POR UM PORTUGAL DIFERENTE

POR UM PORTUGAL DIFERENTE
ABRIL VIRÁ...!!!

EXPERIMENTE... VÁ ATÉ LÁ!

MUDAR...

Estrela - DestaquesNinguém pode ser escravo de sua identidade; quando surge uma possibilidade de mudança é preciso mudar. (Elliot Gould)

Frases e Mensagens -

NÃO HÁ ACORDO...!!!...

NÃO HÁ ACORDO...!!!...
... Português há só UM...!!!

TRADUÇÃO/TRANSLATE/TRADUCION

SEM IMITAÇÕES...

ACREDITE...

"Nunca faça graça de graça. Você é humorista, não político."

A Hora em Poá (BRASIL)

"Nada descreve melhor o caráter dos homens do que aquilo que eles acham ridículo."

VELHO PROVÉRBIO PORTUGUÊS

"Dois olhos vêem mais do que um só."
Veja Frases para Orkut - Kifrases.com

LOVE, love, LoVe

OvEr ThE RaInBoW

1lindoMENINO ...

Verdade, Verdadinha...!!!

zwani.com myspace graphic comments

1lindomenino

Menininhas e inhos venham a mim...

Posting

Photo Flipbook Slideshow Maker
PORTUGAL é "isto"... e MUITO MAIS...!!!

António GEDEÃO


Eu, quando choro, não choro eu. Chora aquilo que nos homens em todo o tempo sofreu. As lágrimas são as minhas mas o choro não é meu.A.GEDEÃO

SEJA ASSIM... COMO EU!

recadosparablogseorkut.com


Mais Um(a)...!!! OBRIGADO...!!!

sábado, 25 de julho de 2009

Duas mulheres num prostíbulo

Na foto estão 3 porque uma saiu antes da PIADA... !!!

Duas colegas resolvem conhecer um prostíbulo para mulheres. Quando chegam lá, observam que existe cinco andares. Vão ao primeiro andar e lêem uma placa, que diz:

"Aqui eles têm aquilo curto e fino".

Uma olha para a outra e partem para o segundo andar em busca de algo mais interessante. Lá, encontram outra placa:

"Aqui eles têm aquilo grande e fino".

Entreolham-se novamente e decidem continuar subindo. No terceiro andar, encontram outra placa:

"Aqui estão os que o têm grosso e curto".

Sobem ao quarto andar e a placa diz o seguinte:

"Aqui eles têm aquilo grande, grosso e suculento".

As duas se olham com aquela cara típica de curiosidade feminina e, depois de pensar um pouquinho, decidem verificar o que poderiam encontrar no quinto andar. Lá a placa diz:

"Este andar foi criado para provar que as mulheres nunca estão contentes com nada".




Agradecimento ao Site: http://boaspiadas.blogspot.com/


Víctor Espadinha - Recordar é viver

Nota de 1lindomenino: um êxito esta canção na voz do actor Vítor Espadinha. É, afinal e apenas (?), uma CANÇÃO DE AMOR... !!!

Enquanto houver ENEM*, a alegria é "contagiante"...!!!


*ENEM aquí no Brasil é um Exame Nacional para o Ensino Médio e, muitas vezes, uma "ajuda" para quem ambiciona entrar numa Faculdade Pública



Vamos, então, a mais umas quantas "obras literárias"...


Isso faz parte das redações dos estudantes que participaram do ENEM...
Serão o futuro do país...
(e do mundo ! com tanta criatividade ...)


"O nosso ambiente. Ele estava muito estragado e muito poluido por causa que, os outros não zelam pelo ar puro."
(Esse deve lembrar disso sempre que está no show do Planet Hemp)

"O serumano no mesmo tempo que constrói também destrói, pois nos temos
que nos unir para realizarmos parcerias juntos."

"Na verdade, nem todo desmatamento é tão ruim. Por exemplo, o do Aeds Egipte seria um bom benefício para o Brasil"
(Vamos trocar o fumacê pelas moto-serras! )

"Vamos mostrar que somos semelhantemente iguais uns aos outros."
(Leia a Bíblia...)

"...eles matam não somente os animais mas também os matança de aves e peixes também precisam acabar."

"... os pequenos animalzinhos morrem queimados e asfixados."
(Esse é um jumento, mas tem coração)

"Hoje endia a natureza..."
(Pelo menos ele não usou m, e sim n, porque m só antes de p e b, não é mesmo? Muito bem!)

"No paíz enque vivemos, os problemas cerrevelam..."
(Outro erro acertado, usou 2 erres. Muito bem!)

"...menos desmatamentos, mais florestas arborizadas."
(Concordo! De florestas não arborizadas, basta o Saara!)

"...provocando assim a desolação de grandes expécies raras."
(Vocês não sabiam que os animais também tem depressão? Quanto ao resto, não tem como justificar!)

"O desenvolvimento trás um grande lado positivo e um grande lado negativo para o meio ambiente."
(Como uma pilha gigante...)

"Nesta terra ensi plantando tudo dá."
(Isto deve ser o português arcaico que Caminha escrevia...)

"Isso tudo é devido ao raios ultra-violentos que recebemos todo dia."
(Meu Deus... Haja pára-raio!)

"Existem dois tipos de animais: os que vivem em cativeiro e os que não vivem. Ultimamente, surgiram um terceiro tipo que corresponde aqueles os que são presos pela polícia federal"
(O autor desta frase deve ser do terceiro "tipo")


"Todos os fiscais são subordinados. É a propina."

"Tudo isso colaborou com a estinção do micro-leão dourado."
(Qual será o fabricante? Compaq ? Apple ?)

"Imaginem a bandeira do Brasil. O azul representa o céu, o verde representa as matas, e o amarelo o ouro. O ouro já foi roubado e as matas estão quase se indo. No dia em que roubarem nosso céu, ficaremos sem bandeira."
(Ainda bem que temos aquela faixinha onde está escrito Ordem e Progresso")

"Ultimamente não se fala em outro assunto anonser sobre..."

"O araras azuls ficavam sob voando as matas."

"...são formados pelas bacias esferográficas."
(Imaginem as bacias da BIC...)

"Os animais acabam sem água para beber e para tomar banho."

"O direito humano para mim tinha que ser igual para todos."

"Eu concordo em gênero e número igual."

"Na época de Cristo não havia indústrias para poluir e assim mesmo havia problemas sociais entre os povos."
(Marx ? Engels ?)

"As vezes penso comigo mesmo e chego a mesma conclusão que chegou Renato Russo: Que país é esse ?"
(Esta realmente é uma conclusão definitiva)

"Os homens brasileiros, estão acabando com tudo, as árvores para desmartar para fazer tauba e outra coisa."
(Alguém aí sabe o que é tauba?)

"O homem não está mais valorizando a sua pátria ambiental."
(Acabei de chegar a uma conclusão, a maioria dos erros são de português, mas os que mais sofrem as conseqüências disso são os professores de Geografia... porque?)

"Precisa-se começar uma reciclagem mental dos humanos, fazer uma verdadeira lavagem celebral em relação ao desmatamento, poluição e depredação de si próprio."
(Concordo: depredação de si mesmo é "oríveu")

"O seringueiro tira borracha das árvores, mas não nunca derubam as seringas."
(Estas podem se derrubadas porque são descartáveis)

"Já está muito de difícil de achar os pandas na Amazônia."
(Que pena. Também ursos e elefantes sumiram de lá)

"A concentização é um fato esperançoso para todo o território mundial."

"Espero que isso mude aqui no Paraná, que não seja como os outros países."
(Acho que esse passou férias no Paraguai e voltou com mania de grandeza...)

"Vamos deixar de sermos egoístas e pensarmos um pouco mais em nós mesmos."
(Que pérola!)

"O sero mano tem uma missão..."

"O Euninho já provocar secas e enchentes calamitosas..."
(Levei uns 5 minutos para identificar o El Niño...)

"Até a Xuxa hoje em dia se prelcupa com a situação dos animais"
(Incluindo a Sacha...)

"Na Amazonas está sendo a maior derrubagem e extração de madeira do Brasil."

"O problema ainda é maior se tratando da camada Diozônio!"
(Gente, eu não sabia que a camada tinha esse nome bonito)

"Há muito tempo atrás, meu avô matou várias onças na fazenda dele."
(E eu com isso ?)

"Por isso eu luto para atingir todos os meus obstáculos."
(Que luta árdua...)

"Enquanto isso os zoutros ....."

"...tudo baixo nive..."

"A situação tende a piorar: o madereiros da Amazônia destróem a Mata Atlântica da região."
(E além de tudo, viajam pra caramba, hein?)

"O que é de interesse coletivo de todos nem sempre interessa a ninguém individualmente."
(Entendeu...?)

"A natureza brasileira só tem 500 anos e já está quase se acabando."
(Foi trazida nas caravelas, certo?)

"A única solução para este problemas todos é alugar o Brasil para os outros."
(Este ouviu Raul e entendeu tudo errado)

"Não preserve apenas o meio ambiente e sim todo ele."
(Faz sentido.)

"Nos dias atuais a educação está muito precoce."
(Que bom, né?)

"O grande problema da Rio Amazonas é o pesca dos peixes."
(Achei que fosse a pesca dos pássaros)

"É um problema de muita gravidez."
(Com certeza ... se seu pai usasse camisinha não leriamos isso!)


Agradecido ao Site: http://www.mail-archive.com/

A Canção da Saudade


Que tarde imensa e fria!
Lá fora o vento rodopia...
Dança de folhas... Folhas, sonhos vãos,
que passam, nesta dança transitória,
deixando em nós, no fundo da memória,
o olhar de uns olhos e a carícia de umas mãos.
Ante a moldura de um retrato antigo,
põe-se a gente a evocar coisas emocionais.
Tolda-se o olhar, o lábio treme, a alma se aperta,
tudo deserto... a vide em torno tão deserta
que vontade nos vem de sofrer mais!
Depois, há sempre um cofre e desse cofre
tiramos velhas cartas, devagar...
É a volúpia inervante de quem sofre:
ler velhas cartas e depois chorar.
Que tarde imensa e fria!
Nunca mais te verei... Nunca mais me verás...
Lá fora o vento rodopia...
Que desejo me vem de sofrer mais!


Olegário Mariano


Obrigado ao Site: http://www.aindamelhor.com/

ENCONTRO ÀS CEGAS

Muito usado no passado, o blind date recupera novo fôlego. Não só está na moda como é hoje um excelente meio de cultivar e alargar o círculo social. Outras vezes, o amor acontece mesmo!



Como sobreviver a um blind date? Há regras a seguir para sair vitoriosa.


Com o crescimento da Internet, o blind date conhece novos dias. O encontro de duas pessoas que nunca se viram antes já não resulta do arranjo de amigos ou da família mas é, muitas vezes, consequência de um encontro virtual e das conversas entre os próprios protagonistas em chatrooms ou fóruns.

Mas as mudanças não se ficam por aqui. Quem actualmente procura o blind date também não se encaixa no perfil dos que elegiam este tipo de encontro há anos atrás. Quando se pensa em blind date em termos clássicos pensa-se em pessoas tendencialmente muito tímidas, “com pouca habilidade social, que não eram capazes de seduzir numa relação social comum, ou que por qualquer motivo estavam muito isoladas”, comenta a psicóloga e psicoterapeuta Ana Almeida, explicando que o encontro surgia, então, “como oportunidade de conhecer alguém que potencialmente também estivesse interessado em namorar e numa relação futura”. Contudo, criou--se um certo estigma à volta do assunto e dos seus actores.

Hoje, a maioria dos que circulam na Internet e partem para um blind date depois de conversar em chatrooms e news groups é extrovertida, mais desinibida e com mais facilidade em manter qualquer tipo de relação fora deste espaço. E como a grande massa passou a aderir deixou de haver a estigmatização. Pelo menos é o que assegura Ana Almeida. “Agora são as mais tímidas que têm mais receio de se expor, precisamente porque aderem à estereotipia, ao preconceito. Não suportam a ideia de se sentir expostas numa espécie de montra.”

O motivo do encontro às cegas continua a ser a procura do envolvimento amoroso, mas os intervenientes são agora também mais exigentes em matéria de amor. Segundo Ana Almeida, hoje há um fenómeno de hiper-selectividade. “Antiga­mente, as pessoas partiam para o blind date com um sentimento quase de desespero. Hoje, vão à procura de alguém com quem tenham uma compatibilidade quase perfeita”, explica, sublinhando que a ideia de felicidade na relação de casal está hipervalorizada.

Às vezes acerta-se. Outras descarta--se e volta-se ao clube para ver novos perfis. A maioria afirma que vale a pena, mesmo que o amor não aconteça, pois este também é um excelente meio de cultivar ou alargar o círculo social e uma boa parte das vezes fazer amizades.


Como sobreviver a um blind date
• Encontro: não arraste as conversas escritas durante muito tempo, de forma a evitar demasiadas construções mentais.

• Local: deve ser público e frequentado, pois a verdade é que nunca se sabe ao certo quem se vai encontrar e o que essa pessoa pretende realmente.

• Limitar o tempo de encontro: se combinar ir beber um copo ao fim da tarde invente um jantar. Fica com tempo para decidir se quer voltar a vê-lo.

• Modere as expectativas: não espere demasiado desse encontro em termos de futuro, mas prepare-se igualmente para a possibilidade disso acontecer.

• Seja você mesma: escolha a roupa que a faz sentir-se melhor, respeitando o seu estilo de sempre.

• Mantenha o diálogo ameno: discutir certos assuntos num primeiro encontro, tais como dinheiro ou saúde, está fora de cogitação. Prefira temas descontraídos.

• Encontre a saída: se não há química, agradeça a companhia e saia de mansinho. Se ficou intrigada, diga-lhe que gostava de o ver de novo. Há quem acredite nas primeiras impressões, fique atenta às suas.


No que respeita aos sentimentos presentes, ontem como hoje o encontro às cegas gera algum medo – a pergunta sobre quem será o outro e se será ou não de confiança acaba por surgir – e excitação. Exaltação porque “o desconhecido pode ser qualquer coisa que é fantasiado como maravilhoso, fantástico”. Juntas, as duas componentes fazem com que a situação seja rodeada de “uma tensão emocional muito própria”. E, finalmente, há “a esperança, quando o objectivo último do blind date é namorar e até encontrar um companheiro para a vida”. De acordo com a psicóloga, a esperança de que um eventual encontro possa ser potenciador de uma mudança de vida para melhor é um sen­timento por vezes muito forte. O que também pode ser um problema, pois está-se a colocar a fasquia muito alta. Nesta matéria, como em tantas outras da nossa vida, é, por isso, desejável “moderar as expectativas”.

Na prática, significa “ter a expectativa de que alguma coisa boa vem dali, caso contrário ninguém vai, mas também manter em aberto a possibilidade da outra pessoa poder surpreender tanto positiva como negativamente”, explica Ana Almeida. Por exemplo, manter em aberto a ideia de que se calhar não vai dar para namorar, mas pode vir a ser um excelente amigo. O pior é mesmo quando face a face se descobre que o outro “teve uma atitude falsa ou foi falso em relação ao que foi dizendo de si na Internet, revelando-se uma pessoa diferente”.

Por outro lado, é preciso ter presente que há uma diferença entre a escrita, o que se escreve e o que se lê do que foi escrito, recorda Ana Al­meida. “Temos tendência a imaginar a pessoa com base no que ela vai dizendo, por isso esta até pode não ter introduzido qualquer falsidade nas mensagens, mas a nossa construção fantasiosa entra em choque com o real.” Contudo, isto não invalida que continuemos a ser íntegros. “Se estamos num sítio onde queremos gerar amizades, eventualmente amizades que se podem potenciar em amores, é preciso manter uma atitude honesta.” A imagem que vamos dando ao outro deve estar “dentro da nossa realidade psicológica, física, contextual e social”, de outra forma corremos o risco de o desiludir.

Seja como for, Ana Almeida defende “uma relação faseada” antes de partir para o blind date. “Não ficar apenas pela comunicação na Internet, mas falar uma ou duas vezes pelo telefone, pois a linguagem e a sonoridade criam um clima emocional. A voz transporta mais informação subliminar, sensitiva, do que a escrita”, explica, sublinhando que através da voz é possível sentir a irritabilidade do outro, ou antes a tolerância, percebendo se esta nos encanta e estimula ou antes nos desagrada.

É um passo importante, embora no final o que resulta de contactos pela Internet não seja muito diferente do tradicional encontro às cegas, como defende Judi James em A Linguagem da Sedução (Editorial Presença). Escreve: “O facto de terem conversado primeiro num site da Internet não conta para nada quando finalmente se encontram. Almas gémeas? Não me parece. A atracção física – ou falta dela – ainda tem geralmente a última palavra.”


Por Júlia Serrão

Agradecimento ao Site: http://www.maxima.xl.pt/

Moscatel de Setúbal novamente galardoado a nível internacional



Sivipa e Adega Venâncio da Costa Lima




Pela segunda vez consecutiva, a Venâncio da Costa Lima recebeu a Medalha de Ouro pelo seu Moscatel de Setúbal, no concurso internacional “Muscats du Monde”. No mesmo concurso, o Moscatel de Setúbal da Sivipa mereceu a Medalha de Prata.

A adega Venâncio da Costa Lima obteve novamente a Medalha de Ouro no concurso “Muscats du Monde”. Prémio com o qual já tinha sido premiado no ano passado, no mesmo concurso internacional.

Desta vez, o galardão foi para o Moscatel de Setúbal Reserva 2002 premiado com ouro, no concurso realizado em França, nos passados dias 17 e 18 de Julho, que avalia e premeia os melhores vinhos do mundo que são elaborados única e exclusivamente com a casta “Muscat”, que em Portugal é conhecida também por Moscatel de Setúbal. Este ano, competiram mais de vinte países num total de mais de 200 amostras provenientes de todo o mundo.

Este “é um prémio que muito orgulha a nossa casa e a também a região, confirmando, pelo segundo ano consecutivo, a qualidade que pretendemos ter no nosso Moscatel de Setúbal, amplamente reconhecido ao longo de quase cem anos de história”, revela a empresa.

Todas as garrafas do Moscatel de Setúbal - Venâncio da Costa Lima vão ser fornecidas, o mais breve possível, com a respectiva medalha deste concurso.

A adega Venâncio da Costa Lima localiza-se em Quinta do Anjo, onde funciona desde 1914. A sua principal actividade tem sido desde o início, a da produção e comercialização de vinho. A actualização tecnológica e a modernização dos equipamentos, têm vindo a permitir um aumento constante dos níveis de qualidade dos vinhos produzidos, mantendo as características tradicionais da região vitícola de Palmela.

Da sua produção merecem relevância, para além dos destacados, o vinho de mesa “Serrinha”, os Palmela DOC Colheita e Escolha e ainda os Moscatéis de Setúbal, nomeadamente o excelente Escolha 1998.

Também a Sivipa - Sociedade Vinícola de Palmela SA, foi distinguida neste concurso internacional, com uma Medalha de Prata pelo vinho generoso Moscatel de Setúbal 2006. De salientar que esta foi a quarta medalha de prata que este Moscatel ganhou durante o corrente ano (Paris, Bordeus, Coimbra e agora Frontignan).

A empresa encontra-se bastante satisfeita com a distinção alcançada, pois “mais uma vez conseguimos colocar o nosso Moscatel de gama normal (apenas 4 euros a garrafa) ao nível dos melhores do mundo, o que comprova que, tanto a empresa como a região possuem néctares de grande qualidade e bastante apreciados, não só em Portugal como também além fronteiras”.

Criada em 1964, por um grupo de homens ligados à vinha e ao vinho, a Sivipa tem a sua sede em Palmela. A Sivipa aposta na tradição do passado, no realismo do presente, e nas expectativas de um futuro cada vez mais virado para a qualidade dos seus produtos dos quais se destacam: “Regionais Terras do Sado”, “DOC Palmela”, “DOC Moscatel de Setúbal” e “DOC Arrábida Serra Mãe”, certificados pela Comissão Vitivinícola Regional da Península de Setúbal.


Agradecimento ao Site: http://www.osetubalense.pt/

Ser feliz é uma decisão


Uma senhora de 92 anos, delicada, bem vestida, com o cabelo bem penteado e um semblante calmo, precisou se mudar para uma casa de repouso.

Seu marido havia falecido recentemente e a mudança se fez necessária, pois ela era deficiente visual e não havia quem pudesse ampará-la em seu lar.

Uma neta dedicada a acompanhou.

Após algum tempo aguardando pacientemente na sala de espera, a enfermeira veio avisá-las que o quarto estava pronto.

Enquanto caminhavam, lentamente, até o elevador, a neta, que já havia vistoriado os aposentos, fez-lhe uma descrição visual de seu pequeno quarto, incluindo as flores na cortina da janela.

A senhora sorriu docemente e disse com entusiasmo: Eu adorei!

Mas a senhora nem viu o quarto... Observou a enfermeira.

Ela não a deixou continuar e acrescentou:

A felicidade é algo que você decide antes da hora. Se eu vou gostar do meu quarto ou não, não depende de como os móveis estão arranjados, e sim de como eu os arranjo em minha mente.

E eu já me decidi gostar dele...

E continuou: é uma decisão que tomo a cada manhã quando acordo. Eu tenho uma escolha, posso passar o dia na cama remoendo as dificuldades que tenho com as partes de meu corpo que não funcionam há muito tempo, ou posso sair da cama e ser grata por mais esse dia.

Cada dia é um presente, e meus olhos se abrem para o novo dia das memórias felizes que armazenei...

A velhice é como uma conta no banco, minha filha... De onde você só retira o que colocou antes.

.........................................

A lição de uma pessoa idosa e sem a visão dos olhos físicos é de grande profundidade e contém ensinamentos valiosos.

E o primeiro deles é que a felicidade é uma decisão pessoal.

Depende mais da nossa disposição mental do que das circunstâncias que nos rodeiam.

Cada pessoa tem, na intimidade, o potencial de armazenar as belezas que deseja ver em sua tela mental, ainda que ao seu redor a paisagem seja deprimente.

Para isso é preciso construir um mundo de felicidade nesse banco de lembranças que Deus ofereceu a cada um de seus filhos.

E quando se constrói um mundo de paz e felicidade, portas à dentro da alma, é possível compartilhar essa realidade com aqueles que nos cercam.

Assim é que se não temos em nossa vida os enfeites que desejamos, arranjemos tudo isso em nossa mente. É uma forma de ver as coisas com olhar positivo e otimista.

Além disso, como toda criação começa na mente, é bem possível que venhamos a concretizar esse sonho alimentado na alma.

Se você ainda não havia pensado nessa possibilidade, pense agora.

Comece, sem demora, a depositar felicidade na conta do banco das suas lembranças, para poder resgatar sempre que desejar.

Se você abrir a janela, pela manhã, e seus olhos físicos puderem ver apenas paisagens deprimentes, abra as janelas da alma e contemple um jardim em flor.

Respire fundo e sinta o perfume de jasmim, de rosas e cravos, ouça o canto dos pássaros que voam, ligeiros, pelo ar.

Perceba a brisa acariciando seu rosto, e curta a melodia dos grilos e cigarras que cantam para alegrar suas horas.

Decida ser feliz, ainda que seja uma felicidade que só você pode sentir. E lembre-se sempre: a felicidade não depende de como as coisas estão arranjadas, mas de como você as arranja na sua mente.



Recebido via e-mail do Site: www.portaldiabetes.com.br

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Era uma vez ...


Era uma vez um casal que fazia bodas de prata e estava também celebrando seus 60 anos de idade. Durante a celebração, apareceu uma fada e lhes disse:- Como prêmio por terem sido um casal exemplar durante 25 anos, concederei um desejo a cada um de vocês!- Quero fazer uma viagem ao redor do mundo com o meu querido marido - pediu a mulher. A fada moveu a varinha e... zás! As passagens apareceram nas mãos da senhora. Em seguida foi a vez do marido. Ele pensou um momento e disse:- Bem, esse clima está muito romântico mas uma chance dessas só se tem uma vez na vida. Então... desculpe, benzinho - disse, olhando para a esposa - mas meu desejo é ter uma mulher trinta anos mais jovem do que eu! A mulher ficou chocada, mas pedido é pedido: a fada fez um círculo com a varinha e... zás! O homem ficou com 90 anos!!!


Moral da estória: Todos os homens são sacanas, mas as fadas madrinhas são mulheres!!

O meu Obrigado ao Site: http://www.aindamelhor.com/

Reino Unido avança para a receita virtual

Quando se trata da gripe A, é uma vantagem estarmos na cauda da Europa, com menos casos do que a maioria dos outros países. Ou pelo menos devia ser, se formos capazes de aprender com os erros, os ensaios e as experiências daqueles que já foram obrigados a encontrar uma solução para os problemas com que andamos a moer a cabeça. Para além de que temos a obrigação de viver a situação da pandemia com mais serenidade do que aqueles que sofreram o primeiro embate, e provaram que não passa de uma gripe, altamente contagiosa é certo, mas de consequências benignas, na grande maioria dos casos.



Com mais 100 mil infectados só esta semana, e a previsão de uma explosão de casos mal o tempo arrefeça, o departamento de Saúde do Reino Unido anunciou um novo Serviço Nacional da Gripe: uma linha e um site que permitem que os doentes tenham acesso, caso se justifique, a medicamentos antivirais gratuitos, evitando assim a necessidade de uma consulta médica. Por outras palavras, vão ser passadas receitas virtuais, de forma a não sobrecarregar os centros de saúde e os hospitais.

O diagnóstico via telefone será conduzido por 1500 profissionais com formação específica, que farão um questionário ao doente de forma a saber se este tem, de facto, gripe A; quem opte pela internet, responde por escrito às mesmas perguntas. Caso, através de um ou de outro método de triagem, se conclua que está infectado e precisa de um antiviral, então é-lhe, atribuído um «número da gripe», que fica registado numa base de dados nacional de forma a impedir que se candidate a uma segunda dose, e a um «número de receita». Prescrição que deve ser aviada por um «Flue Friend», um Amigo na Gripe, alguém que não esteja doente e possa sair sem problema à rua.

Os responsáveis de saúde reconhecem, evidentemente, que haverá casos de abuso, mas acreditam que é um preço que vale a pena pagar porque vai permitir deixar os serviços de saúde disponíveis para quem deles realmente precisa.



Isabel Stilwell editorial@destak.pt

Agradecimento ao Site: http://www.destak.pt/

“Masturba-te com mais frequência”

Berlusconi suava mesmo só quando olhava para o
"torresminho"... !!!


Itália: Conselhos de Berlusconi à prostituta Patrizia D’Addario
“Masturba-te com mais frequência”


O
jornal italianoL’Espresso’ publicou ontem novas conversas escaldantes entre Silvio Berlusconi e a prostituta Patrizia D’Addario, entre as quais um conselho do primeiro-ministro: "Masturba-te com mais frequência."


A conversa mais quente foi gravada por D’Addario no dia seguinte a ter passado a noite com Berlusconi em Roma. Ela elogia o amante, dizendo que "um jovem teria acabado num instante" e que "há muito tempo que não estava com um homem assim. "Há meses que isto não acontecia, desde que deixei o meu namorado... achas normal?", pergunta. "Posso fazer uma sugestão?" responde, solícito, Berlusconi –
"Devias fazer sexo sozinha... devias masturbar-te com mais frequência."

A segunda gravação é mais antiga, e também mais inocente. Foi feita durante uma das primeiras visitas de D’Addario à Villa Certosa, na Sardenha, e nela ouve-se o primeiro-ministro a fazer uma visita guiada à propriedade, descrevendo a "fábrica de gelados", os "túmulos fenícios" e a "baleia embalsamada"
com que costuma surpreender os visitantes.

Além das novas transcrições, o ‘L’Espresso’ ataca ainda, na sua edição de ontem, os "vícios privados e virtudes públicas" do primeiro-ministro, que acusa de
"falsos moralismos".



Ricardo Ramos com agências

Agradecimento ao Site: http://www.correiodamanha.pt/


PIADA de Português no "conceito Brasileiro" da "coisa"...!!!

Há SEMPRE um PORTUGUÊS em qualquer lado do MUNDO...!!!

Um Turco pediu dinheiro emprestado para um Judeu. Acontece que o Turco se gabava de nunca ter pago uma dívida sequer e por outro lado o Judeu nunca havia perdido nenhum centavo em transação alguma.
Passava-se o tempo e o Turco enrolando e se escondendo do Judeu e este na captura do Turco. Até que um dia eles se cruzaram no bar de um português e começaram uma discussão. O Turco encurralado não encontrou outra saída, pegou um revólver encostou na sua cabeça e disse:
- Eu posso ir para o inferno mas, não pago esta dívida!
E puxou o gatilho, caindo morto no chão.
O Judeu não quis deixar por menos, pegou o revólver do chão, encostou na sua cabeça e disse:
- Eu vou receber esta dívida, nem que seja no inferno!
E puxou o gatilho, caindo morto no chão. O Português que observava tudo, pegou o revólver do chão, encostou na sua cabeça e disse:
- Pois eu, não perco esta briga por nada...




Agradecimento ao Site: http://www.aindamelhor.com/


Nota de 1lindomenino: as anedotas de Português no Brasil "são mais do que MUITAS"... !!! Talvez tantas e tão "abundantes" quantos os monumentos históricos e a cultura que "deixámos" por terras de Sta. Cruz. Mas, sem "ressentimentos" nem falsos "preconceitos" aquí está NUM BLOG de um Português uma das PIADAS que "tanto anima o Povão" Brasileiro... !!!
BE HAPPY... !!!

Relações


Relações humanas no ambiente de trabalho - assim deve ser o tratamento com superiores, subordinados, colegas e clientes.
1 - Respeite seu chefe imediato, colegas, subordinados e clientes - Quem respeita, será respeitado.
2 - Não corte a palavra de quem fala - Fale pouco, convicto e com segurança.
3 - Seja claro na comunicação - Fale somente o necessário e saiba ouvir.
4 - Cuide de não ferir o outro com reações agressivas - Controle suas emoções.
5 - Procure a causa de suas antipatias a fim de vencê-las - Conheça-se a si mesmo.
6 - Nunca dizer categoricamente: "Não concordo! Você está errado" - Dizer a mesma coisa com outros termos. A maneira como você diz é mais importante do que aquilo que você diz.
7 - Tente sempre enaltecer as qualidades positivas das pessoas, através do elogio - Assim você cativa amigos.
8 - Cuide de certas normas de etiqueta social; aplique-as corretamente - Exemplo: não fume na presença de quem não fuma.
9 - Tenha sempre um semblante alegre e sorridente - O sorriso contagia o ambiente.
10 - Mostre interesse pelos outros, por seus problemas, sua família, sua profissão - As pessoas gostam de receber atenção.
11 - Dê importância ao outro, por mais humilde que seja - Valorize as pessoas, é uma questão de respeito.
12 - Mostre, pela atenção, que gostaria de ser seu amigo - Dar atenção confere destaque à outra pessoa.
13 - Lembre-se sempre que ninguém nasce sabendo - Aprender é descobrir ignorâncias.
14 - Lembre-se que para galgar os degraus do sucesso é preciso, necessariamente, vender simpatia - Só vendendo simpatia é que se atrai amizades.
15 - Dialogar sempre - O diálogo aberto e sincero, amigo, é um dos imperativos para quem quer ser alguém na vida.
16 - Gostar daquilo que você faz é gostar de si - Auto-estima: gostar do outro e amar seu trabalho são ingredientes de sucesso nas relações humanas.



Autor Anônimo

Recebido via e-mail do Site: www.diabetenet.com.br

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Veja quais são os sintomas da gripe suína e como se prevenir


O vírus influenza A da gripe suína já se espalhou por todas as regiões do mundo, atingindo principalmente a América do Norte. Os Estados Unidos concentram o maior número de casos e de mortes, seguido pelo México --considerado o epicentro da doença.

No dia 11 de junho a OMS (Organização Mundial da Saúde) anunciou que a doença atingiu o nível de pandemia (epidemia generalizada). O termo tem relação apenas com a ampla distribuição geográfica do vírus, e não com a sua periculosidade.

Entenda quais são os sintomas e como a doença é transmitida

O que é o vírus da gripe suína?

A gripe suína é causada por um vírus de uma família de vírus que incluem influenza A, B e C. Esta doença é resultado do vírus influenza A, chamado de H1N1. Ele é diferente do H1N1 totalmente humano que circula nos últimos anos, por conter material genético dos vírus humanos, de aves e suínos, incluindo elementos de vírus suínos da Europa e da Ásia.

Quais são os sintomas?

Os sintomas são muito similares aos de uma gripe comum ou mesmo aos da dengue. O paciente com gripe suína tem febre acima de 39ºC, falta de apetite, dores musculares e tosse. Algumas pessoas com a gripe suína também relataram ter apresentado catarro, dor de garganta, náusea, vômito e diarreia forte.

O período de incubação da gripe --o tempo até que a pessoa desenvolva os sintomas-- é de entre 24 e 48 horas, embora não haja confirmação de um padrão para o atual surto.

Como a gripe é transmitida?

Em casos registrados nos últimos anos, a doença foi contraída por pessoas que tiveram contatos com criações de porcos, mas não há registro de que o mesmo tenha acontecido no atual surto. Ela está sendo da mesma forma que a gripe comum: por via aérea, de pessoa para pessoa, por meio de espirros e tosse. Os especialistas apontam que, normalmente, as partículas com vírus viajam por até um metro de distância.

As pessoas podem transmitir o vírus antes mesmo de sentir os sintomas e depois de já terem melhorado. Os vírus da gripe suína podem ser encontrados não apenas nas secreções nasais, mas nas fezes.

Os vírus da gripe também sobrevivem por dias ou até mesmo semanas em superfícies secas. Evidências apontam que as pessoas podem se contaminar ao encostar em superfícies contaminadas --como teclados e maçanetas-- e depois tocar nariz, olhos ou boca.

Como se prevenir?

A melhor maneira de se prevenir é evitar as formas mais comuns de contágio --contato com pessoas infectadas ou que apresentem os sintomas e contato com objetos de manuseio por muitas pessoas como maçanetas, teclados e telefones.

O governo mexicano, país onde o surto começou, aconselha que as pessoas evitem apertos de mão e beijos, além do uso de máscaras que cobrem o nariz e a boca ao sair nas ruas.

A União Europeia e Cuba recomendaram ainda que os turistas evitem viajar para os países e áreas infectadas pela gripe suína.

Quais os riscos da gripe suína?

Embora a Organização Mundial de Saúde (OMS) tenha pedido cautela diante do pânico criado pelo surto de gripe suína, os vírus da gripe são frequentemente fatais. A própria OMS estima que variações da gripe matem de 250 mil a 500 mil pessoas em um ano normal, número que aumenta significativamente durante pandemias.

As últimas pandemias --epidemias generalizadas-- ocorreram em 1968, 1957 e 1918.

A gripe pode matar também ao causar uma pneumonia ou ao deixar o sistema de defesa do organismo mais vulnerável a infecções bacterianas.




Amores de café


I

Se tiveres um problema que não consegues resolver, em que a solução não te é imaginável, a resposta estará sempre ao alcance da tua mão. Dependente de um pequeno esforço. Foi o que um dia li, algures.
Mas qual seria esta resposta que tinha tanto de simples como de milagrosa?
Bastar-te-ia pegares num qualquer livro e abri-lo ao acaso. Como que lançando nos dados o teu destino, a tua vida, as tuas decisões mais simples (não se entenda as mais fáceis). A primeira frase, o primeiro verso, a primeira palavra que rodopiasse em torno do teu olhar e te prendesse a atenção, num daqueles impulsos que sendo ocasionias também o são irresistíveis, seria a chave das tuas dúvidas.
Será de facto assim?

A tarde segue calma o seu curso. Os cadernos debaixo do braço mal conseguem disfarçar a tua falta de vontade em pegar neles. Pareces indiferente, distante. Devagar, particularmente devagar, segues pela rua fora, num ritmo que, sem dares por isso, te distingue dos demais. Aparentando decisão em chegar ao teu destino, não porque ele seja um local diferente do habitual, afinal trata-se do café ao lado da faculdade, não disfarças a distracção com as pessoas e a confusão da rua, com o colorido das montras. Sozinho no teu mundo, com os teus pensamentos, com as tuas piadas, chegas ao café. Sentas-te a um canto. À tua volta as imagens, o mundo do costume. O velho que, inexplicavelmente, está sempre a ler o mesmo livro empoeirado. A D. Júlia que parece viver atrás daquele balcãozinho afogado em jornais e revistas. Os artolas do grupo de fados que têm sempre uma guitarra portuguesa debaixo do braço e uns copos de vinho do Porto em cima da mesa. O sr. Artur, esse, já se confunde com o próprio café, com os cartazes que anunciam as francesinhas e os pratinhos de moelas, os espelhos baços e o ambiente que era tão peculiar.
Pedes-lhe um café. Outra coisa é que era de estranhar.
Pensas em ficar por ali um bocado, ler o jornal, blá, blá, blá. Banalidades. Mas a vida nunca, ou muito raramente, segue o curso que nós lhe queremos dar.
Ela entra pelo café dentro. Não de uma maneira qualquer, mas daquela maneira que só ela parecia saber. Nariz empinado, cabelo ondulado, e aqueles olhos... Aqueles olhos castanhos. Castanhos como só ela os tinha. Senta-se, a duas ou três mesas de ti.
Pensas nela, só nela. Não fazes ideia de quem era, apesar de todos os teus sentidos te dizerem que a conhecias desde sempre. Irónico.
Tinhas de fazer alguma coisa, mas não sabias o quê. As ideias, os sentimentos estavam perdidos no turbilhão que era, naquele momento, a tua cabeça. Ou seria o teu coração?

Queres um livro?


II


"Festival de oportunidades falhadas"- era o título d'A Bola naquele dia.
Lias o jornal tranquilo. Tomavas o café numa daquelas chávenas com desenhos ridículos. Sossegavas o espírito, pensavas tu. Pelo menos até os putos irromperem pela cozinha fora. Pousas o jornal e olhas para eles. O João e o Tiago.
Um homem por mais que fale, evite ou fuja, acorda sempre um belo dia com um par de filhos à volta, uma mulher ao lado (a Teresa) e aliança no dedo. E pergunta-se: "O que é isto?".
Tu sabes a reposta. Não por seres um sábio, mas por ela estar à tua frente. Já ali, à tua frente. Ela entra na cozinha. Sorri. Como em tempos, naquele café ao lado da faculdade.
É daqueles momentos que duram uma vida, uma eternidade. Momentos que deambulam pelas galerias da nossa memória e que trespassam a nossa alma nas alturas mais difíceis. Não só nessas, mas nessas sempre. Um sorriso, um olhar meigo, uma carícia no rosto. São estas pequenas coisas que nos fazem felizes. Especialmente felizes.


III


Tinhas estudado até tarde. O cabelo estava um pouco despenteado. As olheiras mal disfarçadas por debaixo dos teus óculos, denunciavam o teu cansaço. O sr. Artur traz-te o café. Ainda com a chávena a escaldar e com um copo de água. Daquela água que nós nem queremos saber de onde vem.
Um impulso. Era isso que te bastava. Um pequeno impulso. Mas aquelas duas ou três mesas pareciam mil. Ela, apesar de estar ali tão perto, parecia inatingível.
Tomas o café nervoso. Ficas mais nervoso ainda. Num frenesim folheias os teus cadernos. Não lhes consegues prestar atenção. A devida. As páginas passavam sem tu lhes dirigir um olhar. Um único que seja. Sabes que precisas de pouco. Muito pouco mesmo. Mas mesmo esse pouco escapa-te. É pouco, mas não é insignificante.
Vais ganhando força. Instante a instante pareces mais decidido, mais forte. Falta-te cada vez menos. Cada vez menos. Começas a levantar-te.
Ela levanta-se, vai ter com o sr. Artur, paga e sai.
Ficas-te a meio caminho. Sem saber o que fazer. Sentas-te. Arrependes-te. Agonizas sozinho com a tua indecisão. Culpas-te a ti. Só a ti.
O velho parou de ler aquele livro empoeirado. A D. Júlia, essa, já fechou o quiosque. O sr. Artur pede-te o dinheiro do café. A tarde já ia alta.


IV


Há razões que a própria razão desconhece. O amor também se conhece mal. Também ele tem os seus segredos e mistérios. Cabe-nos a nós, a ti, tentar descobri-lo, explorá-lo. Foi isso que fizeste. É isso que fazes, espero.

Tinhas vestido aquele casaco cinza, um pouco manhoso, que te assentava mal nos ombros. As calças eram as da véspera, mas sendo um pouco compridas demais disfarçavam a lama que trazias nas botas. Tinha chovido naquela noite.
Pedis-te um café. Hábitos.
Estavas irrequieto, inseguro. A expectativa angustiava-te. Viria? Aguardas...
Ela entra. Igual a si própria. Senta-se e pede um café. Hábito? Sorri, ou melhor, torna a sorrir. Um sorriso timido, mas sincero. Daqueles que parecem um nada, mas que te revelam um mundo.
Estavas decidido que hoje havia de ser diferente. Porquê? Porque sim. Porque há coisas que não se explicam, uma vez que não se entendem. Sentem-se. Só se podem sentir. E muito! Muito mesmo.
Lá no fundo sabias o que tinhas fazer e ias fazê-lo, fizeste-o. Mais do que isso Levantas-te. Aproximas-te dela. Não estava longe, nem demasiado perto. Estavas com um ar estúpido, mas sincero. Atrevido, mas sem nunca parecer provocador.
"Posso?"-perguntas. O que esperavas? Que ela dissesse sim? Talvez não, mas disse-o. Inexplicavelmente, virias a sabê-lo mais tarde, mas disse-o. Falaram sem se aperceberem como, sem saberem porquê. Pareciam velhos conhecidos, sendo estranhos. Profundamente estranhos. Intimamente estranhos.
Sorris. Ela também.
Pormenores, podem os outros dizer. Amor, respondes tu. E ela também.




Vitor Oliveira

Agradeço de coração ao Site: http://www.portugal-linha.pt/

Freddie Mercury and Montserrat Cabballé - Barcelona

Nota de 1lindomenino: uma recordação do passado, numa das mais lindas músicas da tenor espanhola e do vocalista dos QUEEN. Da minha parte, também, a lembrança da mais LINDA cidade que visitei no Mundo. BARCELONA é, de facto, um "MUNDO ÀPARTE"... !!!

Feira de Sant’Iago abre portas no sábado nas Manteigadas


A melhoria das infra-estruturas do recinto e um cartaz diversificado, que inclui Gabriel, o Pensador, são as principais novidades da Feira de Sant’Iago, com o tema “Setúbal é um mundo de oportunidades”.

A Feira de Sant’Iago que começa já no sábado e prolonga-se até 9 de Agosto, no Parque Sant’Iago, é organizada pela Câmara Municipal e pela Associação Parque Sant’Iago – Parque de Exposições.

O vereador André Martins, que apresentou, ontem de manhã, as principais novidades desta edição salientou o esforço que tem vindo a ser feito “progressivamente para melhorar as condições para público e feirantes”. Entre as novidades conta-se a pavimentação de todo o recinto, ou seja, vias de circulação e zonas de diversões, a reabilitação de toda a estrutura eléctrica do parque, um reforço de arborização e a criação de zonas verdes.

“Setúbal é um mundo de oportunidades” é o tema do certame com o objectivo, frisou o autarca, de “chamar a atenção da população para o potencial da riqueza que o concelho tem. O pavilhão institucional da Câmara Municipal vai reforçar nos setubalenses o sentimento de que é possível acreditar em Setúbal”.

O pavilhão, instalado logo após a entrada principal do recinto, tem a função multimédia, onde, em ecrãs tácteis, vai ser possível ter acesso a informações sobre grandes projectos da região, como o plano de recuperação da frente ribeirinha, a regeneração do centro histórico, projectos e obras em execução para a renovação da circulação viária, planos para os pólos tecnológico, comercial e logístico e diversos estudos de planeamento urbanístico, caso da elaboração do PDM de segunda geração.

O “Palco Amarsul” que é o local destinado a actuações de artistas como Gabriel, o Pensador, Jorge Palma, Rouxinol Faduncho e 4 Taste terá 20 metros de largura, sendo o maior de sempre nas edições do certame. Será em formato orbital para melhorar os registos acústicos, garantindo, ainda, melhores condições técnicas aos próprios artistas.

O vereador realçou, igualmente, o programa de um terceiro espaço, o “Palco do Mundo”, destinado a música de diversas proveniências e que,além da divulgação de diferentes culturas, representa, em simultâneo, uma oportunidade para os imigrantes divulgarem as suas culturas e se entrosarem ainda mais com a comunidade local”.

Como é habitual está assegurado o transporte pendular para o certame através de “navetas” de apoio. Um dos percursos tem início junto da paragem de autocarros em frente do Banco Pinto & Sotto Mayor, na avenida Luísa Todi, enquanto o outro começa na Quinta da Varzinha.

As viagens custam 50 cêntimos e saem com uma periodicidade de 30 minutos, intensificando-se, entre as 20 e as 22 horas, a regularidade das saídas para 15 minutos nos veículos cujo trajecto tem início na avenida Luísa Todi. Um transporte adaptado para pessoas com dificuldade de locomoção está também ao serviço de população, sendo gratuito e acessível através do número 912 644 769.

A Feira de Sant’Iago, com inauguração oficial marcada para este sábado, às 21 horas, está aberta ao público entre as 14 e a 1 hora, de domingo a quinta-feira, e das 14 às 2 horas, às sextas e sábados.

A “Kumpania Algazarra” vai iniciar no sábado, às 22 horas, o programa musical. No domingo, os fados animam os visitantes do certame com a presença de Georgette Jesus, Fernando Machado, Maria Madalena, Inês Duarte e Neide Pereira, acompanhados por Custódio Magalhães, Vítor Pereira e Vítor Pereira Júnior. Jorge Palma, Miguel Guerreiro, 4Taste, Toy, Rouxinol Faduncho e Gabriel o Pensador são alguns dos nomes que actuam nas duas semanas da Feira de Sant’Iago.



Agradecimento ao meu "tri-semanário" mais querido e com o


Pré-Época do VFC - Setúbal continua “sem sobressaltos


Sadinos vencem Torrense (3-1)


O V. Setúbal derrotou, esta quarta-feira, o Torreense, por 3-1, em jogo de preparação para a nova época.

Os sadinos adiantaram-se no marcador por Adul, mas ainda permitiram a igualdade à equipa de Torres Vedras, que marcou por Cláudio Oeiras.

Vasco Varão, ainda antes do intervalo, voltou a colocar a equipa comandada por Carlos Azenha em vantagem. Na etapa complementar, Regula, de grande penalidade, confirmou o triunfo.


Obrigado ao Site: http://www.abola.pt/


Nota de 1lindomenino: aos “poucos e poucos” e sem “cometer loucuras”, o Vitória de Setúbal continua a preparar a NOVA época. Sinceramente, acredito no técnico Carlos Azenha e no (quase) Presidente Fernando Oliveira e nas “escolhas” que têm vindo a fazer para REFAZER o plantel.
Já disse há algum tempo: é bastante melhor apostar em quem tem honra de representar o quase centenário VFC do que contratar “mercenários” para fugir ao “menor sobressalto salarial”. Afinal, há uma “montanha de empresas” que, por vezes, não pagam salários e RARAS vezes vejo os trabalhadores “debandarem” como os jogadores “milionários” do futebol. Será que são trabalhadores “mais sensíveis”...?!...

Internet Lenta? Tá explicado!


Olha aí como as companhias telefônicas cuidam da web no Brasil...

Veja que rede bem feita e como o dono está gordinho.

Agradecimento ao Site: http://risoemfoto.blogspot.com/

Mesa Limpa


Um dos problemas que sempre afetam a eficiência de uma pessoa é a organização de sua mesa de trabalho, cujo sintoma mais evidente é o excesso de papéis esperando sua atenção e ação. Perder tempo procurando papéis, revisando arquivos e pastas, manuseando repetidas vezes os mesmos papéis na busca de um documento perdido.

Além da perda de tempo causada pela distração visual por ter excesso de papéis não necessários em sua mesa, isso gera uma sensação de peso, de desespero, da continua busca pela tarefa inacabada. Algumas pessoas, erroneamente, interpretam que uma mesa cheia de papéis é símbolo de importância e indispensabilidade de seus cargos. No entanto elas devem se lembrar que este hábito pode indicar desorganização, indecisão insegurança, prioridades confusas e incapacidade de terminar tarefas dentro dos prazos.




Autor Anônimo

Recebido via e-mail do Site: www.diabetenet.com.br