POR UM PORTUGAL DIFERENTE

POR UM PORTUGAL DIFERENTE
ABRIL VIRÁ...!!!

EXPERIMENTE... VÁ ATÉ LÁ!

MUDAR...

Estrela - DestaquesNinguém pode ser escravo de sua identidade; quando surge uma possibilidade de mudança é preciso mudar. (Elliot Gould)

Frases e Mensagens -

NÃO HÁ ACORDO...!!!...

NÃO HÁ ACORDO...!!!...
... Português há só UM...!!!

TRADUÇÃO/TRANSLATE/TRADUCION

SEM IMITAÇÕES...

ACREDITE...

"Nunca faça graça de graça. Você é humorista, não político."

A Hora em Poá (BRASIL)

"Nada descreve melhor o caráter dos homens do que aquilo que eles acham ridículo."

VELHO PROVÉRBIO PORTUGUÊS

"Dois olhos vêem mais do que um só."
Veja Frases para Orkut - Kifrases.com

LOVE, love, LoVe

OvEr ThE RaInBoW

1lindoMENINO ...

Verdade, Verdadinha...!!!

zwani.com myspace graphic comments

1lindomenino

Menininhas e inhos venham a mim...

Posting

Photo Flipbook Slideshow Maker
PORTUGAL é "isto"... e MUITO MAIS...!!!

António GEDEÃO


Eu, quando choro, não choro eu. Chora aquilo que nos homens em todo o tempo sofreu. As lágrimas são as minhas mas o choro não é meu.A.GEDEÃO

SEJA ASSIM... COMO EU!

recadosparablogseorkut.com


Mais Um(a)...!!! OBRIGADO...!!!

sábado, 1 de agosto de 2009

Só mais uma piada sobre o “puder”


O guarda vê um homem estacionando seu carro em local proibido e pede:
- Tire o carro e pare em outro lugar. Não está vendo a placa de "proibido estacionar"?
- Estou - responde o motorista.
- E então?
- Então... Vá tomar banho!
O guarda algema o indivíduo sem mais nem menos e o leva até a delegacia:
- Olha que engraçadinho, delegado. Mandei tirar o carro de um local proibido e ele me mandou tomar banho!
- Ah, é? - diz o delegado com ironia - E eu? O que você vai mandar?
- Você eu vou mandar tomar no cu! - diz o cara.
O delegado fica furioso, dá um bofete no cara e fala:
- Leva para os fundos e põe o vagabundo no pau-de-arara!
O policial leva o homem até uma salinha e o pendura de ponta-cabeça, quando a carteira do cara cai do bolso aberta no chão: "JUIZ FEDERAL".
Correndo, o guarda volta à sala do delegado e diz:
- Doutor. O homem é JUIZ FEDERAL !
- JUIZ FEDERAL? Ai, ai, ai... E agora? O que nós vamos fazer?
- Bom... eu vou tomar meu banho...



Agradecimento devido ao Site: http://boaspiadas.blogspot.com/

Sofia Barbosa e Paulo Carvalho - "Mãe Negra"

Mar

Partida: vidas e corações "destroçados"


No mar te vejo partir,
Para a guerra tu vais
Podes até nunca mais vir,
Mas o meu coração por ti bate cada vez mais.

O mar faz-me relaxar
Faz-me até esquecer,
Que te podem matar
E eu te posso perder.


Escrito por Jessica Albertina

Poema publicado (meu Agradecimento) no Site:


Bobby Robson morreu - Portugal e os Portugueses ficam SEM MAIS UM GRANDE AMIGO...!!!


Antigo treinador de Sporting e F.C. Porto falece aos 76 anos



Bobby Robson morreu ontem, sexta-feira. O antigo jogador e treinador tinha 76 anos e faleceu após uma longa batalha contra o cancro. Robson treinou em Portugal o Sporting e o F.C. Porto, onde foi duas vezes campeão.

«Perdeu a sua longa e corajosa batalha contra o cancro e morreu, em paz, na manhã de hoje, na sua casa do condado de Durham, com a mulher e a família ao seu lado», comunicou esta manhã a família de Robson.


Nascido a 18 de Fevereiro de 1933, Bobby Robson distinguiu-se como jogador no Fulham e no West Bromwich, como extremo ou segundo avançado, tendo vestido por 20 vezes a camisola da selecção inglesa.

A carreira de treinador começou em 1968 e ganhou notoriedade quando chegou a seleccionador da Inglaterra, em 1982. Era ele que estava no banco no Mundial 86, quando Maradona fez a dupla maldade à Inglaterra: o golo com a mão e depois o golo de génio. Foi ele que levou a selecção às meias-finais do Mundial 90.

Nesse ano mudou-se para o PSV Eindhoven, onde esteve duas épocas. Seguiu-se o Sporting. Chegou em 1992, com um jovem tradutor ao seu lado, de nome José Mourinho. Saiu em Dezembro de 1994, despedido por Sousa Cintra após a eliminação europeia frente ao Casino Salzburgo e substituído por Carlos Queiroz.

O F.C. Porto não perdeu tempo e contratou-o. Rumou a Norte, também com José Mourinho. Nas Antas conquistou o título de campeão nacional em 1995 e 1996, numa segunda época em que se viu já afectado pela doença que combateu durante tantos anos.

O adeus a Portugal aconteceu no final dessa época. Robson foi chamado pelo Barcelona para substituir Johan Cruiijf e viajou, sempre com Mourinho ao seu lado. Ficou uma época no banco no Camp Nou, com a equipa onde brilhou um Ronaldo fenomenal, onde estavam Figo, Baía e Fernando Couto, e que venceu a Taça das Taças.

Na temporada seguinte foi substituído por Van Gaal, ocupando ainda um cargo na estrutura do clube catalão. Em 1998, voltou para o PSV, para apenas mais uma época, na sua última experiência fora das Ilhas Britânicas. Seguiu-se o Newcastle, a que esteve ligado até 2004. Nos últimos anos a doença debilitou-o e afastou-o dos relvados, mas não do futebol.

Foi conselheiro da Irlanda e manteve-se sempre atento, com a jovialidade e o humor que sempre o caracterizaram. Também ao futebol português, com o qual nunca perdeu a ligação.

Ainda no domingo, Bobby Robson esteve em Saint James Park, o estádio do Newcastle, a assistir a um Inglaterra-Alemanha com fins de caridade, uma reedição da meia-final do Mundial de Itália.


Agradecimento ao Site: http://www.maisfutebol.iol.pt/


Nota de 1lindomenino: morreu ontem, Sexta-Feira, "Sir" Bobby Robson. Faleceu depois de uma "longa jornada" de luta contra um câncer. Desapareceu, assim, um "Senhor" do Futebol Mundial e, também, um homem vertical e de enorme coração. Portugal PERDEU mais um AMIGO... !!!

So long, SIR... !!!

A melhor decisão


Quando você sempre tem medo de tomar uma decisão errada, você está constantemente antecipando o fracasso. Atrasar ou evitar tomar uma decisão, por causa dos problemas que podem vir a ocorrer, coloca você numa posição negativa. Quando você é controlado pelo medo, você focaliza somente o lado negativo. Quando você evita tomar uma decisão, você se transforma em observador passivo e vítima.

Sucesso e conquistas surgem da ação. Para agir, você deve primeiro decidir-se a agir.
Não deixe que o medo de tomar a decisão errada o obrigue a não tomar decisão alguma.

É bem provável que você não tome uma decisão perfeita.
Ao invés da perfeição, procure tomar a melhor decisão possivel, baseando-se nas informações disponiveis no momento e na direção que você mesmo havia preestabelecido.

Vamos lá ! Tome a decisão. Aja. Se acontecer de você tomar uma decisão errada, você tem todas as condições de entender isso e fazer as correções necessárias. Torne-se um participante positivamente ativo no seu próprio futuro. Decida o que tem que ser feito - e faça-
o.


Recebido por e-mail do Site: www.diabetenet.com.br

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Cancão do Mar - Dulce Pontes

Nota de 1lindomenino: "todos os condimentos" reunidos nesta belíssima canção Portuguesa e Mundial. Excelente na voz e na interpretação da Dulce Pontes.

Fiquem com 'esta": Português de 7 anos já deu 15 conferências sobre o Universo


André quer ser neurocirurgião e discursa este sábado no Museu da Ciência, em Lisboa



Já deu mais palestras (15) do que os anos de vida que tem (7) e este sábado vai estar no centro das atenções no Museu da Ciência, em Lisboa, onde vai proferir mais uma comunicação, agora sobre «O Nascimento do Universo», no âmbito da XVI Astrofesta.

André Roque frequenta o 4.º ano na Escola de Lamaçães, em Braga, e já tem as metas profissionais bem definidas: «Um dia gostava de trabalhar no Instituto de Nanotecnologia para fabricar nanobotes e mandá-los para Marte para converterem a atmosfera. Trinta metros da superfície de Marte é pó. Se escavarmos penso que se encontrará água. Já na Lua é improvável viver», garante, em entrevista ao «JN».

Os conhecimentos do pequeno génio já foram partilhados em 15 palestras por escolas e bibliotecas de Braga.

Garante que já leu 814 livros (os de aventuras são devorados em duas horas) mas não esconde a predilecção pela ciência, física e matemática e acredita na vida extra-terrestre.

«O Universo é enorme. Tem de haver, pelo menos, alguma vida lá. Podem ser bactérias, seres minúsculos, sem cor. Também podem ser bonequinhos verdes com antenas», conclui, entre risos.

Os últimos capítulos do livro «Viagem M31» que está a escrever preenchem-lhe uma parte do tempo. A história versa sobre «Filipe, o condutor do foguetão antimatéria (. . .) a antimatéria destrói tudo. Só pode guardar-se num frasco feito de antimatéria. O Filipe viaja porque tem um fato feito de antimatéria». A acção desenrola-se em 3097!

Este sábado André viaja em Lisboa do Big Bang aos nossos dias amparado em 100 slides.



Agradecimento ao Site: http://www.tvi24.iol.pt/

Nota de 1lindomenino: ai está um "cérebro"... !!! Será uma jogada "eleitoral" e de quem será...?! Hummm... vamos esperar... !!! Não é que ainda esperamos por El-Rei Dom Sebastião... ?! Porque não "esperar" pelo "puto"... ?! Promete, este André, Português de Braga... !!!

Corno em grande escala (PIADA, hein... há mesmo "cornos"...?!)




- Meu bem - disse o marido - há 20 anos estamos casados, vamos fazer um jogo da verdade?
- O que é isso?
- Com sinceridade, quantas vezes você me traiu?
- Que brincadeira besta, isso não vai dar certo.
- Sem problema. Nós nos amamos, não é verdade? Vamos lá, vamos dizer tudo agora.
- Eu não gosto dessa brincadeira, mas tudo bem. Você começa.
- Pois bem, você lembra da professora boazuda do nosso filho?
- Seu cachorro! Você mentiu pra mim! Você jurou que nada tinha acontecido entre vocês!
- Pois é. Aquele corpo foi todo meu
- E depois?
- Lembra da secretária do nosso dentista?
- Aquela loira com um corpo escultural?
- Pois é. Aquele corpo foi todinho meu.
- Aquela tua amiga linda de morrer...
- Oh, não! Ela também?
- Pois é. Aquele corpo foi todinho meu.
- Seu sem vergonha! Você sempre se defendeu dizendo que nunca tinha feito nada!
- Pois é, peço desculpas. Agora é você quem diz a verdade, quantas vezes você me traiu?
- Uma só, um só dia.
- Puxa! Uma só?
- Pois é.
- Quem?
- Sabe aquele Corpo de Bombeiros em frente de casa? Pois é... aquele Corpo foi todinho meu..





Comparando


Você precisa amar a si mesmo antes de poder amar qualquer outra pessoa. Precisa acreditar nisso se quiser se aprimorar. Quando somos autocríticos demais, tendemos a nos ressentir com as pessoas que estão se saindo melhor do que nós. Ou seja, quando os outros estão se saindo bem em alguma coisa, nós nos sentimos pouco à vontade, e então criticamos.

Na verdade, essas críticas não têm nada a ver com os outros, mas com o conceito que temos de nós mesmos... Quando vemos apenas nossos defeitos, esperamos que os outros também vejam apenas os nossos defeitos. Por isso, a triste verdade é que sempre estaremos esperando ser rejeitados.

Compararmos nós mesmos com os outros é uma armadilha. Sempre haverá pessoas mais talentosas, ricas, inteligentes, espirituosas e populares do que nós. Nossos pais, professores, amigos e parceiros podem dizer: "Por que você não age como fulano?". E a resposta deve ser só uma: "Porque eu não sou fulano!"... Em algum ponto, cada um de nós deve concluir: "Eu sou uma pessoa única. Não tenho de ser uma xerox de ninguém!".

E mais! Podemos afirmar: "Não sou perfeito, mas estou fazendo o melhor que posso com a informação disponível. Estou tentando me tornar uma pessoa melhor e me aceito como sou no momento"...

Quando paramos de viver nos comparando com os outros, nos sentimos livres para apreciar - e elogiar - as pessoas... Amar a si mesmo não é ficar se gabando para todo mundo. É uma questão de auto-aceitação, de ter noção de suas qualidades tanto quanto de seus defeitos.



Andrew Matthews, no livro "Faça Amigos"


Recebido via e-mail do Site: www.portaldiabetes.com.br

quinta-feira, 30 de julho de 2009

C. Ronaldo: whisky criado à medida do jogador

Será que ela já está à procura da "bebida rara"...?! Hummmm...

Bebidas raras não estarão à venda no mercado


Obama, Oprah e Homer Simpson terão a mesma honra


Cristiano Ronaldo vai ter um whisky criado à sua medida. O especialista da marca Whyte&Mackay, que está na indústria há mais de 40 anos, vai criar whiskies irrepetíveis, baseados nos gostos e na personalidade de determinadas personalidades. E o craque português é um deles.

O master blender da Whyte&Mackay, Richard Patterson, criou as formulas com base nos gostos e personalidade de Barack Obama, Nelson Mandela, Oprah Winfrey, Marilyn Monroe, Cristiano Ronaldo e até Homer Simpson.

No caso do jogador mais caro do mundo, Cristiano Ronaldo, trata-se de «um blend jovem e atrevido. Esta é uma bebida de ritmo acelerado, muito fácil de beber. Tem o seu preço mas a sua performance no palato explica o porquê», revela a empresa em comunicado.

Já para o presidente dos EUA, Barack Obama, foi criado «um whisky encantador que deixa quem bebe a sentir-se no topo do mundo. Tem um verdadeiro dinamismo associado e o sabor não será esquecido tão facilmente».

Para o Nobel da paz, Nelson Mandela, o whisky foi criado a partir de alguns Maltes da Whyte & Mackay que foram envelhecidos em cascos por um período significativo de anos. «Uma vez aberto, este Whisky liberta um incrível aroma sendo um número surpreendentemente vivo».

A carismática apresentadora de TV Oprah Winfrey, já considerada a mulher mais influente do show biz também teve direito a um whisky próprio, que, de acordo com a empresa criadora, é «provável que este seja o Blend favorito, especialmente entre as mulheres, graças aos seus sabores generosos. É leve e floral, mas ao mesmo tempo uma bebida ponderada».


SHE is very, very pretty... !!! Isn't she...?!

A diva do cinema Marilyn Monroe tem direito a um whisky «de aspecto muito pálido». Um blend «misterioso e sedutor. Contém notas de flirt que dão início a um caminho muito mais misterioso e profundo no sabor».

Para o personagem animado Homer Simpson, não podia ser criado um whisky clássico. Pelo contrário, no seu caso, o whisky «está longe da subtileza. Não há forma de fugir aos sabores que se assemelham a um soco no estômago. É uma bebida que não pede desculpas e quem a bebe não terá dúvidas de que se trata de um trago redondo».

Segundo o especialista, «estes whiskies são raros. Deste modo não vão estar à venda no mercado».



Adversidades


Ela era uma garota que vivia a se queixar da vida. Tudo lhe parecia difícil e se dizia cansada de lutar e combater.

Seu pai, que era um excelente cozinheiro, a convidou, certo dia, para uma experiência na cozinha.

Tomou três panelas, encheu-as com água e colocou cenouras em uma, ovos em outra e pó de café na terceira.

Deixou que tudo fervesse, sem nada dizer. A moça suspirou longamente, imaginando o que é que seu pai estava fazendo com toda aquela encenação.

Depois de tudo fervido, o pai colocou as cenouras e os ovos em uma tigela e o café em outra.

O que você está vendo?, perguntou.

Cenouras, ovos e café, respondeu ela.

Ele a trouxe mais perto e pediu-lhe para experimentar as cenouras. Ela notou como as cenouras estavam macias.

Tomando um dos ovos, quebrou a casca e percebeu que estava duro. Provando um gole de café, a garota sentiu o sabor delicioso. Voltou-se para o pai, sorriu e indagou: O que significa tudo isto, papai?

É simples, minha filha. As cenouras, os ovos e o café ao enfrentarem a mesma adversidade, a água fervendo, reagiram de formas diferentes.

A cenoura entrou na água firme e inflexível. Ao ser submetida à fervura, amoleceu e se tornou frágil. O ovo era frágil. A casca fina protegia o líquido interior. Com a água fervendo, se tornou duro. O pó de café, por sua vez, é incomparável. Colocado na água fervente, ele mudou a água.

Voltando-se para a filha, perguntou o homem experiente:

Como é você, minha filha? Quando a adversidade bate à sua porta, você reage como a cenoura, o ovo ou o café?

Você é uma pessoa forte e decidida que, com a dor e as dificuldades se torna frágil, vulnerável, sem forças? Ou você é como o ovo? Delicada, maleável, casca fina, que, com facilidade se rompe. Ao receber as notícias do desemprego, de uma falência, da morte de um ser querido, do divórcio, se torna dura, inflexível?

Quanto mais sofre, mais obstinada fica, mais amarga se torna, encerrada em si mesma? Ou você é como o café, que muda a água fervente, motivo da dor, para conseguir o máximo de seu sabor, a cem graus centígrados?

Quanto mais quente a água mais gostoso se torna o café, deliciando as pessoas com o seu aroma e sabor.

Se você é como o pó de café, quando as coisas vão ficando piores, você se torna melhor e faz com que as coisas em torno de você também se tornem melhores.

A dor, em você, tem o condão de a tornar mais doce, gentil, com mais capacidade de entender a dor alheia.

Afinal de contas, minha filha, como é que você enfrenta a adversidade?

...................................

A dor pode ser comparada ao instrumental de um hábil escultor.

Com destreza e precisão técnica, ele toma de uma pedra dura como o mármore, por exemplo, e pacientemente a transforma em uma obra de arte, para encanto das criaturas.

A beleza da pedra só aparecerá aos golpes duros do cinzel, na monotonia das horas intermináveis de esforço e trabalho.

Assim como a pedra se submete à lapidação das formas para se tornar digna de admiração, somente os corações que permitem à dor esculpir sua intimidade, adquirem o fulgor das estrelas e o brilho sereno da lua.


Recebido via e-mail do Site: www.portaldiabetes.com.br

quarta-feira, 29 de julho de 2009

NOVO RODÍZIO DE "CARNES": Sexo «tipo» rodízio na Alemanha



Nova formula usada pelos bordéis alemães causa polémica e autoridades são obrigadas a agir



Na Alemanha a prostituição está legalizada mas, mesmo assim, parece haver limites ao negócio. Para combater a crise, surgiu um novo tipo de bordel que oferece, em troca de um valor fixo (70 euros), «sexo ilimitado». Ou seja, «tipo rodízio». A notícia é avançada pelo site da BBC.

Os anúncios publicitários a estes espaços fizeram levantar um coro de protestos, lê-se na mesma notícia. Incluindo o próprio secretário de Justiça do Estado de Baden-Württemberg, Ulrich Goll, que se mostrou indignado: «Se levarmos o anúncio a sério, podemos concluir que há uma violação da dignidade humana das prostitutas que lá trabalham». Várias entidades de defesa dos direitos humanos e até representantes da Igreja também já criticaram este tipo de oferta.

Polícia no terreno

Perante as criticas e as suspeitas de que haveria uso de prostitutas «ilegais» levou a polícia a realizar uma grande operação, no passado domingo. Mais de 700 polícias passaram a pente fino vários bordeis, em quatro cidades alemãs. Foram detidas 10 pessoas.

Dois dos espaços foram fechados por falta de condições sanitárias e um por «prostituição forçada».

Os bordeis «Pussy Club» são os principais defensores da nova fórmula de negócio e o slogan é claro: «Sexo com todas as mulheres, quantas vezes quiser e como quiser».





Agradecimento ao Site: http://www.tvi24.iol.pt/




Nota de 1lindomenino: "nestas" e "noutras" coisas os Alemães são "pão-pão/queijo-queijo", quer dizer, neste caso, são MAIS do TIPO "carne-carne/rodízio-rodízio".


PORCA MISÉRIA... !!!

Manchester City: Tevez lesiona-se... no duche (o tal Tevez que "tevez" no Corinthians...)

Esta FOTO é um "exclusivo" de 1lindomenino. Foi-nos enviada pela mãe do craque pois é aquela em que "ele tá melhorzinho"... !!!
Avançado é notícia por um motivo insólito



Carlos Tevez já deu muito que falar neste Verão, mas desta vez a notícia não é mais uma troca de palavras entre os rivais de Manchester a propósito da transferência do avançado argentino. O motivo é bem mais prosaico. Tevez está lesionado, porque... caiu no duche.

Aconteceu em Durban, durante a digressão do Manchester City pela África do Sul. Tevez escorregou enquanto tomava banho no seu quarto e lesionou-se no tornozelo. Um porta-voz do clube já confirmou o acidente insólito, mas diz que o avançado não deve ter de parar mais de uma semana.


Agradecido ao Site:
http://www.maisfutebol.iol.pt/

Carlos Paredes - Verdes Anos

Nota de 1lindomenino: não quis deixar de passar aquí um comentário a este Vídeo. Diz assim:

"Ikions (3 semanas atrás)
Uma das melhores músicas feitas em Portugal, se não a melhor, feita e tocada por um grande génio, infelizmente já falecido. Infelizmente, a música e as tendências de hoje em dia "ignoram" o nosso grande passado cultural. Vamos mudar tudo isso: vamos honrar este grande músico e toda a sua música! Vamos divulgar o belo passado português!"

Tá dito...!!!

Pesquisa disseca o universo das piadas




Mestrando do IEL analisa anedotas regionais sobre gaúchos, mineiros, paulistas e cariocas



O leitor pode conhecer aquela piada do gaúcho com o mineiro, mas dificilmente terá refletido sobre as sutilezas empregadas na construção dessas pequenas peças literárias para que elas o façam rir. “Este trabalho nasce de uma preocupação banal e um tanto cômica: explicar piadas. E isso, no fundo, não tem a menor graça. Textos curtos com graus variados de complexidade, as piadas podem deixar um analista bastante neurótico”, afirma Gustavo Conde, bem humorado, na introdução da dissertação de mestrado Piadas regionais: o caso dos gaúchos, defendida junto ao Instituto de Estudos da Linguagem (IEL) da Unicamp. Apesar dos gaúchos no título, o mestrando incluiu na pesquisa os mineiros, paulistas e cariocas, respeitando o ranking de preferências no anedotário nacional.

Conde alerta que nem todas as piadas selecionadas para o trabalho são hilárias, visto que a preocupação de um lingüista é mostrar a estrutura semântica do humor, o emaranhado de detalhes cenográficos, enunciados, ambigüidades lexicais, sintáticas e fonológicas, o “caráter” do interlocutor, o tom da narração. Tecnicamente, trata-se de análise do discurso, sustentada em teóricos como Michel Pêcheux e Dominique Maingueneau, sendo que a semântica e a pragmática também marcam presença através dos trabalhos de Victor Raskin e Paul Grice. Freud, outro que procurou explicar a essência das piadas, contribui com Os chistes e sua relação com o inconsciente, livro publicado há 100 anos. “Freud analisou uma relação de ‘chistes’, sempre pensando no inconsciente como fator determinante para esse tipo de prazer. Para ele, o prazer psíquico era proporcionado pela brevidade da piada, uma brevidade de tipo especial”, resume o mestrando.

Foco é estrutura semântica do humor

O professor Sírio Possenti, do IEL, é o orientador da dissertação. Autor de várias publicações na mesma linha de pesquisa, Possenti vê a piada como um fenômeno da linguagem dotado de técnica e de forma, que opera fortemente com estereótipos, geralmente servindo como veículo de um discurso proibido. “Por isso, os temas mais recorrentes nas piadas são sexo, racismo, corrupção, adultério, tragédias, defeitos físicos, etc, discursos que encontram barreiras para emergir no contexto social bem comportado e polido. Passam a ser um solo discursivo fértil, na medida que sua forma é menos comprometedora ideologicamente. Contar uma piada racista não implica necessariamente um enunciador racista. No máximo, em alguém com senso de humor de mau gosto ou maldoso”, acrescenta Gustavo Conde.

O fenômeno da piada é universal e, mesmo as culturas indígenas, trazem esta tradição de brincar com os sentidos da língua. Quanto às especificidades, são construídas a partir da literatura, da historiografia, das diferenças culturais e geográficas, do arquivo discursivo. Assim, o mexicano é ridicularizado pelo norte-americano, o belga pelo francês, o irlandês pelo inglês. Dentro de Portugal, os alentejanos é que se vêem rebaixados a “burros”. “Na literatura russa, encontramos o humor pesado, dramático e dolorido de Dostoievski. Millôr Fernandes já afirmara, de fato, que o tipo de humor mais agudo ‘é aquele que dói’. Isso lembra uma alfinetada bairrista do carioca Nelson Rodrigues, para quem ‘a pior forma de solidão é a companhia de um paulista’. Temos aí uma piada que pega na ferida”, ilustra o mestrando.

Segundo Gustavo Conde, uma particularidade das piadas brasileiras é o regionalismo, a disputa entre culturas acirrada pelos diferentes sotaques de uma língua estabelecida em todo o território. Mas as piadas podem ser classificadas conforme a técnica (duplo sentido, deslocamento, condensação) ou tema (loiras, negros, papagaios): a primeira classificação concentraria seus critérios no material lingüístico e a segunda no aspecto discursivo, possibilitando ter diferentes técnicas para um mesmo tema e diferentes temas numa mesma técnica. O russo Victor Raskin, que publicou talvez o mais canônico dos livros sobre estudos lingüísticos do humor (Semantic Mechanisms of humor, 1985), afirma que sua teoria pretende formular as condições necessárias e suficientes, em termos “puramente semânticos”, para que um texto seja engraçado.

Regionalismo – O paulista é ironizado por Nelson Rodrigues por causa do estereótipo de trabalhador chato, esnobe, preconceituoso, tedioso, enquanto o carioca sustenta a fama de malandro, bom de lábia, folgado, aproveitador, vida boa. “Por que a mulher do paulista nunca fica gripada? Porque sempre dorme com um xarope”, emendaria o bonachão com anos de praia. “São esses estereótipos, provavelmente, o que torna as piadas sobre paulistas e cariocas mais interdependentes. Para a piada funcionar, um tem que estar em contraposição ao outro. Do ponto de vista da análise do discurso, os embates entre paulistas e cariocas são exemplares para observar o funcionamento das piadas regionais como um todo”, avalia Conde.

A imagem consagrada do mineiro é a de caipira tímido, desconfiado, pouco conversador, mas que possui o dom de ludibriar os outros e que sempre se dá bem. A dissertação traz uma definição de Frei Betto sobre mineirice: “Ser mineiro é dormir no chão para não cair da cama; sorrir sem mostrar os dentes. Desconfiar até do próprio pensamento (...) Mineiro é isso, sô! Come as sílabas para não morrer pela boca. Fala manso para quebrar as resistências do interlocutor. Sonega letras para economizar palavras. De vossa mercê, passa para vossemecê, vossência, vosmecê, você, ocê, cê, e num demora muito, usará só o acento circunflexo!”. Segundo Conde, o mineiro das piadas é dono de laconismo e lógica impassíveis que o deixam sempre em posição de superioridade. “É uma espécie de caricatura da competência pragmática”, complementa.

Quanto ao gaúcho, está no topo das ocorrências de piadas regionais. Na opinião de Gustavo Conde, trata-se de personagem singular no imaginário do brasileiro, por causa de referências históricas enaltecidas pela literatura, como a ligação com a terra, a lida com o gado, suas guerras, o desejo separatista e a proximidade geográfica e cultural com Argentina e Uruguai. “Sobre os gaúchos, a Internet privilegia a oposição macho-bicha, enquanto as publicações impressas elegem traços mais dispersos como a rudeza, o machismo, a ‘cornice’ e também a ‘bichice máscula’. O tema da ‘bichice’ mexe diretamente com o orgulho do personagem gaúcho e seu discurso da tradição, da defesa de honras heróicas e da identidade viril. O gaúcho é macho até na ‘bichice’, mantém a faca entre os dentes”, compara o pesquisador.

Ao final do trabalho, Gustavo Conde já encarava a análise de piadas como uma tarefa perfeita para lingüistas. “É a língua em seu funcionamento mais vivo. Numa piada, por sua natureza breve, os personagens que nela atuam têm de acionar de imediato a memória do leitor. Personagens como loucos, bêbados, deficientes físicos e fanhos são caracterizações psicológicas e físicas de forte apelo popular, verdadeira iconografia discursiva”, afirma. Não por acaso, o lingüista já vê a entrada do estereótipo de um novo grupo social no ranking do anedotário nacional: “Você sabe por que a espingarda do mineiro tem dois canos? Para matar dupla sertaneja de Goiás”.




LUIZ SUGIMOTO

Fonte: Jornal da Unicamp


Meu sincero agradecimento ao Luiz e ao Site: http://boaspiadas.blogspot.com/

A força do pensamento


Se conseguíssemos dimensionar a força que têm nossos pensamentos, com certeza seríamos muito mais atenciosos com eles.
Pensamentos têm forma. São criações invisíveis aos nossos olhos que caminham pelo espaço. Vão até onde os seus criadores os orientam, enviando bons fluídos ou fluídos destrutivos, conforme a vontade do emissor.


Nossa criação mental é grande responsável pelas coisas darem certo ou errado em nossas vidas.
Faça uma análise sincera dos seus pensamentos atuais. Eles revelam o que você é, na realidade, indiferente da imagem que você - mesmo inconsciente - tenta passar a todos diariamente.
Somos imperfeitos, e por isso ainda temos uma tendência a fazer mal uso da criação de nossos pensamentos. Emitimos pensamentos de inveja, de cólera, de ciúmes e de outras tantas paixões inferiores às quais ainda nos vemos presos... Mas é necessário começarmos a nos reeducar utilizando da melhor maneira possível esta ferramenta fabulosa , que muito pode produzir em nosso favor quando bem utilizada.
Se você pensa no pior, está atraindo pra si o pior. Está dando condições para que o pior aconteça.
Se você tende a pensar de forma pessimista, tende a ser um derrotado eterno.
De início é difícil controlar alguns pensamentos.
Principalmente os que se relacionam ao pessimismo. Mas chegará a hora em que o pessimista, que se julga um infeliz e esquecido, entenderá que não existe melhora até que ele pense e reaja para esta melhora. Atitude é tudo, inclusive no nosso pensar...
Pessoas que só falam de doenças, de dor, de sofrimento, de morte, vivem mergulhadas em pensamentos negativos, atraindo pra si entidades também infelizes e sofredoras. Entram em um círculo vicioso e caem. Não sabem ainda da força que seus pensamentos têm sobre seu destino, tanto para a criação de uma vida melhor como para sua própria destruição.
Portanto, criemos ao redor de nós, com bons pensamentos, situações favoráveis à nossa jornada evolutiva.
Vamos viver alimentando sempre o melhor que existe em nós para que esse melhor cresça e se desenvolva, criando um ambiente propício ao nosso bem-estar.
Vamos trabalhar positivamente em nossa fábrica interior de criações, voltando-a para o bem, para o amor, para o positivo, para a alegria, para o ânimo, para a persistência, para o trabalho, para a fé, para a vontade de viver e para a força na ação, pois depois de tanto PENSAR positivo, é necessário AGIR de forma condizente, criando-se então a forma plena de uma vida mais feliz para nós mesmos e para todos que convivem conosco.
Seu pensamento têm força! Utilize-o a seu favor!
Pense positivo e aja.
Sorria para a vida e ela sorrirá sempre de volta a você.




Recebido via e-mail do Site: www.diabetenet.com.br

terça-feira, 28 de julho de 2009

PIADA "Bem Sem Graça"...


No aeroporto, na chegada de Buenos Aires, dois amigos se encontram e um quer saber o que o outro está fazendo carregando quinze caixas de uvas.

-É que a minha mulher está grávida e com desejo de comer uvas argentinas! Rodei, rodei a cidade inteira e não achei. Aí ela ficou me enchendo o saco que o menino ia nascer com cara de uva, etc, etc... e tal. Peguei um avião, fui pra Argentina e estou voltando agora...

-Mas tu é besta mesmo! - disse o outro. - Isso tudo é bobagem. Frescura da mulherada. Minha mãe, quando estava grávida de mim, teve desejo de comer disco quebrado. Você acha que o meu pai deu? Você acha que o meu pai deu? Você acha que o meu pai deu? Você acha que o meu pai deu? Você acha que o meu pai deu? Você acha que o meu pai deu?....



Agradecimento ao Site: http://boaspiadas.blogspot.com/

A velha do Restelo

Enquanto a frota de Vasco da Gama aguardava a partida, «um velho, de aspecto venerando, (…) tais palavras tirou do experto peito: - A que novos desastres determinas de levar estes reinos e esta gente? (…) Que promessas de reinos, e de minas d'ouro, que lhe farás tão facilmente?». Como nos conta Luís de Camões, a frota partiu para a Índia enquanto o velho vociferava no Restelo.

Hoje, os tempos são outros. Já não temos a ambição de descobrir a Índia e, menos ainda, de partir para uma aventura desconhecida. Apenas queríamos um comboio de alta velocidade que nos ligasse à Europa e um aeroporto que nos levasse a todos os continentes, em especial ao americano.

Os tempos também mudaram porque, com o aumento da esperança de vida e a redução da natalidade, existem hoje mais velhos que marinheiros. Além disso, as mulheres, que vivem mais tempo, assumiram protagonismo e têm a sua voz, que é muito ouvida e ainda bem.

Imaginemos então a cena nos dias de hoje. Em vez de um velho, existiria um coro deles, talvez com uma veneranda velha a dar o mote.

Então, a velha diria: «A que novos desastres determinas de levar estes reinos e esta gente?» Em pano de fundo, um coro de velhos responderia: «Ó glória de mandar! Ó vã cobiça desta vaidade, a quem chamamos Fama!». Finalmente, a veneranda remataria: «Dura inquietação d'alma e da vida, fonte de desamparos e adultérios, sagaz consumidora conhecida de fazendas, de reinos e de impérios.»

Com tal cenário, a frota nem teria saído do estaleiro.



J.L. Pio Abreu

Meu Obrigado ao Site: http://www.destak.pt/

As Frases Mais Divertidas e Inteligentes (ehhh... "algumas"...)

Essa é uma coleção de pensamentos, citações, provérbios, frases famosas, interessantes e engraçadas. Temos as melhores frases da Internet; centenas de frases. Humor, ironia e sarcasmo para divertir todo mundo.


Confira Estas Frases Legais:



- Visite os amigos com frequência. O mato cresce depressa em caminhos pouco percorridos. (Provérbio Escandinavo)

- O amor é um sonho, e o casamento um despertador. (Provérbio Italiano)

- O estudo é o início do trabalho. (enviada por Fernando Muro Santos)

- O homem perde 90% de sua inteligência quando fica viúvo... e os 10% restantes ele perde quando o seu cachorro morre! (enviada pela Natália Gonzaga)

- A única coisa necessária é o supérfulo. (Oscar Wilde)



- Quem decide pode errar. Quem não decide já errou. (Herbert Von Karajan)

- Amor e tosse não dá para esconder. (Provérbio romano)

- O sexo é a fonte da vida, mas que deixa a gente morto, deixa. (Sérgio Maldonado)

- Uma ex-mulher é para sempre. (João Fernando Camargo)

- O único homem que não pode viver sem mulheres é o ginecologista. (Arthur Schopenhauer)

- Quem tem muito dinheiro pode ser burro o quanto quiser. (Ovídio)

- Todas as grandes idéias são perigosas. (Oscar Wilde)

- Sempre que uma mulher faz o melhor que pode, deve fazer duas vezes melhor que o homem para ser considerada apenas 50% à sua altura. Ainda bem que não é difícil. (Charlotte Whitton)

- Mal por mal, prefiro o de Alzheimer ao de Parkinson. É melhor esquecer de pagar a cerveja do que derrubar tudo no chão! (enviada por Ramon)

- Passarinho que anda com joão-de-barro acaba virando ajudande de pedreiro! (enviada por Ramon)


- Os espelhos são usados para ver o rosto; a arte para ver a alma. (George Bernard Shaw)

- A arte é uma mentira. O papel do artista é convencer os outros da veracidade de suas mentiras. (Paul Klee)

- Há várias maneiras de ser entendido: ser claro é uma delas. (autor anônimo)

- Mulher é igual mosquito, só sossega com um tapa. (enviada por André Martins)

- Na realidade, basta um drinque para me deixar mal. Mas nunca sei se é o 13º ou o 14º. (George Burns)

- O casamento é um livro cujo primeiro capítulo é escrito em verso e os demais, em prosa. (Beverly Nichols)



Agradecimento ao Site: http://www.aindamelhor.com/

A verdade


Temerosos de que os homens se igualassem aos próprios habitantes do Olimpo, os deuses da Grécia antiga realizaram uma longa reunião para decidir a maneira mais adequada de manter os humanos sem a consciência de seu próprio potencial.

Várias foram as propostas. Houve quem pensou em esconder o potencial humano nos indevassáveis abismos dos oceanos, mas este foi lembrado que, no futuro, o homem penetraria o mais profundo dos mares.

Outro propôs ocultar este potencial nas mais altas montanhas da Terra, mas tal proposta não foi aceita, porque o homem, em um dia não muito distante, alcançaria os mais elevados picos.

Outro sugeriu esconder tal riqueza humana na Lua, mas logo todos se deram conta de que o homem iria habitá-la no futuro.

Por fim, todos aceitaram uma estranha proposta: o potencial humano deveria ser escondido dentro do próprio homem.

De acordo com tal resolução, Zeus, dono da palavra final, disse:

- O homem é tão distraído e tão voltado para fora de si que nunca pensará em encontrar seu potencial máximo dentro do seu próprio ser.

Devemos procurar o que temos de melhor dentro de nós mesmos e não apoiarmos nossa fragilidade em outras pessoas. Comece agora mesmo, procure dentro de você o que há de melhor e coloque para fora. Com certeza isto vai deixá-lo muito mais feliz.



Autor Anônimo

Recebido via e-mail do Site: www.diabetenet.com.br

Estrangeiras detidas no Brasil

É alarmante, o número de mulheres das mais variadas regiões do mundo, que são abordadas e presas em flagrante delito no Brasil. A maioria das acusações imputadas á estrangeiras, como todos sabem é o tráfico de drogas, “artigo 12 do C.P.B.” (Código Penal Brasileiro); ou o tráfico de mulheres. No que diz respeito ao crime tipificado como tráfico de mulheres “art. 231 C.P.B.” (Código Penal Brasileiro) a legislação é muito confusa, e no caso de tráfico de crianças, é mais confusa ainda. O citado artigo trata apenas de tráfico de mulheres e não abrange homens nem meninos.
Talvez em virtude da falta de clareza da Lei quanto a estes crimes, perdura uma insistência por parte de alguns em registrar que tais delitos, não são praticados, ou não estão relacionados ás prisões de Estrangeiras no Brasil. No entanto, já temos mulheres de outras nacionalidades, que configurada a culpa, encontram-se apenadas também por infrações diversificadas.
O preceito existente na obrigatoriedade de alguns consulados, quanto ao cumprimento das ações junto as suas “compatriotas delinqüentes” é temática quase sempre desprezada. Embora nos cárceres, existam problemáticas generalizadas e sem distinção sexual, há casos de impiedosas ações discriminatórias, e violentas com a massa carcerária estrangeira.
Diante de tais práticas, arbitrarias e cruéis, quando levadas ao conhecimento dos representantes consulados, nem sempre recebem atenção. Mesmo em forma de desesperados apelos, estes, são respondidos pelo agente, com inércia, onde se demonstra um total e costumeiro desinteresse. Pressupõe-se então, que a estrangeira na condição de pessoa presa, é vista apenas como problema, não só para o Estado, mais principalmente, para os consulados que pouco ou quase nada se empenham na busca de soluções que amenizem os atos tirânicos sofridos, e seus agravantes.
Sem qualquer ação, que possa atender às necessidades básicas, porém, totalmente essenciais de sobrevivência entre grades, as “transgressoras estrangeiras”, diante de uma carência continuada, vão se transformando. A estadia no cárcere de 60% (sessenta por cento) das mulheres pode provocar nestas, impensáveis mudanças comportamentais (o que consequentemente se estende) sob todos os aspectos, num ciclo que compreende o período do ingresso até sua saída.
Essa alteração de hábito e comportamento é considerada “normal”, pois além de ter que se adaptar a nova condição de sobrevivência, outros importantes e consideráveis elementos interligados, torna-se fatores exclusivamente indispensáveis, para a garantia e segurança da sentenciada, enquanto cumpre sua pena. Com a existência de “duas leis”, a do Judiciário e a do Crime, (sendo que, a segunda, normalmente é a que aplica as penas mais “pesadas”... e esta, não perdoa erros) as mulheres estrangeiras, tornam-se mais perdidas com uma sobrecarga de sofrimento acentuada, diante de um campo de novas normas que se alastra no mundo do desconhecido. A partir destas novas normas, propondo, ou melhor, impondo que hábitos, costumes, e experiências passadas, sejam modificados, começa então um processo de perdas, gerados pelas imposições, que devem ser seguidos fielmente, dentro do “proceder” (que significa ética, normas, e comportamentos).

Se para as mulheres que se encontram, na condição de pessoa presa no próprio País, as regras, são sofridas e de difícil adaptação, para as Estrangeiras, “o proceder” e a sobrevivência é muito mais penoso. Uma vez que, as precariedades, sevícias, abandono, doenças, enfim, vão tornando gradativamente as aprisionadas, em mulheres transformadas, independente do tempo no cárcere (uma vez que existem códigos e condutas, estas servem para todos)...
Assim, “condicionadas as diferentes normas e ao novo tipo de vida” cada uma responde de forma diferenciada. Umas buscam o entrosamento e amizades, visando proteção e amparo. Outras entram em profunda depressão, e não saem de suas celas “jegas” (camas de alvenaria). Há os casos daquelas que por terem habilidades tanto para a mão de obra, quanto no idioma, conseguem trabalho mais rápido, (o que também é sempre muito difícil) assim, vão remindo pena, e encurtando o tempo de permanência dentro das muralhas. Em contra partida, as mais fracas, e predispostas, mergulham totalmente no universo das drogas, até a morte.
Em razão da facilidade na aquisição de diferentes entorpecentes, bem como a destilação para composição de bebidas e conseqüente fabricação “clandestina” de substâncias químicas variadas, formam-se então dois tipos de perfil do feminil estrangeiro aprisionado. Não sendo estes “produzidos ou consumidos” exclusivamente pelas estrangeiras, (muito embora, algumas conheçam práticas fáceis para confecções de alucinógenos e derivados) e ensinem as companheiras.

Em virtude da escassez de oficinas de trabalho, a falta de aptidão profissional, as carências e total ausência de ganho em numerários, vão tornando mais difíceis o dia a dia das Encarceradas. Sem ocupação, ou remuneração para suprir despesas cotidianas, vão levando estas mulheres a buscar uma forma de obter renda. Em especial, as Estrangeiras, após um razoável período no ambiente carcerário, sem visita, sem “jumbo” (compra de produtos autorizados e utilizados nos presídios) e tendo que manter o próprio sustento, como exemplo: O vício do cigarro, a aquisição de produtos como absorventes, xampus, cremes, bolachas, sabonetes, e que há muito se tornaram inacessíveis, embora necessários, levam-nas (algumas) a condição de “comerciantes” com clientela certa. Pela célere forma na obtenção alta de caixa e lucros, o tráfico interno, é normalmente “empreitada as escusas” utilizadas por muitas, não sendo as Estrangeiras pioneiras na distribuição ou mantenedoras de cartéis que se formam nos Presídios Femininos.
Se por um lado, existe a venda, por outro, o consumo é ainda maior. O que se tem notícia, é que as assíduas consumidoras, além da freqüência na aquisição e o uso excessivo, demonstram desinteresse pelas conseqüências e históricos de autodestruição, com várias ocorrências de tentativas de homicídio em seus prontuários.
As estrangeiras que já cumpriram ou ainda cumprem pena no Brasil, além de passarem por processos difíceis de adaptação, carregam um sofrimento em longo prazo e demoram a aceitarem as condições “legais” que regem a vida dentro dos cárceres bem como o recomeço, fora deles. Normalmente ao ingressarem no sistema prisional feminino brasileiro, evitam amizades ou contatos, desconfiam de todos e ao mesmo tempo em que se discriminizam, também minimizam a massa carcerária. Todas as que não sejam “conterrâneas”.

Portadoras de uma inicial segurança aparente, quando adentram os cárceres são regionalistas ao extremo, poucas entendem nosso idioma, e vice versa, o que agrava o sofrimento, já que não consegue de imediato se expressar. Há muitas, que desafiam as companheiras, com a incessante descrença na Lei Brasileira, o que leva a maioria a usar um jargão comum e conhecido nos mais diversos dialetos “Brasil é terra de ninguém, porque aqui tudo entra, todos podem tudo”... As que antes não se intimidavam com as leis do Brasil, e acreditavam no amparo oferecido pelo consulado, passam bastante tempo para assimilar e principalmente aceitar as dificuldades (que são muitas), entre estas o abandono, o dialeto, enfim a posteriori discordância da sentença imposta e a ser cumprida. Assim, levando-se em conta, diversos fatores relacionados, desde as razões que levaram ao delito, à tipicidade deste, a idade, formação escolar e familiar, as aptidões para o exercício da mão de obra no cárcere, enfim, vão mudando a visão e as formas como as estrangeiras passaram o tempo encarcerado... Tudo isso, sem relatar a “costumeira” possibilidade de ter adentrado muralhas em estado de gravidez, e a dificuldade de compreensão e aceitação no que diz respeito à certeira separação.
Em terra alheia, sem nenhuma ajuda ou proposta a ser oferecida, se auto-excluindo, descriminando as companheiras que integram a massa carcerária e aguardando julgamento, a única condição que lhe resta, vem do próprio Estado. Na verdade é difícil vencer a desconfiança de pessoas, quando estas estão numa "instituição total", ou seja, que têm sua vida totalmente controlada.
Sendo assim, recebem cuidados e o mesmo tratamento que as demais. Sobretudo há uma preocupação maior, e por esta razão, recebem um total e direcionado amparo psicológico, com a observância principal em relação às carências e as necessidades. Para as Estrangeiras desprovidas de recursos, distante dos familiares e sentindo dolorosas carências, a maioria, se utiliza da assistência judiciária gratuita e esta, que deveria ser dos Consulados, chegam completamente e tão somente, pelo Estado brasileiro.


Por:- Elizabeth Misciasci


Agradecimento aos Sites:

http://www.eunanet.net/beth/news/topicos/penitenciarias_femininas_em_noticias_por_elizabeth_misciasci.htm

http://www.portugal-linha.pt/

HÁ "gentinha" PRA TUDO: "Matou o filho e comeu-lhe o cérebro" - USA


Norte-americana de 33 anos desmembrou o bebé

«por ordem do diabo»


Uma mulher norte americana confessou este domingo ter apunhalado e decapitado o filho recém-nascido, afirmando que o fez por «ordem do diabo». Segundo a agência «Associated Press», a criança, de apenas 3 semanas e meia, foi depois desmembrada pela mãe, usando uma faca e duas espadas.

A mulher, de 33 anos terá mesmo comido partes do corpo da criança, incluindo o cérebro. Depois, esfaqueou-se a ela própria no tronco e na garganta.

A mulher encontrava-se em estado crítico com feridas no peito e na barriga, quando a polícia chegou à casa. Foi depois levada para uma clínica próxima, onde admitiu que tinha decapitado a criança, porque «o diabo tinha ordenado».

A mulher está internada num hospital sob prisão e só será libertada se pagar a fiança de um milhão de dólares.

Segundo a «Associated Press», o marido tinha saído de casa há uma semana e a mulher ficou sozinha com os filhos. Na casa estavam a irmã da agressora e as duas filhas, de 5 e 7 anos, mas não foram feridas.

A família adianta que a mulher tem problemas psiquiátricos e foi internada numa clínica nos últimos meses várias vezes.


Agradecimento ao Site: http://www.tvi24.iol.pt/

segunda-feira, 27 de julho de 2009

The Lion King -Can you feel the love tonight Elton John

Nota de 1lindomenino: um dos mais belos filmes animados e com uma trilha sonora espectacular... lembram-se dele... ?!

José Mourinho é a cara da nova época... inglesa (vídeo)

SkySports cola-se à imagem do «Special One»

«Quando penso em futebol na SkySports, uma palavra vem-me à cabeça: especial!». É assim que começa o anúncio televisivo que antecipa a temporada 2009/10 na SkySports. A frase é dita por José Mourinho, ex-treinador do Chelsea, que protagoniza a publicidade e é intervalado por sequências de jogos da Premier League e não só.

Ao todo são 27 segundos que promovem a cobertura futebolística da temporada que se avizinha. Mourinho reaparece no final para dizer «a SkySports é especial».

Dois anos depois da atribulada saída do Chelsea, a Inglaterra ainda pensa no «Special One».

Veja o vídeo do anúncio da SkySports:

Nota de 1lindomenino: é... tal como eu já HOJE havia dito, o "homem" é mesmo o "Special One"... ou "the ONLY one"... rsrs

"Ganda Mourinho"... !!!