POR UM PORTUGAL DIFERENTE

POR UM PORTUGAL DIFERENTE
ABRIL VIRÁ...!!!

EXPERIMENTE... VÁ ATÉ LÁ!

MUDAR...

Estrela - DestaquesNinguém pode ser escravo de sua identidade; quando surge uma possibilidade de mudança é preciso mudar. (Elliot Gould)

Frases e Mensagens -

NÃO HÁ ACORDO...!!!...

NÃO HÁ ACORDO...!!!...
... Português há só UM...!!!

TRADUÇÃO/TRANSLATE/TRADUCION

SEM IMITAÇÕES...

ACREDITE...

"Nunca faça graça de graça. Você é humorista, não político."

A Hora em Poá (BRASIL)

"Nada descreve melhor o caráter dos homens do que aquilo que eles acham ridículo."

VELHO PROVÉRBIO PORTUGUÊS

"Dois olhos vêem mais do que um só."
Veja Frases para Orkut - Kifrases.com

LOVE, love, LoVe

OvEr ThE RaInBoW

1lindoMENINO ...

Verdade, Verdadinha...!!!

zwani.com myspace graphic comments

1lindomenino

Menininhas e inhos venham a mim...

Posting

Photo Flipbook Slideshow Maker
PORTUGAL é "isto"... e MUITO MAIS...!!!

António GEDEÃO


Eu, quando choro, não choro eu. Chora aquilo que nos homens em todo o tempo sofreu. As lágrimas são as minhas mas o choro não é meu.A.GEDEÃO

SEJA ASSIM... COMO EU!

recadosparablogseorkut.com


Mais Um(a)...!!! OBRIGADO...!!!

sábado, 22 de agosto de 2009

CARLOS DO CARMO e CARLOS BICA - Teu Nome Lisboa (ao vivo)

Nota de 1lindomenino: o "genial" Carlos do Carmo, desta feita com Carlos Bica, em mais um FADO dedicado à "sua"/nossa Lisboa... !!!

Hilda Hilst : Que este amor não me cegue nem me siga


Que este amor não me cegue nem me siga.
E de mim mesma nunca se aperceba.
Que me exclua de estar sendo perseguida
E do tormento
De só por ele me saber estar sendo.
Que o olhar não se perca nas tulipas
Pois formas tão perfeitas de beleza
Vêm do fulgor das trevas.
E o meu Senhor habita o rutilante escuro
De um suposto de heras em alto muro.
Que este amor só me faça descontente
E farta de fadigas. E de fragilidades tantas
Eu me faça pequena. E diminuta e tenra
Como só soem ser aranhas e formigas.
Que este amor só me veja de partida.


Agradecimento ao Site: http://www.luso-poemas.net/

Tudo por um par - Dez passos para conquistar, de vez, o seu novo amor



Mais uma sexta-feira, um novo feriadão prolongado à vista, outra tarde de domingo. Quem está sozinho sabe bem o que essas horas representam. Encontrar um par para dividir a pizza, convidar para um cinema e, quem sabe, dormir e acordar juntos, é mesmo uma tarefa difícil, como brada a maioria dos solitários? Nem tanto, garantem psicólogos especialistas em relacionamentos e em atender pessoas queixosas das dores que a solidão provoca.

Tom Blake, autor norte-americano que escreveu Middle Aged and dating again, no qual ele lista os passos que possibilitam os encontros amorosos na meia idade - faixa recordista em lamentações -, defende que se os métodos de conquista tradicionais não funcionam mais, é preciso adequar-se aos novos tempos, independentemente da idade e do gênero.

Encontrar um novo amor não é tarefa fácil, mas não desista. Tudo é uma questão de estar no lugar certo, na hora exata e de aproveitar as oportunidades. A busca é legítima e merece empenho. Mas, o mais importante, é que ela seja uma aventura divertida e prazerosa. Sem desespero, com planejamento, e certa dose de paciência, você chega lá. Aos conselhos.

Saia de casa

Estar na rua é essencial para ser visto. Aproveite para observar as pessoas. Prestar atenção ao outro ajuda a compreender e a aceitar as diferenças, o que será fundamental no seu relacionamento futuro.

Perca a vergonha
Os seus amigos podem considerar exagero, mas não se deixe levar. Carregue sempre com você cartões de identificação. E distribua a todos que tenham potencial para transformarem-se em parceiros. Sem constrangimento.

Espalhe a sua intenção
Você quer um par, certo? Os amigos podem ajudar nessa tarefa. Comente a sua busca, peça que eles apresentem os amigos.

Saiba esperar
Determinação nada tem a ver com aflição. Sua busca deve ser firme, porém tranqüila. Não demonstre desespero. Relações que começam assim, em geral não vão adiante. Quando encontrar alguém que chame a atenção, espere a ligação, por exemplo. Afinal, se esse alguém estiver interessado, vai ligar, certo? Essa regra vale, principalmente, para as mulheres.

Pense na concorrência
Na hora de escolher um programa, pense na relação custo e benefício. Portanto, não perca tempo nem dinheiro com programas que, provavelmente, não trarão resultados. Busque os lugares que o sexo oposto freqüenta. De preferência sozinho e despretenciosamente.

Há quanto tempo você pratica exercícios?
Se você pensa em praticar esportes e sempre adia o início, aproveite para unir o útil ao agradável. Entre em grupos de caminhada, de ciclismo, busque as atividades que você gosta. Pense que, se encontrar alguém enquanto faz algo prazeroso, a chance de ter um relacionamento mais longo aumenta.

Faça o melhor uso do computador
Milhões de solteiros se encontram pela internet. Use a cautela, mas não fique fora dessa. Cadastre-se.

Viaje
De ônibus ou trem, ganhe a estrada. Torne suas obrigações agradáveis. Aproveite lugares que você tem de freqüentar, como bancos, supermercados, farmácias, para conhecer pessoas. De um comentário simples pode surgir uma boa conversa.

Confie em seu instintos
Se você tem um mau pressentimento sobre alguém, você provavelmente tem razão. Confie em você, na sua capacidade de conquista, mas não brinque com sua segurança física e emocional. Diante de um sinal de perigo, afaste-se.

Concentre-se, pegue seu estoque de coragem, e boa sorte. E, quando achar o seu par, não esqueça de nos contar a sua experiência.




Recebido via e-mail do Site: http://maisde50.uol.com.br/



Crónicas da minha "terra"... "O Santana maluco"

Troino> SETÚBAL


Uma figura típica de Setúbal, nascido no Bairro de Troino, que nada tinha de maluco, mas assim o apelidavam, especialmente pela sua mania bem inofensiva, de fazer muitas perguntas de algibeira, integrando algumas adivinhas; pessoa que bem conheci.

Era vê-lo nos anos trinta, muito impecável, alto, olhos pestanudos, redondos e esbugalhados, de bigode à americana, deambulando pela cidade, em passo apressado, com o seu chapéu de coco, bengala, ornamentando tudo sempre com o seu cachimbo.

Era funcionário camarário e desempenhava os seus serviços no antigo Mercado do Livramento.

Nas suas horas vagas, percorrendo a cidade, interrompia qualquer conhecido seu e perguntava-lhe por exemplo: Você sabe porque é que as senhoras não servem para serem electricistas? O interpelado titubeava e ele respondia rapidamente; é porque levam muitos meses para dar à luz! E voltava-lhe as costas, soprando o fumo que emanava da chaminé que transportava entre os lábios. Continuando o seu giro e encontrando um outro grupo em colóquio, fez-lhes a seguinte pergunta:

Vocês já alguma vez roubaram galinhas como brincadeira? Todos se calaram. Pois eu já, quando rapazola juntamente com outro amigo, que era conhecido por o Cócó. Resolvemos assaltar uma capoeira de uma vizinha. Assim que o meu comparsa pretendeu abrir a porta da capoeira, um galo começou a resmungar Còcò!.. Cócò. O meu companheiro ouviu e resolveu desistir do acto dizendo que o melhor era fugir, pois sendo a primeira vez, que veio aquela capoeira, o galo já sabia o seu nome. Passando pelo mercado municipal e dirigindo-se a um vendedor de peixe seu conhecido, disparou-lhe! Sabe qual é o peixe maior que existe em todo o Mundo? Talvez a baleia respondeu-lhe o outro! Não senhor, o maior peixe é o bacalhau, porque deixa a cabeça na Terra Nova (quando não era aproveitável a cabeça) e o rabo aqui.

Esta é dedicada aos alfaiates, dizia o Santana. Numa outra vez, apresentou um problema matemático como este: Um casaco e um colete custam 200$00 (a preços da época), um colete e uma calça 150$00, e uma calça e casaco, 180$00. Quanto custa um fato completo? Se não souberem, eu, para a semana lhes dou a resposta. Deixando as pessoas intrigadas, continuava o seu caminho, com a sua chaminé fumegando. Era assim o Santana, não maluco, mas uma pessoa de bem e funcionário zeloso, mas com uma certa mania que não prejudicava o próximo.




João Francisco Envia


Agradecimento ao Site: http://www.osetubalense.pt/

Errando na dose (PIADA... "religiosa"...)


O novo Padre da paróquia estava tão nervoso no seu primeiro sermão, que quase não conseguiu falar.

Antes do seu segundo sermão, no Domingo seguinte, perguntou ao Arcebispo como poderia fazer para relaxar e este lhe sugeriu que na próxima vez colocasse umas gotas de vodka na água, que depois de uns goles estaria mais relaxado.

No domingo seguinte aplicou a sugestão e sentiu-se tão bem, que poderia falar alto no meio de uma tempestade, de tão feliz e descontraído que se encontrava.

Depois de regressar à reitoria da paróquia, encontrou uma nota do Arcebispo dizendo:

"Querido Padre: Na próxima vez coloque gotas de vodka na água e não gotas de água na vodka. Não coloque limão na borda da taça. O missal não é apoio para o copo. O manto da imagem de N. C . J . C não deve ser usado como guardanapo. Existem 10 Mandamentos e não 12. Existem 12 Apóstolos e não 10. Não nos referimos a Cruz como "aquele T grande ". Não nos referimos ao nosso Salvador Jesus Cristo e seus Apóstolos "JC e sua banda ". Não nos referimos a Judas como "Filho da Puta ".
NOTA: O Pai, O Filho e O Espírito Santo não são " O Velho, Junior e o Aparecido".
Judas não enforcou Jesus, e Tiradentes não tem nada a ver com a história.
Backstreet Boys não estava na relação de música do coro.
Aquela "casinha" era o confessionário e não banheiro.
A iniciativa de chamar o público para dançar foi muito plausível, mas fazer trenzinho e correr pela igreja, não. Água benta é para se benzer e não para refrescar a nuca. As hóstias devem ser distribuidas para o povo e não usadas de aperitivo para acompanhar o vinho. Aquele pregado na Cruz era Jesus Cristo e não Raul Seixas. Edir Macedo não é diretor Financeiro da Igreja Católica.
Procure usar roupas debaixo da batina. Evite abanar-se com a batina quando estiver com calor. O nome do Papa é Jõao Paulo e não Daniel, e nenhum dos dois fez dupla com Xororó. Os pecadores quando morrem vão para o inferno e não para a puta que os pariu!!! Pelos 45 minutos de missa que acompanhei, notei essas falhas. Lembro ainda que uma missa leva em torno 1 hora e não 2 tempos de 45 minutos. Numa missa não se faz perguntas ao público, nem existem cartas e universitários. Aquele sentado no canto do altar, ao qual referiu-se como travesti desaia" era eu.
Espero que tais falhas sejam corrigidas no próximo domingo. Atenciosamente,

O Arcebispo"



Agradecimento ao Site: http://boaspiadas.blogspot.com/



Mudança


Pessoas sonham por liberdade, mas aprisionam pássaros. Pessoas sonham por igualdade, mas alimentam diferenças. Pessoas sonham por pacificidade, mas criam guerras. Só sonhar não adianta nada se não temos ação. Entramos em contradição. Deus nos deu o dom do pensamento. Pratique o bem para evitar o sofrimento. Faça a mudança do nosso mundo, começando a mudar seu interior. Encontre seus defeitos para corrigi-los. Seja maduro corrigindo seus erros; a maturidade se alcança com humildade. Você precisa domar seu egoísmo. No jardim da mente plante a bondade; deseje o bem para ser abençoado, e do céu cairá frutos da felicidade. A luz que cura está na consciência. Se você pode refletir será capaz de mudar; pensar em mudar é o primeiro passo. A mudança não acontecerá em um só dia, a mudança não dependerá de uma só pessoa; precisamos de todos os dias e todas as pessoas. Se imortalizar é ter filhos faça um mundo melhor para eles. Com amor ensine as crianças que somos todos iguais e com fins diferentes. Todos seres têm sua finalidade; sempre respeite a todos para todos vivermos em harmonia. Em algum lugar não distante alguém precisa da sua mão. Você pode salvar vidas. O milagre está no seu coração; mantenha acesa a vela da esperança. Com fé faça essa mudança. Nosso mundo está chorando para enxugar suas lágrimas. Precisamos do dedo da mudança.


Ruilendis

Recebido por e-mail do Site: www.portaldiabetes.com.br

Morreu duas vezes e afinal continua viva


Uma mulher, no Brasil, tem que provar que está viva para beneficiar do subsídio de desemprego



Dada como morta por duas vezes, no Brasil, Juliana Gonçalves do Amaral, casada e mãe de duas filhas, tenta provar que está viva para poder receber o subsídio de desemprego a que tem direito.

A primeira situação aconteceu em 2006, quando Juliana, de 31 anos, residente em Joinville, em Santa Catarina, não recebeu o subsídio de desemprego, tendo sido o pedido do benefício cancelado por motivo de morte, conforme aparecia no extracto da caixa.

Nessa altura o banco conseguiu resolver o problema, tendo Juliana recebido o subsídio. «Lembro-me que minha primeira filha era bem pequena ainda. Fiquei sem saber o que fazer . Sem emprego, sem benefício e com uma criança para cuidar"», explicou a vendedora, citada pelo «Globo», «eu não sabia se ria ou se chorava», adiantou.

A 3 de Julho deste ano, Juliana descobriu que foi dada como morta pela segunda vez, ao tentar levantar o subsídio.

Mãe de duas filhas,uma de 11 meses e outra de seis anos, casada e desempregada, a vendedora está com dificuldades para pagar as contas.

Decidida a provar que não estava morta, Juliana escreveu uma declaração ao Ministério do Trabalho e do Emprego, pela própria mão, dizendo que estava viva.

Um número de identificação semelhante pode estar na causa do problema, conforme avança a gerente do Ministério do Trabalho e Emprego em Joinville, Eliane Mendes. «Eu suponho que outra pessoa, que tenha morrido realmente, tenha o número do PIS parecido com o desta mulher (Juliana). Para termos certeza, vamos fazer uma pesquisa para tentar descobrir o que aconteceu efectivamente», afirmou.

A gerente admite, no entanto, que não recebeu qualquer carta da beneficiária, mas considera que o caso tem solução. «Isso é até comum, não corriqueiro, mas é um problema que acontece. Ela precisa procurar a Caixa ou o INSS ou até mesmo vir até à regional do Ministério do Trabalho, em Joinville, e falarconnosco. Somos apenas meros cumpridores de normas e o sistema é que processa os dados», explicou.


Agradecimento ao Site: http://www.tvi24.iol.pt/

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Imagem com palavras


Patxi Andion no Coliseu de Lisboa em 2008

Nota de 1lindomenino: Patxi Andion no programa Vozes de Abril da RTP, em 2008. A voz, as palavras e o som deste grande "senhor" da música...!!!

Millôr Fernandes: "Discurso de Deus a Eva"


Autor: Millôr Fernandes

Do livro "Esta é a verdadeira história do Paraíso"



... Eva, de repente, descobrindo uma bela cascata, resolveu tomar um banho de rio. A criação inteira veio então espiar aquela coisa linda que ninguém conhecia. E quando Eva saiu do banho, toda molhada, naquele mundo inaugural, naquela manhã primeval, estava realmente tão maravilhosa que os anjos, arcanjos e querubins, ao verem a primeira mulher nua sobre a Terra, não se contiveram, começaram a bater palmas e a gritar, entusiasmados: "O AuTOR! O AuTOR! O AuTOR!.

PS-Este discurso do Todo-Poderoso está sendo divulgado pela primeira vez em todos os tempos, aqui neste livro. Nunca foi publicado antes, nem mesmo pelo seu órgão oficial, A BÍBLIA.


"Minha cara,

eu te criei porque o mundo estava meio vazio, e o homem, solitário. O Paraíso era perfeito e, portanto, sem futuro. As árvores, ninguém para criticá-las; os jardins, ninguém para modificá-los; as cobras, ninguém para ouvi-las. Foi por isso que eu te fiz. Ele nem percebeu e custará os séculos para percebê-lo. É lento, o homenzinho. Mas, hás de compreender, foi a primeira criatura humana que fiz em toda a minha vida. Tive que usar argila, material precário, embora maleável. Já em ti usei a cartilagem de Adão, matéria mais difícil de trabalhar, mais teimosa, porém mais nobre. Caprichei em tuas cordas vocais, poderás falar mais, e mais suavemente. Teu corpo é mais bem acabado, mais liso, mais redondo, mais móvel, e nele coloquei alguns detalhes que, penso, vão fazer muito sucesso pelos tempos a fora. Olha Adão enquanto dorme; é teu. Ele pensara que és dele. Tu o dominarás sempre. Como escrava, como mãe, como mulher, concubina, vizinha, mulher do vizinho. Os deuses, meus descendentes; os profetas, meus public-relations, os legisladores, meus advogados; proibir-te-ão como luxúria, como adultério, como crime, e até como atentado ao pudor! Mas eles próprios não resistirão e chorarão como santos depois de pecarem contigo; como hereges, depois de, nos teus braços, negarem as próprias crenças; como traidores, depois de modificarem a Lei para servir-te. E tu, só de meneios, viverás.

Nasces sábia, na certeza de todos os teus recursos, enquanto o Homem, rude e primário, terá que se esforçar a vida inteira para adquirir um pouco de bens que depositará humildemente no teu leito. Vai! Quando perguntei a ele se queria uma Mulher, e lhe expliquei que era um prazer acima de todos os outros, ele perguntou se era um banho de rio ainda melhor. Eu ri. O homem é um simplório. Ou um cínico. Ainda não o entendi bem, eu que o fiz, imagina agora os seus semelhantes.

Olha, ele acorda. Vai. Dá-me um beijo e vai. Hmmmm, eu não pensava que fosse tão bom. Hmmmm, ótimol Vai, vai! Não é a mim que você deve tentar, menina! Vai, ele acorda. Vem vindo para cá. Olha a cara de espanto que faz. Sorri! Ah, eu vou me divertir muito nestes próximos séculos!"


Agradecimento ao Site: http://boaspiadas.blogspot.com/

Cada vez mais forte

Quanto mais você faz uma coisa, melhor fica nisso. Quanto mais você levanta pesos, mais fortes ficam seus músculos. Quanto mais você reclama, melhor fica em reclamar. Quanto mais você aprende, melhor fica em aprender. Quanto mais você inventa desculpas, melhor fica em se desculpar. Quanto mais coisas você realiza, mais realizações consegue.

Quais são seus talentos ? Quais você gostaria que fossem ? Hábitos negativos podem ser muito fortes, porque foram praticados por tanto tempo. Em comparação, qualquer nova ação positiva vai parecer fraca no começo. Cultive-a e ela ficará mais forte. Decida no que você quer ser forte, faça e continue repetindo.

É impossivel transformar-se num campeão de musculação com apenas um treino. Você precisa de tempo e repetição para desenvolver-se. Comece hoje mesmo a fortalecer-se nas áreas que melhor lhe servirão.


Recebido via e-mail do Site: www.diabetenet.com.br

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Vídeo: a finta da semana (ou talvez não)

Everton (Heracles) com momento de pura desinspiração ???

Se está à espera de ver aqui um grande momento de pura técnica, então veio ao engano. O que aqui temos para lhe mostrar é precisamente o contrário: um momento de pura aselhice. O protagonista é Everton, um brasileiro que joga no Heracles, equipa do principal escalão holandês.
A dada altura do jogo com o Feyenoord, disputado no último domingo, Everton foi lançado na linha lateral, pela esquerda. O brasileiro parou a bola e encarou o adversário cheio de estilo. Peito feito, cabeça levantada, passou duas ou três vezes com a perna por cima da bola, até que deu um brilhante toque para fora, de calcanhar. O próprio jogador colocou as mãos na face, envergonhado. Na verdade foi um dia para esquecer, já que o Heracles foi derrotado em casa pelo Feyenoord (0-1).
Veja a caricata finta:






Recolha em: http://www.youtube.com/ e

http://www.maisfutebol.iol.pt/

Infiéis por natureza


No ar na novela das 8, a traição é o tema da vez em todas as rodas


Norminha tanto deu voltas que o Abel desconfiou. O marido traído não pensou duas vezes: foi atrás da moça e deu o flagra. As cenas são da novela das oito, mas bem que podiam estar na casa ao lado. Na vida real. O tema ainda é tabu e causa muitos estragos, garante a antropóloga Mirian Goldenberg. Mesmo em tempos de relações cada vez mais curtas. Uma coisa é certa: os homens são sempre culpados.


O conceito de infidelidade está no livro "Infiel, notas de uma antropóloga", no qual Mirian Goldenberg esmiuça os vários aspectos que envolvem a traição, que ela estuda há mais de duas décadas. "Primeiro, realizei pesquisas qualitativas com amantes de homens casados. Em seguida, entrevistei homens casados que têm amantes. Por fim, fiz um estudo de caso com uma mulher que é a outra, seu amante, e todos os seus familiares. A infidelidade permanece como um problema não resolvido para mim", diz Mirian.



A questão pode estar mal resolvida, mas a razão da discórdia entre os casais está na infidelidade sexual, tratada como a verdadeira infidelidade. "Apesar das inúmeras mudanças dos casamentos, a infidelidade permanece como um valor, até maior em relações mais modernas e igualitárias", analisa Mirian.


Fosse na vida real, a história da Norminha e do Abel poderia estar invertida. Homens e mulheres traem na mesma proporção, segundo Mirian. "Muitos amam e desejam seus parceiros, mas querem experimentar novas emoções e sentimentos. Não querem terminar o casamento, mas ter liberdade para viver novas experiências, em grande parte apenas passageiras", afirma a antropóloga.


Quem não dá assistência, abre concorrência e perde a preferência. As desculpas são tão antigas quanto a traição em si. Os homens dizem que traem quando passam por crises pessoais ou no casamento e, também, por uma suposta natureza poligâmica. As mulheres apontam o dedo na direção do parceiro. Eles não dão atenção, carinho, sexo ou romance suficientes. "Na traição, o homem sempre é culpado. É culpado quando trai, em função de sua natureza poligâmica. É culpado quando a mulher trai, em função de suas inúmeras faltas", avalia Mirian.


As mulheres também sofrem mais, quando são trocadas. Os homens não somente encaram com mais tranquilidade, como traem mais vezes a mesma mulher. Dor, ira e outras reações que a infidelidade provoca tem lá suas razões. "As pessoas querem se sentir únicas, especiais, insubstituíveis. Há o desejo de ser especial, de ser único, a pessoa que completa o parceiro em todos os níveis. A traição prova que elas não são o que fantasiam ser para o parceiro", explica Mirian.


No folhetim, Abel pode até expulsar a Norminha de casa. Mas a traição, segundo Mirian, só resulta em separação em cerca de 30% dos casos. "As mulheres são mais livres, mais independentes, exigem mais dos seus parceiros, não aceitam relações de subordinação ou casamentos insatisfatórios. O grande problema para os homens é que as mulheres cobram, entre aspas, demais. Se eles não as satisfazem, elas buscam outros para realizar seus desejos. Mas as mulheres não querem se dividir entre dois amores", avisa.


Recebido via e-mail do Site: http://maisde50.uol.com.br/

Argentinos no paraíso (PIADA, claro...!!!)


Um francês, um inglês e um brasileiro estão no museu do Louvre diante de um quadro de Adão e Eva.
Diz o francês:
– Olhem como os dois são bonitos! Ela, alta e magra. Ele, másculo e bem cuidado... Devem ser franceses!
O inglês:
– Que nada! Vejam os olhos deles: frios, reservados... Só podem ser ingleses!
E o brasileiro:
– Discordo totalmente. Olhem bem... Não têm roupa, não têm casa, só possuem uma maçã para comer e ainda pensam que estão no paraíso. Só podem ser argentinos!



Agradecimento devido ao Site: http://boaspiadas.blogspot.com/

A Menina do Vestido Azul


Num bairro pobre de uma cidade distante, morava uma garotinha muito bonita.

Acontece que essa menina freqüentava as aulas da escolinha local no mais lamentável estado: suas roupas eram tão velhas que seu professor resolveu dar-lhe um vestido novo.

Assim raciocinou o mestre: "é uma pena que uma aluna tão encantadora venha às aulas desarrumada desse jeito.

Talvez, com algum sacrifício, eu pudesse comprar para ela um vestido azul."

Quando a garota ganhou a roupa nova, sua mãe não achou razoável que, com aquele traje tão bonito, a filha continuasse a ir ao colégio suja como sempre, e começou a dar-lhe banho todos os dias, antes das aulas.


Ao fim de uma semana, disse o pai:

"Mulher, você não acha uma vergonha que nossa filha, sendo tão bonita e bem arrumada, more num lugar como este, caindo aos pedaços?

Que tal você ajeitar um pouco a casa, enquanto eu, nas horas vagas, vou dando uma pintura nas paredes, consertando a cerca, plantando um jardim?"


E assim fez o humilde casal.

Até que sua casa ficou muito mais bonita que todas as casas da rua e os vizinhos se envergonharam e se puseram também a reformar suas residências.

Desse modo, todo o bairro melhorava a olhos vistos, quando por isso passou um político que, bem impressionado, disse:

"É lamentável que gente tão esforçada não receba nenhuma ajuda do governo".

E dali saiu para ir falar com o prefeito, que o autorizou a organizar uma comissão para estudar que melhoramentos eram necessários ao bairro.

Dessa primeira comissão surgiram muitas outras e hoje, por todo o país, elas ajudaram os bairros pobres a se reconstruírem.


E pensar que tudo começou com um vestido azul.

Não era intenção daquele simples professor consertar toda a rua, nem criar um organismo que socorresse os bairros abandonados de todo o país.

Mas ele fez o que podia, ele deu a sua parte, ele fez o primeiro movimento, do qual se desencadeou toda aquela transformação. É difícil reconstruir um bairro, mas é possível dar um vestido azul.



Autor desconhecido


Recebido por e-mail do Site: www.portaldiabetes.com.br

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Scorpions - Still Loving You - Tradução

Nota de 1lindomenino: uma daquelas músicas que ouvimos sempre com prazer e que aquí está traduzida em Português.

Recordações... !!!

Brincando com o Desconhecido


Acenderam algumas velas vermelhas pelos cantos da sala, sete amigos sentados formando um círculo e, no centro deles, uma tábua contendo todos os algarismos, todos os números de 0 a 9, um SIM e um NÃO. Temerosos, mas excitados com o que poderia acontecer, olham um na face do outro. Com um sinal de concordância dado por Michel, o mais velho entre eles, Rafael colocou sua mão sobre o copo virgem que se encontrava com a boca para baixo sobre a tábua: -Tem alguém aí? Tem alguém aí?- Nada, nenhum movimento do copo, apenas uma tremedeira causada pela mão do jovem Rafael. Todos olhavam em volta, sentindo um leve calafrio que lhe percorriam a espinha. Um leve vento frio entrou janela adentro. Núbia, a única garota do grupo, pediu para pararem, mas foi alvo das chacotas de Michel:- Sabia que não deveríamos trazer uma mulher com a gente!- Está com medinho?- Corre para debaixo da saia da mamãe e deixe que os homens continuem aqui. Núbia abaixou sua cabeça, encobrindo a vergonha, mas não se levantou. Na verdade, todos ali estavam com medo, mas nada diziam temerante às gozações de Michel. Sob a ordem dele, Rafael voltou a pôr a mão sobre o copo e novamente questionar:- Tem alguém aí? Tem alguém aí? A janela bate quase derrubando a parede; um vento forte e gélido corre por entre a sala como se em círculos; as luzes piscam. Núbia foi tomada por um desespero. Chorava e, aos gritos, pedia para pararem com aquilo, mas não foi ouvida. Rafael, também amedrontado, tentou tirar a mão do copo, mas foi impedido pelas mãos de Michel:- Vai, continua! Continua!Núbia se levantou aos prantos e correu para a cozinha. Seu pavor estava totalmente fora de controle. Rafael, ainda obedecendo ao amigo, continuou:- Tem alguém aí? Antes que perguntasse novamente, o copo se moveu: SIM. Todos ficaram paralisados. As mãos trêmulas de Rafael já não conseguiam mais segurar o copo. Todos os seis se juntaram ainda mais, um se se encostando ao outro, espremidos em seu medo, mas atentos à tábua. Rafael, em soluços, voltou novamente a questionar:- Quem é você? Quem é você? O copo voltou a mexer indo em direção aos algarismos. Tomados pelo medo e pela curiosidade, eles fixaram os olhos na tábua, enquanto o copo continuava a se mover: E, U, P, E, D, I, P, A, R, A, P, A, R, A, R, E, M, Michel repetiu a frase soletrada:- Eu pedi para pararem... Todos olharam em direção à cozinha, para onde Núbia teria corrido, mas se depararam com a jovem em pé atrás deles, segurando uma faca de cozinha nas mãos. Com um só golpe, cortou a garganta de Michel, jorrando sangue em todos os outros. Rafael se levantou em direção da amiga tentando segurá-la, mas a força da jovem, naquele momento, era incrível. Atirou Rafael na parede e lhe estocou a faca em sua barriga. Os outros se agruparam no canto da sala, aos berros. Queriam correr pra fora, mas Núbia estava posicionada na única passagem possível. Os berros que vinham da casa chamaram a atenção dos vizinhos. Um deles, mais do que depressa, chamou a polícia, que chegaram 30 minutos depois. Quando já não se ouvia mais nada vindo de dentro da casa, uma multidão se formou defronte à residência. Com o aparecimento da polícia, todos queriam saber o que aconteceu. Um dos policiais abriu a porta da sala com os pés. Deparou-se com Núbia sentada no sofá, coberta por pedaços de corpos e sangue, como se em estado de catatonia apenas repetia a frase:- Eu pedi para eles pararem! Eu pedi para eles pararem! Eu pedi...



Márcio Renato Bordin

Agradecimento ao Márcio e ao Site: http://www.portugal-linha.pt/

Cearense Arretado Procura Emprego


-Qual é seu nome?

-Raimundo, mas pode chamar de Mundinho, seu dotô.

-Eu não sou doutor. Sou um Capitão da Legião Estrangeira. Sou um combatente, não um médico. Pode me tratar por Comandante.

-Tá certo, sinhô Comandante.

-Para que você quer ingressar na Legião? Sabe que a vida aqui e muito dura? Poucos aguentam a rotina e você me parece muito fraquinho.

-Tem probrema não, seu Comandante. Eu quero vim pra cá pruque num tenho mais nada na vida. Perdi muié e fios no pau-darara qui acidentou quando nois vinha pra Sum Paulo. Em Sum Paulo num arrumei nem emprego di serventi nem nada. Eu num sóu home di pidi nada prus otru, di modi qui vim assunta si tem trabalho aqui. Mi falaru qui a genti ganha poco mas qui cumida num farta. Di trabalho eu num tenho medo i nem di briga também não, seu Commandante. Si o sinhô quizé posso até mostra procê.

-Chega de papo. De qualquer jeito você vai ter que passar nos três testes antes de ser aceito:
O primeiro: Está vendo aquele vidro ali ? Tem dois litros de óleo de rícino. Você tem que tomar tudo de uma só vez, sem que sobre na nada.fundo. O segundo: Está vendo aquela jaula ? Dentro tem um urso selvagem de quase dois metros de altura. Você tem que entrar na jaula e apertar a mão do urso. Se passar nestes dois testes, vai fazer o terceiro, que é ter relações sexuais três vezes seguidas com uma cigana de 80 anos que não toma banho faz bem uns cinco. Você compreendeu? Sabe o que deve fazer?

-Sei, sim sinhô.

-Então pode começar os testes.

Mundinho, que estava morto de fome, foi direto para o vidro e tomou todo o óleo de uma só vez. Aí correu em direção à jaula do urso. Só pensava que tinha que conseguir o emprego de qualquer forma. Entrou na jaula e se atirou em cima do urso. Foi uma luta enorme que durou uns quinze minutos. Ninguém conseguia enxergar o que estava acontecendo por causa da poeira que levantou. O barulho era assustador. Os urros do urso não paravam. De repente, um silencio quase que total, quebrado apenas por gemidos do Mundinho. O resultado não se podia ainda ver por causa da poeira. Mais uns cinco minutos de gemidos, e a poeira foi baixando. O urso, caído no fundo da jaula, parecia uma vitima de atropelamento. Mundinho, todo arranhado e sorridente, saiu da jaula arrumando suas roupas rasgadas, endireitando as calcas e gritou para o Comandante:

-Foi treis veiz, seu comandanti. Agora cadê a ciganinha pru modi eu apertar a mão dela?



Agradecimento ao Site: http://boaspiadas.blogspot.com/


Cuide de quem você AMA

"Se um dia tiver que escolher entre um beijo, um olhar e uma lágrima, escolha a lágrima, pois o beijo pode ser falso, o olhar, passageiro, mas, a lágrima, por mais triste que seja, é verdadeira."

Minha mãe sempre contava uma história assim:

Havia uma jovem muito rica. O estranho é que ela não conseguia conciliar tudo isso, o trabalho e os afazeres lhe ocupavam todo o tempo e a sua vida sempre estava deficitária em alguma área.

Se o trabalho lhe consumia muito tempo, ela tirava dos filhos, se surgiam problemas, ela deixava de lado o marido... E assim, as pessoas que ela amava eram sempre deixadas para depois.

Até que um dia, seu pai, um homem muito sábio, lhe deu um presente: Uma flor caríssima e raríssima, da qual só havia um exemplar em todo o mundo. E disse à ela: Filha, esta flor vai te ajudar muito mais do que você imagina!

Você terá apenas que regá-la e podá-la de vez em quando, e às vezes conversar um pouquinho com ela, e ela te dará em troca esse perfume maravilhoso e essas lindas flores.

A jovem ficou muito emocionada, afinal a flor era de uma beleza sem igual.

Mas o tempo foi passando, os problemas surgiam, o trabalho consumia todo o seu tempo, e a sua vida, que continuava confusa, não lhe permitia cuidar da flor.

Ela chegava em casa, olhava a flor e as flores ainda estavam lá, não mostravam sinal de fraqueza ou morte, apenas estavam lá, lindas, perfumadas. Então ela passava direto. Até que um dia, sem mais nem menos, a flor morreu. Ela chegou em casa e levou um susto! Estava completamente morta, sua raízes estava ressecadas, suas flores caídas e suas folhas amarelas.

A jovem chorou muito, e contou a seu pai o que havia acontecido. Seu pai então respondeu: Eu já imaginava que isso aconteceria, e eu não posso te dar outra flor, porque não existe outra igual a essa, ela era única, assim como seus filhos, seu marido e sua família.

Todos são bênçãos que o Senhor te deu, mas você tem que aprender a regá-los, podá-los e dar atenção a eles, pois assim como a flor, os sentimentos também morrem.

Você se acostumou a ver a flor sempre lá, sempre florida, sempre perfumada, e se esqueceu de cuidar dela.

Cuide das pessoas que você ama!

E você? Tem cuidado das bênçãos que Deus tem te dado? Lembre-se sempre da flor, pois como ela são as Bênçãos do Senhor, Ele nos dá, mas nós é que temos que cuidar, temos que regá-las com a oração diária e contínua .



Recebido via e-mail do Site: www.portaldiabetes.com.br

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Amor a Portugal

Nota de 1lindomenino: as imagens, a letra da música, a voz límpida e melodiosa da Dulce Pontes e o IMENSO ORGULHO de ser PORTUGUÊS... tudo "isso" num só VÍDEO... !!!

Uma Dose para o Santo (PIADA... com ou sem... "santo"...!!!)


Num bar chega um freguês e pede para o balconista uma pinga. O balconista serve uma dose de pinga acima da media, o cara toma tudo de uma vez. O balconista o adverte:

- Aqui neste bar todos que tomam uma pinga jogam um pouco no chão e oferecem para o santo.

O freguês muito mal educado vira para o balconista e lhe dá uma banana dizendo:

- Pro santo eu dou uma banana!!

E faz o gesto com o braço. Neste momento seu braço endurece de tal forma que não mexe de jeito algum. Desesperado diz ao balconista:

- Meu deus, o que aconteceu?

O balconista responde:

- O Sr. ofendeu o santo e ele o castigou, mas como é a primeira vez que o Sr. vem ao bar vou resolver seu problema.

Chama todos os fregueses e pede para todos rezarem e fazerem uma corrente de orações. Enquanto todos rezam o braço do sujeito vai voltando ao normal.

Um velhinho vê tudo e fica espantado com a cena. Vai ao balconista e pede uma pinga, toma tudo de uma vez. O balconista pergunta:

- E pro santo??

O velhinho abaixa as calças, tira o pinto pra fora e diz:

- Oh pro santo!

O pinto dele endurece na hora. Ele tira um 38 do cinto e diz:

- Se alguém rezar aqui eu mato!!



Agradecimento ao Site: http://boaspiadas.blogspot.com/

Problemas x Metas

Era uma vez um cocheiro que dirigia uma carroça cheia de abóboras. A cada solavanco da carroça, ele olhava para trás e via que as abóboras estavam todas desarrumadas. Então ele parava, descia e colocava-as novamente no lugar. Mal reiniciava sua viagem, lá vinha outro solavanco e... tudo se desarrumava de novo.

Então ele começou desanimar e pensou: "Jamais vou conseguir terminar minha viagem!
É impossível dirigir nesta estrada de terra, conservando as abóboras arrumadas!". Enquanto divagava, passou à sua frente outra carroça cheia de abóboras, e ele observou que o cocheiro seguia em frente e nem olhava para trás: as abóboras que estavam desarrumadas organizavam-se sozinhas no próximo solavanco.

Foi quando ele compreendeu que, se colocasse a carroça em movimento na direção do local onde queria chegar, os próprios solavancos da carroça fariam com que as abóboras se acomodassem em seus devidos lugares.

Autor Anônimo

Recebido via e-mail do Site: www.diabetenet.com.br

domingo, 16 de agosto de 2009

Quer casar com a almofada porque não arranja namorada


Homem utiliza a mesma almofada desde os 16 anos



Um nigeriano de 26 anos planeia casar-se com a sua almofada, uma vez que não consegue arranjar uma namorada, noticia o Daily Times.

Okeke Ikechukwu, que tem problemas de gaguez, garante que não consegue aproximar-se das mulheres.

«Tenho necessidades e já durmo com a mesma almofada desde os 16 anos. Com o tempo, apaixonei-me e pretendo passar o resto da vida com esta almofada. Será a companheira perfeita», disse.



Agradecimento ao Site: http://www.tvi24.iol.pt/

To remember...


Nota de 1lindomenino: há REALMENTE palavras SÁBIAS... !!!

Santana - Soul Sacrifice (Woodstock 1969)

Reviver o passado em Woodstock, 40 anos depois





Hoje em dia é comum assistir a um concerto num festival ao ar livre, mas há 40 anos o festival de Woodstock transformou-se num ícone da história do rock e a culpa não foi só da música.


A 15 de Agosto de 1969, fez ontem precisamente 40 anos, teve início numa zona rural a 130 quilómetros de Nova Iorque um festival de música e arte descrito dias depois pela revista Rolling Stone como um dos 50 acontecimentos que mudou a história do rock.

Por lá passaram nomes como Joan Baez, Joe Cocker, Jimi Hendix, The Who, Janis Joplin, Greatful Dead, Ravi Shankar e Carlos Santana, mas o festival atingiu uma dimensão política e social que influenciou toda uma geração que defendia a paz e o fim da guerra no Vietname.

Inicialmente pensado para cerca de 150 mil pessoas, o festival acabou por acolher meio milhão de espectadores que se congregou durante três dias, num espírito de liberdade e fraternidade, regado a droga e álcool.

Realizado numa quinta com uma área equivalente a 240 campos de futebol, junto à localidade de Bethel, o festival de Woodstock esteve à beira do colapso, dada a extraordinária adesão do público, que bloqueou os acessos ao local, e a uma chuva torrencial que transformou o recinto num campo de lama.


Um dos promotores do festival, Michael Lang, entrevistado pelo jornal The Guardian recorda a actuação de Sly & The Family Stone como um dos grandes momentos de Woodstock, pela comunhão sentida entre músicos e espectadores.

Histórica é também a actuação de Joan Baez, grávida de seis meses, que actuou no primeiro dia e encerrou a sua prestação com a canção de protesto "We shall overcome".

Jimi Hendrix encerrou o festival já na manhã de 18 de Agosto com uma improvisação psicadélica sobre o hino dos Estados Unidos, perante umas escassas 25 mil pessoas.

Apesar da enchente, morreram apenas duas pessoas, uma por "overdose" e outra alegadamente atropelada por um tractor, enquanto estava a dormir.

Para assinalar a efeméride está prevista para Setembro a edição de uma caixa com seis CD e mais de trinta temas adicionais interpretados no festival Woodstock.

Em Setembro estreará em Portugal o filme "Taking Woodstock", de Ang Lee, uma perspectiva sobre o aquele festival a partir da biografia de Elliot Tiber, que há 40 anos deu abrigo aos promotores do evento num motel próximo de Bethel.

Michael Lang tencionava celebrar os 40 anos de Woodstock com uma série de concertos, mas a iniciativa foi cancelada por falta de orçamento.



Agradecimento ao Site: http://www.destak.pt/



Nota de 1lindomenino: Woodstock foi, para além dum evento de música rock, um protesto a favor da PAZ e contra a intervenção Americana no VIETNAME. Foi também, sem dúvida, uma "manif" pública, onde a droga "apareceu" como algo "consentido" pelas Autoridades Americanas. WOODSTOCK ainda permanece "intacto" nas mentes dos "rockeiros e... não só... !!! 40 anos DEPOIS e ser recordado "assim" é porque "algo de importante" lá se passou... ou NÃO... ?!

Poderia Ser Pior (PIADA... sem "ofensas", tá...?!)

De sapato alto Leonor vai para a fonte "formosa e não segura"... rsrs


Da próxima vez que você tiver um dia ruim, imagine a seguinte situação:

# Você é um gêmeo siamês.
# Seu irmão, colado no seu ombro é gay e você não.
# Ele tem um encontro hoje a noite.
# E vocês só têm uma bunda...


Você vai se sentir bem melhor!





Agradecimento "habitual" ao Site: http://boaspiadas.blogspot.com/

O Sapato

Monumento no Iraque ao "sapato" que foi DIRETO na "cachola" do Bush

Um dia um homem já de certa idade tomou um ônibus. Enquanto subia, um de seus sapatos escorregou para o lado de fora. A porta se fechou e o ônibus saiu; então ficou impossível recuperá-lo.


O homem tranqüilamente retirou seu outro sapato e jogou-o pela janela.


Um rapaz no ônibus, vendo o que aconteceu e não podendo ajudar ao homem, perguntou:
- Notei o que o senhor fez. Por que jogou fora seu outro sapato?


O homem prontamente respondeu:
- De forma que quem o encontrar seja capaz de usá-los. Provavelmente apenas alguém necessitado dará importância a um sapato usado encontrado na rua. E de nada lhe adiantará apenas um pé de sapato.


O homem mostrou ao jovem que não vale a pena agarrar-se a algo, simplesmente para possui-lo e nem porque você não deseja que outro o tenha.


Perdemos coisas o tempo todo. A perda pode nos parecer penosa e injusta inicialmente, mas a perda só acontece de modo que mudanças, na maioria das vezes positivas, possam ocorrer em nossa vida.


Acumular posses não nos faz melhores e nem faz o mundo melhor. Todos temos que decidir constantemente se algumas coisas devem manter seu curso em nossa vida ou se estariam melhor com outros.



Recebido via e-mail do Site: www.portaldiabetes.com.br