás a mais brava de todas as águias. Somente com as tuas mãos e uma rede, deverás apanhá-la, trazendo-a viva.

Os jovens abraçaram-se com ternura, e logo partiram para cumprir a missão recomendada. No dia estabelecido, à tenda do feiticeiro, os dois esperavam com as aves dentro de um saco.

O velho pediu que, com cuidado, as retirassem. Observou então que se tratava de belos exemplares.

- E agora, o que faremos? - perguntou o jovem - nós as matamos e depois bebemos à honra de seu sangue ou as cozinhamos e depois comemos o valor da sua carne?

- Não! - disse o feiticeiro - Apanhem as aves e amarrem-nas entre si pelas patas, com essas fitas de couro. Quando estiverem amarradas, soltem-nas, para que voem livres...

O guerreiro e a jovem fizeram o que lhes foi ordenado e soltaram os pássaros...

A águia e o falcão tentaram alçar vôo, mas apenas conseguiram saltar pelo terreno. Minutos depois, irritadas pela incapacidade de voar, as aves jogavam-se uma contra a outra, bicando-se até se machucarem. E o velho disse:

- Jamais esqueçam o que estão vendo. Este é o meu conselho. Vocês são como a águia e o falcão: se estiverem amarrados um ao outro, ainda que por amor, viverão arrastando-se e, cedo ou tarde, começarão a machucar-se mutuamente. Se quiserem que o amor entre vocês perdure, voem juntos. Mas nunca amarrados.


Recebido via e-mail do Site: www.diabetenet.com.br



quarta-feira, 21 de outubro de 2009

No ANIVERSÁRIO (...++ 1...) de ruilindomenino a Vanusa cantando Parabéns pra você

Mais um aniversário e mais um ano que passou com vitórias e derrotas, com ilusões e desilusões, com amores e desamores. Tudo “caldeado”, SEMPRE, por muita SAUDADE do meu Portugal e da minha cidade de Setúbal. Das minhas filhas, claro, que não esqueço NUNCA... !!!
A vida continua a um ritmo “vertiginoso” e, sinceramente, pensei que nesta fase da vida aboliria o “stress” por completo, o que NÃO consegui... ! Nem pensar... !!!
Mas a VIDA é feita, também, de “desafios”, de Amizades, de novos conhecimentos. Aí o 1lindomenino tem sido uma “parte” de mim. Ainda não consegui o que desejava que fosse este Blog mas, prometo, que assim que puder irei tentar fazê-lo ao “meu jeito” a à “minha imagem”.

OBRIGADO a TODA(O)S que estiveram hoje comigo no Blog.

ABRAÇÃO do tamanho de... PORTUGAL... !!!


Nota de 1lindomenino: quem melhor que a Vanusa para me cantar os Parabéns a Você... ?!

terça-feira, 20 de outubro de 2009

"MANEL" de novo no "seu VITÓRIA"... !!! BENVINDO, Amigo... !!!




Manuel Fernandes vai assinar por três anos


TÉCNICO RUBRICA CONTRATO NOS PRÓXIMOS DIAS




Manuel Fernandes chegou hoje a acordo com o V. Setúbal para assinar um contrato de três épocas, depois de rescindir com a U. Leiria, revelou à agência Lusa o seu advogado.

Pedro Afra adiantou que o treinador vai dar quarta-feira uma conferência de imprensa no Estádio do Bonfim, em Setúbal, pelas 15:30 horas, na qual dará conta das razões que o levaram a sair da U. Leiria e a abraçar um novo projecto no clube sadino, no qual foi jogador e treinador.

A proposta apresentada pelo Vitória seduziu Manuel Fernandes, "com quem decorriam contactos recentes", por se tratar de um projecto "global e sólido" e de "longo prazo", que lhe garante "estabilidade e a construção de uma equipa de raiz", disse o representante do treinador.

O técnico, cujo contrato com o V. Setúbal será formalizado nos próximos dias, já deverá orientar o treino de quinta-feira da sua nova equipa.

Para ir orientar a equipa sadina, Manuel Fernandes rescindiu hoje o contrato que o ligava à União, perdendo direito a 300 mil euros de prémio pela subida à Liga Sagres. A rescisão do contrato, que tinha vigência até ao final da corrente época, foi confirmada pela SAD da U. Leiria, que se manifestou surpreendida pela atitude do treinador e pela capacidade financeira do V. Setúbal.


Data: Terça-Feira, 20 Outubro de 2009 - 21:59



Agradecimento ao Site: http://www.record.pt/




Nota de 1lindomenino: BENVINDO a Setúbal e ao VITÓRIA, Clube que, sabemos, tens no coração. Que sejas MUITO FELIZ neste retorno a uma "casa" que conheces bem e na qual sempre foste "muito querido".



UM ABRAÇO desde o Brasil, "MANEL"... !!!



Poema de SAUDADE de Chaplin


Sorri quando a dor te torturar
E a saudade atormentar
Os teus dias tristonhos vazios

Sorri quando tudo terminar
Quando nada mais restar
Do teu sonho encantador

Sorri quando o sol perder a luz
E sentires uma cruz
Nos teus ombros cansados doridos

Sorri vai mentindo a sua dor
E ao notar que tu sorris
Todo mundo irá supor
Que és feliz


Charles Chaplin



O meu Obrigado ao Site: http://www.pensador.info/

Quando o mineiro chama o engenheiro? - PIADA


Um caipira mineiro vai observar um engenheiro que está trabalhando na construção de uma estrada. O engenheiro está fazendo medições do terreno com um teodolito.

-Taaarde! –começa a prosa o mineiro – prá que ocê tá usando esse trem aí?

-Estou medindo o terreno para a construção de uma estrada que vai passar por aqui. – responde o engenheiro.

-Uai!?? E oceis precisa desse trem pra fazê uma estradica?

-Sim, é necessário. Por que? Vocês aqui em Minas não usam isso para construir estradas?

-Ói, nóis num usa, não. Quando a gente qué fazê uma estrada, nóis sorta um burro e vai atrais, seguindo o bicho. Por onde o ele passá é o caminho mais fácil pra fazê a estrada...

-Muito engenhoso o método de vocês. Mas como é que se faz se vocês não tiverem o burro? –pergunta o engenheiro.

-Bão, quando é anssim, a gente chama us engenheiro.




Agradecimento ao Site: http://boaspiadas.blogspot.com/


Três perguntas


Um rei se apercebeu que se soubesse a hora certa de agir, quem eram as pessoas mais necessárias e o mais importante a ser feito, nunca falharia no que fizesse.

Procurou um homem sábio para se aconselhar. Vestiu roupas simples, e antes de chegar ao destino, apeou do cavalo, deixou seus guarda-costas para trás e foi sozinho.

O sábio estava cavando o chão em frente à sua cabana. O rei chegou e falou: "Vim aqui porque preciso que me responda três perguntas: como posso aprender a fazer o que é certo na hora certa?

Quem são as pessoas às quais devo prestar maior atenção?

Quais os assuntos aos quais devo conceder prioridade?"

O sábio não respondeu e continuou a cavar. Estava fraco e inspirava profundamente, a cada golpe.

O rei se ofereceu para cavar em seu lugar e preparou duas extensas sementeiras. Sem receber nenhuma resposta às suas perguntas, quase ao final da tarde, disse: "Vim até aqui para obter respostas. Se não pode me dar nenhuma, então me diga que vou embora."

Nisso, um homem barbado saiu correndo da floresta. Estava ferido e caiu desmaiado, gemendo baixinho.

O rei e o sábio o socorreram. Havia uma grande ferida em seu corpo. O rei a lavou e a cobriu com seu lenço e uma toalha do sábio.

O sangue continuou a jorrar. Muitas vezes o rei lavou e cobriu a ferida.

Finalmente, a hemorragia parou. O homem foi levado para a cama e adormeceu. A noite chegou. O rei sentou-se na entrada da cabana e, cansado, adormeceu.

Ao despertar pela manhã, demorou um pouco para se dar conta de onde estava. Voltou-se para dentro. O homem ferido o olhou e lhe pediu perdão.

"Não tenho nada para lhe perdoar", disse o rei. "nem o conheço."

"Mas eu o conheço. O senhor prendeu meu irmão e jurei acabar com sua vida. Quando soube que o senhor vinha para cá, também vim. Esperei na floresta para matá-lo pelas costas.

Mas o senhor não voltou. Saí de minha emboscada e seus guarda-costas me viram. Foram eles que me feriram. Fugi deles. Teria sangrado até a morte se não me tivesse socorrido.

Majestade! Se eu sobreviver, serei o mais fervoroso de seus servos."

O rei ficou satisfeito por ter conseguido a paz com seu inimigo tão facilmente. Disse que mandaria seu médico para o atender.

Levantou-se e procurou o sábio que estava agachado, plantando nas sementeiras cavadas no dia anterior.

"Então, vai responder às minhas perguntas?"

Erguendo os olhos, o sábio lhe respondeu:

"O senhor já tem todas as suas respostas."

E ante a indagação da real figura, explicou:

"Se sua majestade não tivesse ficado condoída da minha fraqueza ontem e cavado essas sementeiras para mim, indo embora, teria sido atacado por aquele homem.

Teria assim se arrependido de não ter permanecido comigo. Por isso a hora mais importante foi quando cavava as sementeiras.

Eu era o homem mais importante. Fazer-me o favor foi o mais importante.

Depois, quando o quase assassino chegou correndo, a hora mais importante foi quando cuidava dele. Se não tivesse cuidado da sua ferida, ele teria morrido sem estar em paz consigo.

Por isso, ele era o homem mais importante. O que foi feito por ele foi o mais importante.

Então, só existe um momento importante, o agora.

O homem mais necessário é aquele com quem você está, pois ninguém sabe se vai tornar a lidar com outro alguém.

O assunto mais importante é fazer o bem para esse com quem se está, pois esse é o grande propósito da vida.

...............

A hora de agir é agora. O local onde você está é o mais ajustado e as pessoas que estão com você as ideais para a sua vida e o seu crescimento.


Recebido via e-mail do Site: www.portaldiabetes.com.br

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Uma SUPER ANIMAÇÃO





154-animusic no Yahoo! Vídeo

Aí está ele....

Fake Movie Posters

Done by 1lindomenino

Que Há para Lá do Sonhar?


Céu baixo, grosso, cinzento
e uma luz vaga pelo ar
chama-me ao gosto de estar
reduzido ao fermento
do que em mim a levedar
é este estranho tormento
de me estar tudo a contento,
em todo o meu pensamento
ser pensar a dormitar.

Mas que há para lá do sonhar?



Vergílio Ferreira, in 'Conta-Corrente 1'



Agradecimento ao Site: http://www.citador.pt/

Uma flor de verde pinho - J. Niza, C. Carmo e M. Alegre

Nota de 1lindomenino: tema interpretado por José Niza, Carlos do Carmo e Manuel Alegre.

Tiririca, o humorista

Seu Madruga cantando Florentina! (Música do Tiririca) - Chaves

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.


Tiririca, nome artístico de Francisco Everardo Oliveira Silva, (Itapipoca - CE, 1 de maio de 1965) é um cantor, compositor e humorista brasileiro. Aos oito anos de idade começou a trabalhar em circo em sua cidade natal, onde atuava como palhaço; a alcunha de Tiririca o acompanha desde pequeno, devido ao gênio muito forte.

Carreira
Tiririca era um dos artistas que costumavam se apresentar em barracas - espécies de pequenos circos - muito comuns no Nordeste. Foi por causa do sucesso alcançado nesses espetáculos que os barraqueiros da região se cotizaram e pagaram as primeiras mil cópias do CD de estréia em 1996 - que vendeu mais de 1,5 milhão de cópias e foi um sucesso graças ao estouro radiofônico da canção de estilo regional nordestino Florentina, no repertório deste - nos primeiros dias, a música foi recordista nas rádios de Juazeiro e Pernambuco, mas pouco tempo depois a canção virou mania nacional. A sua gravadora Sony Music, atenta a isso, comprou o disco e o lançou nacionalmente. Ele se notabilizou por pronunciar o nome Florentina mais de 30 vezes, dado o refrão principal, que se repete pelo menos nove vezes:

“Florentina, Florentina/ Florentina de Jesus/ Não sei se tu me amas/ Pra que tu me seduz? (sic)”

A música apresenta estrofes faladas, e diferentemente delas, o refrão acima é cantado.

O humor da canção vem do fato de Tiririca relatar que foi preso, cantar a música e o soltarem dizendo para não a repetirem, o que faz com que ela seja repetida mais de uma vez, isto é, trata-se do humor extraído de uma contradição entre o que se fala e o que se cumpre.

O sucesso da música foi tanto que, pouco tempo depois, Tiririca batizou sua filha Florentina e também teve uma edição de bonecos de pelúcia com o personagem. Florentina foi inspirada numa personagem real, uma ex-namorada de Tiririca quando ele tinha dezoito anos, e que ele próprio reconhece, que nunca foi uma deusa grega.

Ele também foi tema de uma edição inteira do programa global Casseta e Planeta e bateu recordes de audiência em programas televisivos, que anteriormente pertenciam aos Mamonas Assassinas.

Acusação de racismo
O primeiro CD também causou muita polêmica à época de seu lançamento, pois continha uma canção no repertório -- Veja os cabelos dela -- que foi considerada por muitos como racista, por conta de sua letra abaixo:

Veja, veja, veja os cabelos dela/ Parecem bombril de arear panela/ Quando ela passa/ Me chama a atenção/ Mas os seus cabelos/ Não tem jeito não/ A sua caatinga quase me desmaiou/ Olha eu não aguento mais o seu fedor/ Eu já mandei ela se lavar/ Mas essa nega é teimosa/ E não quis me escutar/ Essa nega fede/ Fede de lascar/ Bicha fedorenta/ Fede mais do que um gambá.”

Tiririca também negou o caráter racista de sua canção, lembrando que ele mesmo é mulato, e sua esposa era negra.

Não obstante, seus CDs foram apreendidos, a execução de suas canções pelas emissoras radiofônicas brasileiras foi proibida e Tiririca foi processado por racismo. Ao fim, ele acabou sendo absolvido da acusação.

Dias atuais
Em 1997, gravou o segundo CD - Tiririca - pela Sony, fez um grande sucesso com a canção do primeiro disco, Eu sou chifrudo e em seu segundo disco o destaque foi para as canções, dentre outras, O padroeiro do Ceará, Índia (numa versão bem-humorada onde regravou esta clássica guarânia paraguaia repetindo a música toda apenas o primeiro verso Índia seus cabelos e cantando os outros falando esta frase) e Ele é corno mas é meu amigo, todas pertencentes ao repertório daquele álbum.

Passou por alguns problemas pessoais que o deixaram na pindaíba total, e recuperado, em 1999 lança seu terceiro CD - Dança da Rapadura - pela independente Indie Records -- fundada em 1997 pelo produtor musical Líber Gadelha, ex-marido de Zizi Possi e pai da cantora teen Luiza Possi -- com destaque na faixa-título e na regravação de um antigo sucesso dos anos 70, Casado com uma viúva; o repertório também traz estilos diversos como forró, rock, pagode e música baiana e regravado no ano seguinte.

Realizando uma série de shows pelo Brasil, no mesmo ano foi convidado para trabalhar na Rede Record, atuando como humorista no programa Escolinha do barulho, parando momentaneamente de compor canções.

Posteriormente, empregou-se no SBT, onde tinha um quadro fixo no humorístico A Praça é Nossa, apresentado por Carlos Alberto de Nóbrega, lançou o CD Alegria do Forró e atualmente, ele integra o elenco do programa da TV Record Show do Tom, que é apresentado pelo também humorista Tom Cavalcante.

Canções de sucesso:

A Padroeira do Ceará
Dança da Rapadura
Eu Sou Chifrudo
Florentina
Ele é corno mas é meu amigo
Índia
Veja os cabelos dela


Agradecimento nesta parte final ao Site: http://boaspiadas.blogspot.com/

... e a "novela" de Maddie... CONTINUA... !!!

... e a pergunta mantêm-se: onde "pára" a Maddie... ?!...


Londres: Ministro britânico vai pedir cooperação aos Estados Unidos
Satélite dos EUA na pista de Maddie




As imagens de satélites norte-americanos são a esperança que resta para apurar o que aconteceu na noite de 3 de Maio de 2007 na Praia da Luz, Lagos. Têm capacidade para tal, poder de resolução para revelar quem retirou Maddie viva ou morta daquele apartamento – e a Judiciária sabe disso. Foi equacionado pela investigação pedir cooperação internacional a esse nível, apurou o CM, mas o carácter militar e secreto do recurso àquela tecnologia inviabilizou o pedido. Agora, é o governo britânico, formalmente, a solicitar as imagens aos Estados Unidos.


Saiba todos os pormenores na edição de hoje do jornal 'Correio da Manhã'.

Alguns dos comentários, entretanto, feitos “ao caso”:-

19 Outubro 2009 - 15h59 ana
Se este meio é poderoso porque é quue só agora falam nele??? Esteve-se à espera do quê?Afinal k cooperação é que existiu

19 Outubro 2009 - 15h51 Alex
Deixam os filhos sozinhos para irem "pros copos" (mm q so tenha sido isso!?!?) E depois ainda se divertem à nossa custa?

19 Outubro 2009 - 15h48 Alex
Aqui em PORTUGAL já estamos todos fartos desta história e destes pais que ainda não fizeram outra coisa senão gozar

19 Outubro 2009 - 15h26 José Oliveira
O satelite poderá ver se o Benfica ganha este ano o campeonato?

19 Outubro 2009 - 15h23 freijak
Puro humor negro á inglesa.Por favor encontrem o meu cão que perdi em Castelo Branco frente ao Posto da GNR.

19 Outubro 2009 - 14h59 José Santos
Uma vez que o saldo da conta está a chegar ao zero, aqui temos mais uma forma de o repor. Enfim...o Zé Povinho paga !

19 Outubro 2009 - 14h58 João Marques
será que posso pedir aos américas para verem onde perdi 50€ há uns dias atrás??

19 Outubro 2009 - 14h29 Luis Sepulveda
Como é q se identifica uma pessoa por satélite, será pela careca ou gadelha? Será que guardam tantos dados assim?

19 Outubro 2009 - 14h20 Jorge Mendes
Entao o satelite consegue ver a Maddie e não consegue ver o BIN LADEN?loooooooool

19 Outubro 2009 - 13h48 Zé Povo
FAZ-ME CONFUSÃO !FIZERAM EXAMS AOS GEMEOS Q SEDATIV TOMARAM NAQUELE DIA?SE MÃE COLOC MÃO NO NARIZ P SABER SE RESPIRAVAM.


Recebido via e-mail do Site: http://www.correiodamanha.pt/



“Oceanos são feitos de gotas d"água”


Para ser ouvido, fale. Para ser compreendido, exponha claramente as suas idéias, sem jamais abrir mão daquelas que você julga fundamentais apenas para que os outros o aceitem.

Acima de tudo, busque o prazer antes do sucesso, a auto-realização antes do dinheiro, fazer bem feito antes de pensar em obter qualquer recompensa.

Nenhum reconhecimento externo vai substituir a alegria de poder ser você mesmo: status é comprar coisas que você não quer com o dinheiro que você não tem a fim de mostrar para gente que você não gosta uma pessoa que você não é.

Nada tem graça se não for bom para o seu corpo, leve para o seu espírito e agradável para o seu coração.

Para conseguir, tente, sem pensar que o êxito virá logo da primeira vez. Cuide de ter saúde, energia, paciência e determinação para continuar tentando quantas vezes forem necessárias.

Mas ao perceber que já fez tudo o que pôde - ou até mesmo um pouco além - mude de alvo para não se tornar, em vez de um vitorioso, apenas mais um teimoso.

Para poder recomeçar sempre, perdoe-se pelos fracassos e erros que cometer, aprenda com eles e, a partir deles, programe suas próximas ações.

Nunca se deixe iludir que será possível fazer tudo num dia só ou quando tiver todos os recursos: tal dia nunca virá. Para manter-se motivado, sonhe.

Para realizar, planeje, pensando grande e fazendo pequeno, um pouco a cada dia e todos os dias um pouco, porque são pequenas gotas d água que fazem o todo grande oceano.



Recebido via e-mail do Site: www.portaldiabetes.com.br

Lusitana Paixão

Nota de 1lindomenino: uma "animação" bem conseguida de uma das mais belas canções de Portugal cantada pela DULCE PONTES: LuSiTaNa PaIxÃo.

Fado
Chorar a tristeza bem
Fado adormecer com a dor
Fado só quando a saudade vem
Arrancar do meu passado
Um grande amor

Mas
Não condeno essa paixão
Essa mágoa das palavras
Que a guitarra vai gemendo também
Eu não, eu não pedirei perdão
Quando gozar o pecado
E voltar a dar a mim
Porque eu quero ser feliz
E a desdita não se diz
Não quero o que o fado quer dizer

Fado
Soluçar recordações
Fado
Reviver uma tal dor
Fado
Só quando a saudade vem
Arrancar do meu passado um grande amor

Mas não condeno essa paixão
Essa mágoa das palavras
Que a guitarra vai gemendo também
Eu não, eu não pedirei perdão
Quando gozar o pecado
E voltar a dar a mim
Eu sei desse lado que há em nós
Cheio de alma lusitana
Como a lenda da Severa
Porque eu quero ser feliz
E a desdita não se diz
O fado
Não me faz arrepender

Riso em Foto - qual é...???!!!!...


Legenda - o pai diz:
"-Vamos lá!! O suspense está me matando! Qual é o nosso bebê?"...

Como se fosse realmente necessário perguntar.

domingo, 18 de outubro de 2009

Pablo Neruda - Nega-me o pão, o ar


Nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera,
mas nunca o teu riso,
porque então morreria.



Agradecimento ao Site: http://www.astormentas.com/




Vitoria de Setubal - City & Region

Visit this historical Portuguese club it's location and region. Great Location, great beaches, great golf, great scenery and great flavours.

(Vídeo info)

UMA CANECA PELO VELHO BOB!


Sou, efectivamente, um homem mau.

Já uma vez, e não há muito..., deixei alinhavada, algures, uma nota acerca do "Mad Mike", um mercenário pitoresco que correu de Herodes para Pilatos, ajudando um e outro, em defesa de princípios que às vezes não eram os seus e que se finou, enquanto "combatente da liberdade", incompatibilizado com todos e tudo. Disse, dessa vez como digo agora, que não morro de amores por mercenários... De qualquer modo, acabei por terminar a crónica dizendo beber uma caneca à saúde do velho Mike...

Agora, porém, apareceu-me - como que tirado do velho livro de reminiscências que encontrei no espólio de meu pai e a que chamo, desde já, meu - um outro "senhor da guerra". Real. Brutalmente real. Que não foi criado pela fantasia de um escritor, antes se argamassou a si próprio, desde tamanhinho, nas agruras das anharas de África ou das areias do deserto do lémen. Na sua história... a história de vários países onde esteve e onde viveu, pelos quais se apaixonou e aos quais se entregou, aqui e além, com ciúmes de amante, mais acolá com o "quero, posso e mando..." que lhe vinha, afinal, da própria história do país onde nasceu.

Chama-se Bob Denard, e é já chamado mercenário do século. Está a ser julgado em França. Já foi condenado, embora com pena suspensa, pelo seu papel no golpe de Benim, e aguarda, em liberdade, nos mesmos hóteis caros que sempre frequentou, o julgamento da sua participação nos acontecimentos das Comores, que culminaram com o assassinato do presidente que ele ajudara a ir para o Poder.

Um homem estranho, com um destino estranho!

Se me derem licença, eu vou recuar nos tempos, até ao ano 1962, altura em que eu quase "debutava" na reportagem, que é, afinal, a "coroa de glória" dos principiantes de jornalista, que acabam por gostar, depois, também, de acabar a sua carreira do mesmo modo. A reportagem e a grande reportagem confundem-se, afinal, como o primeiro e o último dos estágios de um profissional da informação.

Estava, então, Bob Debard, no Catanga. Combatia ali a anarquia que então reinava, numa província que se separara, unilateralmente, do resto do país. Foi, afinal, um dos que vi a ser desarmado, em nome das Nações Unidas, por um medíocre oficial português, quando, terminada a secessão do Catanga, as tropas mercenárias foram obrigadas a depôr as armas e, de momento, passar à situação de civis.

Mais tarde, ainda que por fugazes instantes, em bar bem luxuoso de Kinshasa, voltei a encontrá-lo. Beberricava não sei que bebida por sobre um balcão improvisado, na companhia de duas belas mulheres. Riam-se elas a bandeiras despregadas de uma qualquer anedota bizarra que o Bob contava. Bonacheirão como era, caprichava em se apresentar bem acompanhado, bem vestido, e, por vezes, bem bebido.

Um dia, em pleno ardor de uma batalha cujos contornos já nem posso precisar, vi o mercenário chorar.
Chorar não no sentido subjectivo e quase poético que os escritores dão ao termo. Chorar mesmo. Numa operação bem perto da cidade que então ainda se chamava Elizabethville, e era a capital do Catanga, um dos seus melhores homens fora apanhado numa sessão de fogo cruzado e morrera mesmo frente aos seus olhos. Um mocetão enorme, natural de Flandres, que dias antes o tinha ajudado a enterrar - que eu vi - seis negros que tombaram no ardor de uma qualquer batalha.

Chorar, na sua óptica, é próprio do ser humano. E não encontra razão alguma para a invenção de alguns países em que, por hábito e norma de conduta, "é feio um homem chorar..."


--------------------------


Catarina era uma menina gira. Com a cor da pele parecida com o ébano, entretinha-se, às vezes, nos seus sete anitos saltitantes, a brincar com o "tio" Bob. Ele, que tem actualmente, sete filhas, e uma predilecção especial pelas crianças, diga-se desde já. Num dia de mais calor, a criança brincava - ali mesmo no improvisado quartel general do "terrível" tio Bob - à beira de um riacho. Eis senão quando, do meio da mata vizinha, surge um grupo de soldados armados. Pegam na miúda que grita. Vejo sair da casa de adobe um homem alto. Era o Bob. Nunca vi uma expressão tão terrível no seu olhar como a daquele dia.
Armado de um pequeno revólver que sempre o acompanhava, vai-se ao grupo. Corre em sua perseguição. Do meio da mata partem tiros, com um deles a roçar, ao de leve, a perna do mercenário. Mas ele não desiste. Fazendo tiro de precisão - decerto, por instinto, para poupar munições - vai fazendo fogo. E às tantas viu-se frente à matula. Quase olhos nos olhos. No jeito do "matas...ou morres". Os olhos são capazes de ter falado mais alto que as palavras. Os homens do outro lado, que levavam a Catarina com eles, sabe-se lá para quê, como que entraram em pânico. Fugiram, deixando, chorosa e tremente, a pequenita que se abraçou ao tio Bob...

Tudo estranho para se compreender...!

O Bob Denard! Troquei apenas meia dúzia de palavras com ele, que não gostava, mesmo nada, de jornalistas. Vi-o, no entanto, agigantar-se no meio da grande (des)conjuntura que se vivia, então, em África. Que o saiba, nunca combateu governos saídos de eleições legítimas. De uma forma geral "engajava-se" - ou "engajavam-no", que para o caso é o mesmo - em lutas que dessem para derrubar ditadores.
Os comunistas, para ele, eram gente que importava abater. Talvez por isso... esteve, também, em Angola, quando, em 1975, os cubanos para lá entraram a mando dos soviéticos. Nessa altura, não tive oportunidade de me avistar com ele. Falei, no entanto, com alguns dos seus homens, que nutriam pelo chefe e pelo amigo... uma admiração-veneração que tocava, às vezes, as raias da "adoração".

Catanga, lémen, Zaire, Biafra, Curdistão, Comores, Angola, Benim, Chade... os países em causa conhecem-lhe o nome, os feitos e a têmpera. Eu, talvez infelizmente para mim, só lhe conheço a fama. A despeito de o ter visto actuar duas ou três vezes...

Conheci-lhe, no entanto, as lágrimas. E essas - que se desenganem os que pensam o contrário... - são iguais às minhas e às suas...


--------------------------


Uma caneca pelo velho Bob, na altura em que escrevo, com 65 anos! Uma caneca de amizade e de recordação! Não gosto mesmo nada de mercenários - e ele, pelos vistos, prefere que o tratem por "corsário" ou simplesmente "soldado". Não gosto de mercenários, pronto! Sobretudo se eles forem padres, advogados ou, até jornalistas e viverem paredes meias connosco. Desses, não gosto mesmo nada. Eu, que não sou capaz de odiar ninguém... odeio esse tipo de mercenários. Uma caneca pelo velho Bob!

O velho Bob... que me volta a dar a entender que, na verdade, sou um homem mau! Imaginem que até admiro um homem proscrito ou quase em tantas partes do mundo!

Sou, sim, um homem mau!




Fernando Cruz Gomes - Toronto, Canadá
E-mail:
fgomes@globalserve.net


Agradecimento ao FERNANDO e ao Site: http://www.portugal-linha.pt/



MATURIDADE - Medo do mundo


Reconheça os sintomas e saiba como tratar a fobia social




Suores, tremores, sensações de branco, taquicardia e falta de ar. Quem sofre de fobia social conhece muito bem esses sintomas. Freqüentemente confundida com a timidez, ela é grave, e especialistas acreditam que possui origem genética. A fobia social, ao contrário da síndrome do pânico, atinge mais homens do que mulheres, diz Marcio Versiani, professor Titular de Psiquiatria, e Coordenador do Programa de Ansiedade e Depressão do Instituto de Psiquiatria da UFRJ. A boa notícia é que para esses problemas, também há tratamento. Em geral, uma combinação de medicamentos e psicoterapia.

Na entrevista abaixo, Marcio Versiani explica os sintomas e tratamentos.

Maisde50 - Quais as fobias mais comuns? Existem distinções de tipo?

Versiani - Existem três tipos principais de fobias: a agorafobia, que é o medo de ficar sozinho, de lugares dos quais a pessoa não possa sair caso tenha uma crise de ansiedade (túneis, shoppings, teatro, avião, elevador, de lugares muito amplos; a fobia social, caracterizada por sintomas de ansiedade em contato com pessoas estranhas, especialmente quando o paciente tem que fazer alguma coisa na frente dos outros, como comer, segurar um copo, assinar cheques, tomar um cafezinho, digitar no computadorade"; e as fobias específicas, aquelas em que a pessoa evita o contato com determinados objetos ou situações.

Maisde50 - As fobias impossibilitam o convívio social?

Versiani - Claro, o paciente que sofre de fobia social freqüentemente tem graus muito importantes de incapacitação em diferentes áreas da vida: trabalho, convivência familiar, para não falar da vida social que se torna impossível.

Maisde50 - A partir de que idade começam a aparecer e se perceber os primeiros sinais da doença?

Versiani - A fobia social se manifesta muito cedo, na infância, e torna-se mais evidente no início da vida adulta quando os contatos com os outros ficam cada vez mais obrigatórios. Na infância é uma criança que não consegue falar na frente da turma, que evita convites para dormir na casa de amigos, que evita brincar no play-ground do prédio.

Maisde50 - Você já tratou algum paciente com mais de 40 anos com a fobia social?

Versiani - Sim, de vários. A maioria das pessoas demora a perceber que sofre do problema. Além disso, só recentemente ela passou a ser mais divulgada.

Maisde50 - É comum as pessoas confundirem a timidez com os sintomas da denominada fobia social. O termo designado para comprovar a presença de uma doença surgiu como?

Versiani -
Timidez é uma "maneira de ser", uma característica de personalidade. A pessoa não gosta de contatos com estranhos, de grandes grupos, de grandes reuniões, prefere poucos amigos, círculos menores, é mais recatada, fala pouco, é mais introspectiva, mais introvertida. O tímido não sofre de sintomas e não é incapacitado pela sua maneira de ser. Há inclusive pessoas notoriamente tímidas que são atores, cantores ou músicos, e capazes de ter ótimos desempenhos na frente de grandes públicos. O tímido assina cheques na frente dos outros, realiza tarefas observado pelos outros, sem sintomas de ansiedade.

Fobia social (que agora passou a ser chamada de Transtorno de Ansiedade Social, segundo a Associação Americana de Psiquiatria) é uma doença. A pessoa sofre de sintomas físicos e mentais de ansiedade quando entra em contato com estranhos (sudorese, tremores, coração disparado, "branco na cabeça", tonteira, sensação de que vai desmaiar), principalmente quando tem que realizar algo na frente dos outros. O paciente não consegue, por causa dos sintomas de ansiedade, realizar atos simples como assinar um cheque ou levar o garfo até a boca, na presença de estranhos. Este quadro é completamente diferente da timidez. O paciente que sofre de da doença fica incapacitado, às vezes em graus extremos (um paciente nosso que não foi ao casamento da única filha). O "fóbico social" é incapaz de falar em público, mesmo para pequenos grupos.

Maisde50 - Fobia Social quer dizer que a pessoa tem sintomas físicos e mentais na hora de relacionar-se socialmente?

Versiani - O termo social não é o ideal. O que ocorre com o paciente é que ele tem sintomas físicos e mentais na presença dos outros, principalmente estranhos, em qualquer tipo de situação, não necessariamente situações sociais.





Recebido via e-mail do Site: http://www.maisde50.com.br/



Uma "piadinha"... Uísque 18 Anos (ahhh.... se CONDUZIR, NÃO BEBA.... rsrs... HIPÓCRITAS....!!!)


Um senhor muito elegante entra no bar e pede:

-Sirva-me um uísque envelhecido 18 anos.

-Pois não, senhor. – responde o garçom.

Logo ele traz o pedido. O cliente bebe, depois cospe e reclama:

-Este não é 18 anos! Tem apenas 12 anos! Eu pedi 18.

O garçom mal conseguia acreditar que o sujeito tinha percebido a diferença. Correu para dentro e voltou com outro copo de uísque.

O homem bebeu e novamente reclama:

-Este só tem 16 anos! Você tá querendo me enrolar?

O garçom percebe que o homem é um especialista em idade de uísque e volta para dentro do balcão, onde vai procurar um 18 anos.

Enquanto isto, um bêbado que estava sentado ao lado e tinha assistido tudo, dirige-se ao exigente especialista com um copo na mão:

-Experimenta este.

O cara bebe e começa a cuspir pra todo lado:

-P#rr#!! Isso é urina!

-Isso é fácil (hic!), qualquer (hic!) um acerta! – fala o bêbado - Mas diz aí, quantos anos eu tenho?

Agradecimento "habitual" ao Site: http://boaspiadas.blogspot.com/

Mais do que acreditar


Se você acredita que algo é possível, tentará realizá-lo. Se você sabe que algo é possível, esse algo acontecerá.

Como alcançar um estado além de apenas acreditar, um estado de saber? Agindo. A maior confiança surge ao fazer uma e outra vez. Não existem atalhos. Não existem truques mentais ou tecnológicos. Arregace as mangas e ponha as mãos na massa. Em breve, você não apenas acreditará como também saberá.

Você pode acreditar que é capaz de correr uma maratona. Mas somente quando você acordar todo dia às cinco da manhã e se exercitar, dia após dia, você saberá que é capaz de correr a maratona.

Como diz o ditado, ver é acreditar. Da mesma forma, fazer é saber. É ótimo acreditar nas possibilidades. Você pode especular a respeito e imaginar toda sorte de coisas maravilhosas. Mas a ação é o que vai tornar todas essas coisas possíveis.

Arregace as mangas e comece a agir. Assim você saberá do que é capaz de conquistar. E, sabendo disso com absoluta certeza, você fará com que as coisas aconteçam.



Recebido via e-mail do Site: www.diabetenet.com.br