POR UM PORTUGAL DIFERENTE

POR UM PORTUGAL DIFERENTE
ABRIL VIRÁ...!!!

EXPERIMENTE... VÁ ATÉ LÁ!

MUDAR...

Estrela - DestaquesNinguém pode ser escravo de sua identidade; quando surge uma possibilidade de mudança é preciso mudar. (Elliot Gould)

Frases e Mensagens -

NÃO HÁ ACORDO...!!!...

NÃO HÁ ACORDO...!!!...
... Português há só UM...!!!

TRADUÇÃO/TRANSLATE/TRADUCION

SEM IMITAÇÕES...

ACREDITE...

"Nunca faça graça de graça. Você é humorista, não político."

A Hora em Poá (BRASIL)

"Nada descreve melhor o caráter dos homens do que aquilo que eles acham ridículo."

VELHO PROVÉRBIO PORTUGUÊS

"Dois olhos vêem mais do que um só."
Veja Frases para Orkut - Kifrases.com

LOVE, love, LoVe

OvEr ThE RaInBoW

1lindoMENINO ...

Verdade, Verdadinha...!!!

zwani.com myspace graphic comments

1lindomenino

Menininhas e inhos venham a mim...

Posting

Photo Flipbook Slideshow Maker
PORTUGAL é "isto"... e MUITO MAIS...!!!

António GEDEÃO


Eu, quando choro, não choro eu. Chora aquilo que nos homens em todo o tempo sofreu. As lágrimas são as minhas mas o choro não é meu.A.GEDEÃO

SEJA ASSIM... COMO EU!

recadosparablogseorkut.com


Mais Um(a)...!!! OBRIGADO...!!!

sábado, 17 de abril de 2010

Salgueiro Maia - O "operacional" do 25ABR74







Biografia
Salgueiro Maia, como se tornou conhecido, foi um dos distintos capitães do Exército Português que liderou as forças revolucionárias durante a Revolução dos Cravos, que marcou o final da ditadura. Filho de Francisco da Luz Maia, ferroviário, e de Francisca Silvéria Salgueiro, frequentou a escola primária em São Torcato, Coruche, mudando-se mais tarde para Tomar, vindo a concluír o ensino secundário no Liceu Nacional de Leiria. Licenciou-se em Ciências Sociais e Políticas e em Ciências Etnológicas e Antropológicas.

Em Outubro de 1964, ingressa na Academia Militar, em Lisboa e, dois anos depois, apresenta-se na Escola Prática de Cavalaria (EPC), em Santarém, para frequentar o tirocínio. Em 1968 é integrado na 9ª Companhia de Comandos, e parte para o Norte de Moçambique, em plena Guerra Colonial, cuja participação lhe valeu a promoção a Capitão, já em 1970. A Julho do ano seguinte, embarca para a Guiné, só regressando a Portugal em 1973, onde seria colocado na EPC.

Por esta altura iniciam-se as reuniões clandestinas do Movimento das Forças Armadas e, Salgueiro Maia, como Delegado de Cavalaria, integra a Comissão Coordenadora do Movimento. Depois do 16 de Março de 1974 e do «Levantamento das Caldas», foi Salgueiro Maia, a 25 de Abril desse ano, quem comandou a coluna de carros de combate que, vinda de Santarém, montou cerco aos ministérios do Terreiro do Paço forçando, já no final da tarde, a rendição de Marcello Caetano, no Quartel do Carmo, que entregou a pasta do governo a António de Spínola. Salgueiro Maia escoltou Marcello Caetano ao avião que o transportaria para o exílio no Brasil.

A 25 de Novembro de 1975 sai da EPC, comandando um grupo de carros às ordens do Presidente da República. Será transferido para os Açores, só voltando a Santarém em 1979, onde ficou a comandar o Presídio Militar de Santa Margarida. Em 1984 regressa à EPC.

Em 1983 recebe a Grã-Cruz da Ordem da Liberdade, em 1992, a título póstumo, o grau de Grande Oficial da Ordem da Torre e Espada e em 2007 a Medalha de Ouro de Santarém.

Em 1989 foi-lhe diagnosticada uma doença cancerosa que, apesar das intervenções cirúrgicas no ano seguinte e em 1991, o vitimaria a 4 de Abril de 1992.


Frases e momentos para a História...
Madrugada de 25 de Abril de 74, parada da Escola Prática de Cavalaria, em Santarém:

"Há diversas modalidades de Estado: os estados socialistas, os estados corporativos e o estado a que isto chegou! Ora, nesta noite solene, vamos acabar com o estado a que chegámos. De maneira que quem quiser, vem comigo para Lisboa e acabamos com isto. Quem é voluntário sai e forma. Quem não quiser vir não é obrigado e fica aqui."

Todos os 240 homens que ouviram estas palavras, ditas da forma serena mas firme, tão característica de Salgueiro Maia, formaram de imediato à sua frente. Depois seguíram para Lisboa e marcharam sobre a ditadura.

Nota de 1lindomenino: Salgueiro Maia foi "um herói"...!!! Depois de alguns militares "conservadores" retomarem os seus postos de comando, Maia foi desprezado e, tantas vezes, humilhado. Já com câncer diagnosticado, viu ser-lhe negada uma aposentadoria por aqueles que, ao mesmo tempo, as concediam aos bufos e ex-Pides. Salgueiro Maia resistiu, mesmo assim, até que a MORTE o levou.
Obrigado, Salgueiro Maia...!!!

Capitães de abril Filme 7/15

Filme Capitães de abril, realizado por Maria de Medeiros, em 2000.

Poesias de Abril - Eu Sou Português Aqui



Eu sou português
aqui
em terra e fome talhado
feito de barro e carvão
rasgado pelo vento norte
amante certo da morte
no silêncio da agressão.

Eu sou português
aqui
mas nascido deste lado
do lado de cá da vida
do lado do sofrimento
da miséria repetida
do pé descalço
do vento.

Nasci
deste lado da cidade
nesta margem
no meio da tempestade
durante o reino do medo.
Sempre a apostar na viagem
quando os frutos amargavam
e o luar sabia a azedo.

Eu sou português
aqui
no teatro mentiroso
mas afinal verdadeiro
na finta fácil
no gozo
no sorriso doloroso
no gingar dum marinheiro.

Nasci
deste lado da ternura
do coração esfarrapado
eu sou filho da aventura
da anedota
do acaso
campeão do improviso,
trago as mão sujas do sangue
que empapa a terra que piso.

Eu sou português
aqui
na brilhantina em que embrulho,
do alto da minha esquina
a conversa e a borrasca
eu sou filho do sarilho
do gesto desmesurado
nos cordéis do desenrasca.

Nasci
aqui
no mês de Abril
quando esqueci toda a saudade
e comecei a inventar
em cada gesto
a liberdade.

Nasci
aqui
ao pé do mar
duma garganta magoada no cantar.
Eu sou a festa
inacabada
quase ausente
eu sou a briga
a luta antiga
renovada
ainda urgente.

Eu sou português
aqui
o português sem mestre
mas com jeito.
Eu sou português
aqui
e trago o mês de Abril
a voar
dentro do peito.


Eu sou português aqui
Obras de José Fanha

Agradecimento ao site http://www.portugal-linha.pt

Concurso Como se viveu em Portugal


Concurso Como se viveu em Portugal… Os panfletos da Revolução: 5 de Outubro de 1910 – 25 de Abril de 1974




Considerando a importância do conhecimento da história recente de Portugal, assim como os resultados alcançados nas anteriores edições do concurso escolar intitulado Como se vivia em Portugal…, realizadas no âmbito da cooperação entre o ME, através da Direcção-Geral de Inovação e Desenvolvimento Curricular (DGIDC), e a Associação 25 de Abril (A25A), decidiram estas entidades, em parceria com a Associação de Professores de História (APH), proceder ao lançamento da sua 3ª edição no ano lectivo de 2009/2010.

Agora denominado Como se viveu em Portugal… e subordinado ao tema Os panfletos da Revolução: 5 de Outubro de 1910 – 25 de Abril de 1974, o concurso integra também o conjunto de iniciativas a desenvolver pelos jardins-de-infância e escolas no âmbito do programa oficial de comemorações do I Centenário da República, em concreto do eixo programático República nas Escolas, programa esse que, pelo seu carácter nacional, é preparado, organizado e coordenado pela Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República (CNCCR).



Agradecimento ao site http://www.25abril.org/

Calinadas no Tribunal (PIADA, claro, pq no Tribunal não há NADA disso...!!!)


Advogado: "É casada??"

Testemunha: "Não, sou divorciada."

Adv.: "E o que é que o seu marido fazia antes de se divorciar?"

Test: "Muita coisa... que eu não sabia!"


Agradecimento ao site http://www.estranho.com/

Noite de sexo na praia custa-lhe 380 euros



Casal australiano foi denunciado à polícia por uma mulher que fotografou os namorados durante o momento de intimidade


Uma noite romântica na praia custou a um australiano 380 euros. O homem, de 34 anos, foi apanhado a ter sexo com a esposa e obrigado a pagar a avultada quantia, avança a Globo.

A justiça australiana teve mão pesada com Dwayne Warren, intimando-o ainda a passar 11 dias na prisão caso não pagasse a coima.

Tudo porque a 4 de Outubro de 2009, uma mulher que passeava numa praia na região australiana de Gold Coast viu o casal a ter relações sexuais, durante 45 minutos. Chocada, fotografou os apaixonados e entregou as fotografias à polícia.

Meio ano depois, a 15 de Abril, Warren ouviu a sentença em tribunal: o carpinteiro foi acusado de perturbação da ordem pública e de resistência à prisão, pois reagiu mal à detenção policial.


Agradecimento ao site: http://www.tvi24.iol.pt/



Nota de 1lindomenino: nestas "coisas" tem de haver SEMPRE um(a) QUEIXINHAS...!!! Cá pra mim ela já não devia saber o que era fazer amor há um TEMPÃO e, ainda por cima, "aquilo" durou 45 minutos... o que a deixou LOUCA...!!! Tenta fazer mais e queixar-te menos, CRIATURA...!!!

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Nível dos POLÍTICOS em Portugal em ALTA: sócrates para louçã «Manso é a tua tia, pá!»

Ambos, os dois, são "unha com carne"...!!!


Hoje a discussão foi acesa no debate quinzenal, na Assembleia da República. Francisco Louçã e José Sócrates trocaram ‘galhardetes’, alguns de «baixo nível», como lhes chamou o bloquista.

Francisco Louçã teve a palavra e, dirigindo-se a José Sócrates, disse que o primeiro-ministro ía ficando «mais manso» à medida que ía respondendo às várias questões sobre remunerações e prémios de gestores públicos.


José Sócrates, sem o microfone ligado mas de maneira bastante perceptível, respondeu «manso é a tua tia, pá!».






Agradecimento ao site http://www.destak.pt/



Nota de 1lindomenino: o "nosso" primeiro não tem emenda. Continua a ser um "dandy indomável" e pouco dado a "conversas de treta" no Parlamento. É uma pena isso porque, um primeiro-ministro, tem de possuir auto-domínio e uma tranquilidade diferentes. Sócrates não tem e NUNCA teve...!!! Em Setúbal, ainda nos lembramos das palavras, gestos e "outros" que produziu, quando Ministro do Ambiente àcerca da co-incineração no Outão em plena Serra da Arrábida.

Uma LÁSTIMA...!!!

Ahhh e "outra": quanto muito a tia do Louça podia ser era "mansa" e não "manso". Só se esse Português que emprega já tem a ver com o Português que nos vai reger no futuro... será, siô Sócrates...?!...

O hamster (Piada..."enlutada"...)



Ao terminar o serviço, o colocador de carpetes percebe que o seu maço de cigarros desapareceu. Procura, procura, procura... e nada!

De repente, ele olha para o chão e ve uma elevação se sobressaindo no carpete recem colocado.

Sem coragem para retirar o carpete e refazer o serviço e irritado com o proprio desleixo, martela a elevação "até" que ela desapareça.

No instante seguinte, a dona da casa entra na sala, entrega-lhe o maço de cigarros e diz:

- Acho que estes cigarros que estavam sobre a mesa da cozinha sao seus. A proposito, o senhor nao viu o meu hamster por ai?




Agradecimento ao site http://www.piadasdodia.com.br/

Capitães de abril Filme 6/15

Filme Capitães de abril, realizado por Maria de Medeiros, em 2000.

SEXO, sexo, SEXO e MAIS SEXO: Inglês abusou sexualmente de burro e cavalo


Quem o confessou foi Joseph Squires, um britânico de 66 anos. O homem está a ser acusado por abuso sexual a um burro e a um cavalo em Leicester, Inglaterra.

Squires admitiu que fez sexo com um burro em Fevereiro de 1999 e com um cavalo em Março de 2004 e está a ser julgado por abuso de animais e invasão de propriedade.


A defesa de Squires diz que o homem é boa pessoa e que não tem histórico de má conduta.



Agradecimento ao site http://www.destak.pt/


Nota de 1lindomenino: uma "fera" este Squires... rsrs

Só acho estranho o facto de ter mediado 5 anos entre uma "coisa" e "outra": será que não houve tb violação de galinhas, patos, ovelhas, etc... ?! Há que investigar este "sacaninha"... rsrs

Caras cidadãs e cidadãos (Portugal)





Um capitão de Abril que tenha vivido sempre à luz dos ideias de Abril nunca dirá que é preciso mais dinheiro para comprar verdadeiras inutilidades, que matam a terra e sacrificam à doença, à fome e à morte milhares dos nossos queridos irmãos africanos, asiáticos e outros.



De um capitão de Abril ouvirão uma dura critica à proliferação de grandes superfícies de consumo que matam o pequeno comércio, mas também um forte apelo para que se invista mais em formação profissional, em melhor escolas, hospitais, segurança na velhice e nas ruas, melhor acesso aos bens culturais e ao desporto, se dê mais atenção ao desenvolvimento dos nossos jovens, se combata a marginalidade e a toxicodependência, se varra o lixo tóxico em violência e programas sem estética ou real valor das Televisões que guiadas pelo lucro fácil produzem subprodutos que só podem influenciar a emergência de comportamentos violentos e destrutivos das pessoas e dos valores, o que, não permitirá o desenvolvimento harmonioso da nossa sociedade.



De um capitão de Abril ouvirão que é urgente regressar a Abril, para aprofundar a democracia, moralizar a política, extirpar dos partidos os quistos da perversidade humana, combater todos os ditadores e corruptos, e entregar o governo do País a uma plêiade de mulheres e homens sábios que nos conduzam com equidade, justiça e em liberdade para o bem comum.



Seria importante que o fizéssemos por nós, mas também para servirmos de alguma luz ao nosso planeta em que reina mais a violência do que o dar as mãos para construir o futuro. Dêmos este novo modo de fazer política ao mundo.



Cidadãs, cidadãos



Se formos coerentes, justos, trabalhadores com mérito, determinados e conscientes podemos conseguir este desidrato, o de transformar este Portugal doente, num Portugal da liberdade, da Fraternidade e da Justiça Social. Temos de trazer através da nossa militância de porta a porta, nos bares, nos transportes, nos empregos, na vizinhança, na família, mais gente, muita mais gente para o nosso campo.



Ninguém nas eleições deve ficar em casa. Todos devemos votar, mas ser muito, muito mais exigentes com os partidos políticos.



É preciso que nós todos e muitos mais, através de um amplo, forte, inevitável e invencível, porque não sai do terreno, movimento de cidadania quebre a arrogância dos ricos, dos poderosos e dos políticos que têm um poder que lhes delegamos, porque a sede do poder, constitucionalmente, reside no Povo, para que todos cumpram os seus deveres profissionais, morais, éticos e sociais para com o país.



O sonho, sonhado em 25 de Abril 74, tem de se tornar realidade, sonho-concreto, e, para isso, temos de ir além das puras acções de resistência, devemos criar organizações fortes para exigirmos um combate eficaz e com resultados contra a corrupção, ou seja, os corruptos têm de ser presos, e não podem ser nomeados para novos cargos públicos, onde, podem continuar com a sua actividade.



Temos de exigir melhor e mais formação profissional para os jovens e para quem trabalha ao longo da carreira, só assim se podem ganhar qualificações e ter acesso a melhores e mais bem remunerados empregos.



Exigir melhor saúde e mais apoio aos idosos.



Exigir melhor escola com professores competentes e motivados, mas também com as escolas mais bem apetrechadas, para melhor puderem transmitir aos nossos jovens e universitários melhores e mais actuais competências.



Temos de exigir como imperativo de solidariedade e de liberdade melhor segurança social, mas também segurança nas ruas, porque não podemos ficar prisioneiros nas nossas casas, para que as ruas fiquem nas mãos dos marginais. A polícia é para estar nas ruas também à noite.



Combater o consumismo louco que mata a terra e torna os pobres mais pobres e os produtores de inutilidades mais ricos. Como é possível que Portugal um dos países com mais dificuldades tenha mais e as maiores superfícies comerciais, com o sacrifício do pequeno comércio, o que, torna desertas as nossas cidades?



É preciso, repito, denunciar a má qualidade das nossas televisões que seguindo a obsessão do que o que importa é ganhar muito, muito, dinheiro apresentam programas de má qualidade que exploram ao máximo a intriga, a violência, a inveja, constituindo-se em verdadeiros produtos tóxicos.



Caras Cidadãs e cidadãos



Por tudo o que já conseguimos vitoriamos o 25 de Abril, por tudo o que ainda falta conseguir que é ainda muito, muitíssimo, em nome daquela aurora da juventude do 25 de Abril de 1974 apelo a todos, mas de um modo particular aos jovens de hoje, para que não deixem morrer a oportunidade que o 25 de Abril abriu de se conseguir viver num país de todos e não de meia dúzia, porque o dos senhores era o Portugal fascista que foi derrubado em 25 de Abril 74 por centenas de soldados e dezenas de jovens sargentos e oficiais, apoiados pelo povo, nomeadamente pelo de Almada e do Pragal que alimentaram e vitoriaram por todas estas ruas a poderosa força da Escola Prática de Artilharia de Vendas Novas, forte na sua força militar, mas sobretudo nas suas convicções.



Por tudo isto e para continuar Abril aqui estamos, certos, de que tudo valeu a pena, e certos de que valerá a pena lutarmos pelo futuro com mais democracia, isto é, justiça, honestidade, melhores empregos, segurança ,escola saúde, desporto e ambiente, por tudo isto:







VIVA O 25 de Abril!
VIVA Almada!
VIVA A GESTA MILITAR Do 25 de Abril!
Viva a juventude Portuguesa!
Vivam os Portugueses!
VIVA PORTUGAL!





Publicada por andrade da silva





Faça Aquilo que Traz Realização



Você se torna responsável quando age com responsabilidade. Você se torna maduro quando age com maturidade. Você se torna inteligente quando você age com inteligência.

Você se torna confiante quando age com confiança. Você se torna criativo quando age com criatividade.


O que você faria, agora, se fosse exatamente a pessoa que você quer ser? Faça-o e você será essa pessoa. O que você faria se tivesse tudo que sempre quis? Faça-o e você terá tudo isso.


Suas ações definem a pessoa que você é. Vencedores são pessoas que tomam as atitudes específicas que as tornam vencedores. Seja qual for seu desejo, não perca seu tempo tentando alcançá-lo. Em vez disso, "seja" seu desejo, "realize" seu desejo.

Seja uma pessoa capaz de conseguir o que for que você deseje.

Faça o que for preciso para alcançar seus desejos.Não espere a realização aparecer de repente em sua vida. Isso nunca vai acontecer. Em vez disso, faça aquilo que traz realização e você a alcançará.


Recebido via e-mail do site www.diabetenet.com.br

Cão de guarda demitido por dormir no trabalho


Animal não ladrou quando assaltantes entraram num bar em Devon


As notícias sobre despedimentos são comuns nos dias que correm, mas já alguma vez tinha ouvido dizer que um animal, no sentido literal da palavra, se juntou à lista dos que ficaram sem trabalho? Pois, foi isso mesmo que aconteceu em Inglaterra. Acredite ou não, um cão de guarda foi demitido do seu posto de trabalho por estar a dormir durante o único assalto ao «pub» em Devon, onde trabalhou durante 12 anos.
De acordo com o jornal «Mail Online», os assaltantes levaram milhares de libras em álcool e dinheiro vivo. Enquanto isso, Taz, o cão de guarda, dormia num canto do bar.
Na manhã seguinte ao assalto, Mark Keel, proprietário do bar, encontrou o estabelecimento virado do avesso e Taz a roncar a um canto.
Mark Keel diz que Taz está a ficar cego e surdo. Por conta disso, o comerciante optou por aposentar o animal.



Agradecimento ao site http://www.tvi24.iol.pt/



Nota de 1lindomenino: o "único" animal que DEVIA ter sido aposentado era o dono...!!! Mas é isso aí: enquanto o funcionário "dá" tudo o que tem e não tem, é BOM; quando já não pode dar tudo... é DESPEDIDO...!!!

C'est "la vie en rose"...!!!

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Anedota sobre Vida Conjugal! (Tema: o 25ABR74)


- Agora sim! Estou satisfeito!

Apetece-me gritar! Graças ao 25 de Abril já tenho um partido!

A mulher: - Ó homem, está calado.

Se te pões para aí a gritar ainda te partem o outro.



Agradecimento ao site http://www.anedotas.rir.com.pt/



Nota de 1lindomenino: como "demonstro aquí" TUDO é passível de uma "boca", de uma anedota, de contar verdades e mentiras...!!! TUDO...!!! O que, sinceramente, me enjôa e mexe com os meus miolos, é as anedotas sucessivas e estúpidas sobre os Portugueses. A "BURRICE" tem LIMITES, "galera"...!!!

ALGUNS DOS JORNAIS DO 25ABR74... SEM CENSURA...!!!







Nota de 1lindomenino: estes 3 jornais, República-Diário Popular-Diário de Lisboa e A Capital, aquí referidos já não se encontram mais em circulação. O "capital" voraz assim que se recompôs traçou-lhes o DESTINO...!!!
Como o "capital" sofreu TANTO com a REVOLUÇÂO... mas TANTO...!!!
Já estão contentes e felizes...?!...
Hummm... ???!!!...

Capitães de abril Filme 5/15

Filme Capitães de abril, realizado por Maria de Medeiros, em 2000.

Nota de 1lindomenino: a certo passo do filme 2 militares "discutem" se são revolucionários ou reaccionários...!!! Por aquí se pode verificar a "incultura política" do nosso Povo durante os 50 anos de opressão e ditatura.

Mendes Harmónica Trio - Júlia Florista

Impressiono-me sempre que vejo/ouço este Trio. Fico todo arrepiado pelo som e mestria destes artistas. Infelizmente nunca vi ao vivo, e este é o único video que tenho deles.Como imagino que haja mais pessoas que gostam, aqui lhes deixo esta recordação.

(Vídeo info)

JANTAR COMEMORATIVO



Foi há 36 anos que mudámos radicalmente Portugal.

Para melhor? Sem dúvida, ainda que os tempos que correm não sejam propícios a grandes comemorações.

É um facto, mas nós não desistimos na teimosia de evocar o Dia da Liberdade, o primeiro dia do fim da guerra, o dia da abertura de novos horizontes para uma vida mais feliz.

Fazemo-lo com a convicção de que só à volta dos valores que nos levaram a essa maravilhosa gesta, conseguiremos ultrapassar as enormes dificuldades existentes.

Vamos conviver, como normalmente fazemos há muitos anos, num jantar evocativo do 25 de Abril.

Este ano, vamos fazê-lo numa das terras que mais se assumem, de forma coerente, como DE ABRIL, a cidade de Almada, convidados pela sua Câmara Municipal.

Certamente que nos sentiremos em casa, por isso apelo a uma rápida inscrição, que nos facilite a organização do jantar.

Local: Complexo Municipal dos Desportos “Cidade de Almada”
Data/hora: dia 24 de Abril, às 19h30
Preço: € 10,00

Divulgue junto dos amigos do 25 de Abril

Traz outro amigo, também! Venham mais cinco!




Agradecimento ao site http://www.25abril.org/

Verdadeiro Sistema de Licitação (uma Piada de "Políticos"...)


Um prefeito queria construir uma ponte, para tal, chamou três empreiteiros para participarem da concorrência para licitação, sendo um alemão, um americano e um brasileiro.

- Faço por US$ 3 milhões - disse o alemão:
- Um pela mão-de-obra.
- Um pelo material.
- E um para meu lucro.

- Faço por US$ 6 milhões - propôs o americano:
- Dois pela mão-de-obra.
- Dois pelo material.
- E dois para mim... mas o serviço é de primeira!

- Faço por US$ 9 milhões - disse o brasileiro.
- Nove? Espantou-se o prefeito. Demais! Por quê?
- Três para mim.
- Três para você.
- E três para o alemão fazer a obra.

- Negócio fechado!
Respondeu o prefeito.





Enviado por Renato Lopes

Agradecimento ao site http://www.piadasonline.com.br/

Primeiro encontro das Tradições, Aromas & Sabores de Azeitão


Reviver a história da região em dois dias




A Junta de Freguesia de São Lourenço vai levar a cabo, nos dias 22 e 23 de Maio, o primeiro encontro à volta das Tradições, Aromas & Sabores da região de Azeitão. O objectivo deste encontro anual, que vai juntar cerca de 40 produtores, é reunir as actividades tradicionais da região e revivê-las.


“Azeitão está no concelho de Setúbal mas tem características diferentes e uma história própria. Não é por acaso que já foi concelho”, lembra a presidente da Junta de Freguesia de S. Lourenço.

A autarca explica que a ideia surgiu como uma forma de “recuperar e relembrar as tradições e origens, que estão ligadas ao cultivo da terra (vinhas, hortas), à Serra da Arrábida e à pastorícia”.

Marcado para os dias 22 e 23 de Maio, este encontro anual, vai também evidenciar a ligação histórica com outras regiões do país. Como refere Celestina Neves, por exemplo, o conhecido queijo de Azeitão “foi trazido por um pastor que veio da Serra da Estrela”. Da mesma forma, os habitantes de Brejos de Azeitão são conhecidos como “caramelos”, porque os migrantes da Beira Baixa, que iam para aquela zona (Vale das Hortas) trabalhar a terra, “chamavam a uma noite fria, uma noite de caramelo”, indicou a presidente da junta.

Assim, as cerejas, a sopa caramela e o queijo, provenientes da Covilhã e do Fundão, vão estar presentes nesta iniciativa, misturados com os produtos típicos de Azeitão, como as ervas aromáticas da Arrábida, os morangos, a doçaria, o queijo e os vinhos.

Estas especialidades vão estar disponíveis nas diversas casinhas, servidas por cerca de 40 produtores, que vão compor a aldeia, criada propositadamente para este evento, no Rossio de Vila Nogueira de Azeitão até à Fonte dos Pasmados e ao largo da Igreja. A casa do pastor, com ovelhas e uma bancada dos queijos, a casa do hortelão com as alfaias da horta, um mini mercado de frutos e legumes, a casa com colmeias e degustação de mel, a casa das doçarias de Azeitão, a casa dos azulejos, a casa do chá, o salão de comer (central), uma zona para horta, jardim e demonstração da “limpeza das vinhas” com degustação de vinhos e licores, são alguns dos locais que podem ser visitados.

Para animar a festa vão estar presentes grupos de folclore e bombos da Beira Baixa, além dos “artistas da terra”, revela Celestina Neves, tal como a orquestra ligeira da Sociedade Filarmónica Perpétua Azeitonense e os “Tokivozes”, grupo de música tradicional.

“As escolas também vão estar envolvidas, com a criação, por parte dos alunos, de figuras, ligadas à região, como as formigas, as abelhas, etc.”, desvendou a autarca, acrescentando que os mais novos vão também ter a oportunidade de realizar workshops na horta da aldeia, sendo “importante que tenham essas vivências”.

De referir ainda que foi criada uma mascote para esta iniciativa, com o nome de Manel Hortelão, criada pelo caricaturista Augusto Cid, colaborador do semanário “Sol”.

Mais informações sobre este evento disponíveis a partir do contacto 212 199 930 (Portugal).


Agradecimento ao site http://www.osetubalense.pt/



quarta-feira, 14 de abril de 2010

A Energia que vem do Sol e dos Pássaros

Vídeo que mostra a beleza dos pássaros e do Sol com cenas impressionantes.

Poemas : 25 de Abril - Dia da Liberdade - Portugal




Porque Abril

Faz parte das minhas memórias



Porque Abril

Fui Soldado, Revolução



Porque Abril

É a razão da liberdade

e a esperança no provir



Porque Abril É o grito do Povo

Na voz dos poetas



Porque Abril

Será sempre a cor da liberdade



ABRIL

É o cravo vermelho

a flor da Revolução



Agradecimento ao site http://www.luso-poemas.net/

Filme Capitães de abril, realizado por Maria de Medeiros, em 2000.

For those that don't understand portuguese and are curious about the song at the end of this clip...

Here's a rough translation (keep in mind that translating a poem causes the loss of alot of meanings):

Grândola, "brown village"
Land of brotherhood
'Tis the people who rule
In you, oh city

In you, oh city
'Tis the people who rule
Land of brotherhood
Grândola, "brown village"

On every corner, a friend
In every face, equality
Grândola, "brown village"
Land of brotherhood

Land of brotherhood
Grândola, "brown village"
In every face, equality
'Tis the people who rule

Under the shadow of an old olive tree
That no one know its age
I swore to have as my partner
Grândola, your will

Grândola, your will
I swore to have as my partner
Under the shadow of an old olive tree
That no one knows its age

Because most of the songs by the author spoke of freedom and empowerment of the people, they were constantly censored by the opressive government.

It was the second signal that the revolution was operational.

(Vídeo info)

Sophia Andresen : 25 de Abril



Esta é a madrugada que eu esperava
O dia inicial inteiro e limpo
Onde emergimos da noite e do silêncio
E livres habitamos a substância do tempo



Agradecimento ao site http://www.luso-poemas.net/

50 tipos de corno (não, não é PIADA...!!! CORNO é CORNO...)


1. Abelha: O que vai para rua fazer cera e volta cheio de mél.
2. Ateu: Aquele que leva chifre e não acredita.
3. Atleta : É aquele que quando leva chifre sai correndo.
4. Atrevido: Aquele que se mete na conversa da mulher com o Ricardão.
5. Azulejo: Baixinho, quadrado e liso.
6. Banana: A mulher vai embora e deixa uma penca de filhos.
7. Brahma: O que pensa que é o número 1.
8. Bravo: Aquele que quando chamado de corno quer brigar.
9. Brincalhão: Aquele que leva chifre o ano inteiro e no carnaval sai fantasiado de Ricardão.
10. Bateria: O que vive dizendo,"Vou tomar uma solução".
11. Burro - é aquele que segue a mulher o tempo todo e quando flagra a mulher saindo do motel com o Ricardão, exclama: "Eu não entendo!!!
12. Camarada: Aquele que ainda empresta dinheiro para o Ricardão.
13. Caninha: Aquele que só chega em casa bêbado.
14. Cebola: Quando vê a mulher com outro só chora.
15. Cheguei: Aquele que quando chega em casa grita bem alto: "Querida, cheguei!"
16. Churrasco: Aquele que mete a mão no fogo pela mulher.
17. Cigano: Aquele que toda vez que leva chifre, muda de bairro e diz para os vizinhos que veio de São Paulo.
18. Crente: Aquele que sempre crê que sua mulher é honesta.
19. Cururu: Quando vê a mulher com outro fica todo inchado.
20. Denorex: Aquele que não parece, mas é.
21. Descarado: Aquele que leva chifre e ainda sai desfilando com a mulher.
22. Desconfiado: Aquele que quando chega em casa procura o Ricardão até atrás os quadros.
23. Detetive: Aquele que segue a mulher dos cornos e esquece da dele
25. Educado: Aquele que aprendeu com o pai e nunca deixa de cumprimentar o Ricardão.
26. Elétrico: Quando os outros falam que ele é corno ele diz: "Tô ligado".
27. Familiar: Aquele que leva chifre de parente.
28. Famoso: Aquele que por onde passa é reconhecido como tal.
29. Fofoqueiro: Aquele que leva chifre e sai contando para todo mundo.
30. Fraterno: O que empresta a mulher para o irmão.
31. Frio: O que leva chifre e não esquenta.
32. Galo: O que tem chifres até nos pés.
33. Granja: O que dá casa e os outros comem.
34. Inflação: A cada dia que passa o chifre aumenta.
35. Iô-Iô: O que vai e volta.
36. Manso: Aquele que evita qualquer confusão com o Ricardão.
37. Masoquista: Aquele que leva chifre e não larga a mulher.
38. Matemático: O que vê a mulher fazendo 69 com outro e vai para o bar tomar uma 51.
39. Medroso: O que fica escondido esperando o ricardão ir embora.
40. Morcego: O que só aparece à noite para chupar.
41. Papai Noel: Aquele que leva chifres, vai embora e volta por causa das crianças.
42. Político: O que só faz promessa,"Eu vou matar esse cara".
43. Porco: Aquele que só come o resto.
44. Preguiça: O que só chega atrasado,"Eu ainda te pego".
45. Recado: Aquele que ainda leva bilhete da mulher para o Ricardão.
46. Teimoso: O que leva chifre da mulher e da amante.
47. Terremoto: Quando vê a mulher com outro fica tremendo.
48. Vingativo: Aquele que descobre que é corno e vai para a rua dar para qualquer um.
49. Xuxa: O que não larga a mulher por causa dos baixinhos.
50. Risadinha: O que leu tudo e está rindo de todos outros cornos acima.



Agradecimento ao site http://www.piadasonline.com.br/

Disfarçaram-se de ovelhas para fugir à polícia

Um dos "evadidos" visto numa esplanada em Buenos Aires...!!!


São os verdadeiros lobos em pele de cordeiro. Dois reclusos continuam a monte, fugidos do pastor... ou melhor, da polícia



Vários reclusos decerto já deram voltas e voltas à cabeça a tentar descobrir a melhor maneira de fugir da prisão e não serem apanhados pela polícia. Dois presos argentinos conseguiram arquitectar o plano ideal, avança o «La Nacion». Fugiram da prisão de alta segurança de Buenos Aires e arranjaram um estratagema inédito para não serem descobertos. Resolveram mascarar-se... de ovelhas.
A última pista que a polícia teve dos fugitivos, identificados como Maximiliano Pereyra e Ariel Díaz, foi dada por um pastor que se deparou com os homens cobertos de peles de ovelha a pedir-lhe comida e cobertores.
Os foragidos são procurados por cerca de 300 polícias, incluindo até helicópteros, no entanto, até agora ainda não conseguiram apanhar as «ovelhas tresmalhadas».



Agradecimento ao site http://www.tvi24.iol.pt/


Nota de 1lindomenino: estes argentinos...?!... Do que eles se haviam de lembrar: vestir de "mé-més"... rsrs
Boa "malha"...!!!


terça-feira, 13 de abril de 2010

Mourinho vira personagem de banda desenhada da Disney

"Eu não te disse"...!!!

Treinador português chamar-se-á «Big Mou»

José Mourinho vai tornar-se em personagem de banda desenhada. O treinador do Inter fará parte de uma história das novas aventuras do Pato Donald, editadas pela Disney, em Itália.
De acordo com a «Lusa», a personagem do técnico português chamar-se-á «Big Mou» e será «o mais importante especialista do futebol virtual desde a pré-história até aos nossos dias».
José Mourinho vai explicar, no próximo número da revista Topolino, as instruções de um jogo denominado «Ultimate Mundial», que o Pato Donald joga com um amigo na «Paperstation».
A personagem «Big Mou» com um estilo «sabe tudo e com uma personalidade irascível, vai transformar a noitada num pesadelo», numa história em que o Pato Donald se cruza com as estrelas do futebol «Quaquá» e «Paperinho», personagens baseadas em Kaká, do Real Madrid, e Ronaldinho, do Milan.

As outras personagens ligadas ao futebol são Zoltan Abracadamoviche (Zlatan Ibrahimovic, do Barcelona), Paperooney (Wayne Rooney) e Giulio Cesar Ottaviano Augusto, numa mistura do guarda-redes Júlio César, do Inter, e o imperador romano.



Agradecimento ao site http://www.maisfutebol.iol.pt/


Nota de 1lindomenino: Mourinho é... ÚNICO...!!! Nenhum técnico, nos últimos 40/50 anos, despertou tantas emoções nos adeptos, tantos ódios nos colegas(?) de profissão, tanto carinho dos "seus" jogadores...!!!
Ganda Zé Mourinho...!!!

Vitor Hugo, o campeão: uma história de morte e esperança



Acidente fatal deixou jogador do Paredes dois anos longe do futebol



5 de Fevereiro de 2008. A morte sai à rua e apanha Vitor Hugo desprevenido. O jovem, então com 18 anos, encara a tragédia nos olhos. Um hediondo acidente de viação vitima a namorada e deixa-o entre a vida e a morte. A tormenta atira-o para a cama de um hospital. O quadro clínico traçado assemelha-se a uma sentença de pena capital: traumatismo craniano fortíssimo, um pulmão perfurado e o fémur direito fracturado.
O destino puxa-lhe o tapete debaixo dos pés, Vitor Hugo cai, arrasado pelas dores do corpo e a negrura da alma. Uma história de morte é sempre uma história sem um final feliz. Mas o exemplo de Vitor Hugo, jogador do Paredes, merece ser contado. Ele sim, é o campeão.
Mais de dois anos depois, o jogador do Paredes consegue voltar a competir. A entrevista ao Maisfutebol é um testemunho de fé e perseverança. «Sinto-me orgulhoso pela minha recuperação. Sofri muito, chorei, pensei que não voltaria a jogar futebol. Enfim, estou aqui. Esta época quero ir jogando aos bocadinhos, 10/15 minutos. No próximo ano vou estar em grande.»


«Não me lembro nada do acidente»


«A morte saiu à rua num dia assim, naquele lugar sem nome para qualquer fim; uma gota rubra sobre a calçada cai, e um rio de sangue de um peito aberto sai.»
A genialidade de Zeca Afonso espelha o estupro suportado por Vitor Hugo naquela assombrada tarde de Carnaval. Perdeu a namorada, perdeu dois anos de futebol e quase perdia a vida.
«Não me lembro de nada do acidente. Recordo-me de tudo o que fiz nesse dia, até passar um cruzamento em Penafiel, a cerca de um quilómetro do embate. Depois disso, apagou-se tudo da minha cabeça», relata ao nosso jornal, ainda com os traços de revolta bem vincados no discurso.
«Lembro-me todos os dias da minha namorada, pois ela era minha vizinha. Levanto-me e vejo a casa dela. Assistir ao sofrimento dos pais dela é duríssimo e o irmão ainda hoje está perturbado. Faço tudo o que posso por eles, temos uma relação óptima.»
Vitor Hugo não soçobrou. Resistiu a tudo: à perda da companheira e às mazelas gravíssimas.
Aqui te afirmamos dente por dente assim, que um dia rirá melhor quem rirá por fim; na curva da estrada há covas feitas no chão, e em todas florirão rosas de uma nação.


Um ferro de 30 cms na coxa e o médico salvador


Solta-se o vitupério, o inconformismo, a esperança. A exortação da felicidade e da realização.
«Três meses depois do acidente, os médicos foram claros e disseram-me que o futebol para mim tinha acabado. Informei as pessoas do Paredes e foi aí que contactaram o dr. Leandro Massada. Foi ele que me recuperou para o futebol, juntamente com o fisioterapeuta Alcino Duarte e o senhor Fernando Valente, meu treinador. Deram-me esperança e agarrei-me a ela», evoca Vitor Hugo, mergulhado no regresso ao passado.
«Andei com um ferro de 30 cms na coxa durante largos meses. Mesmo na hora do regresso aos treinos. Passados sete/oito meses do acidente comecei a correr, devagar e cheio de dores. Era o desejo que me fazia esquecer o sentimento.»
Vitor Hugo dividia o tempo entre o ginásio, a piscina e tímidas aparições no relvado. Assistiu de fora à subida de divisão do Paredes; chorou na hora de receber a faixa de campeão. «Nunca joguei. Mas treinei muito, em condições físicas horríveis. Chegava à cama, à noite, e gritava com dores», lamenta.
Agora, é hora de vingança. Vitor Hugo só quer que o deixem jogar à bola. Está desde os 11 anos no Paredes e dizem ser um médio-esquerdo de grande talento. Chega de sofrimento, de pensar na morte e no destino soez.
Esta é a história de um campeão.



Agradecimento ao site http://www.maisfutebol.iol.pt/