POR UM PORTUGAL DIFERENTE

POR UM PORTUGAL DIFERENTE
ABRIL VIRÁ...!!!

EXPERIMENTE... VÁ ATÉ LÁ!

MUDAR...

Estrela - DestaquesNinguém pode ser escravo de sua identidade; quando surge uma possibilidade de mudança é preciso mudar. (Elliot Gould)

Frases e Mensagens -

NÃO HÁ ACORDO...!!!...

NÃO HÁ ACORDO...!!!...
... Português há só UM...!!!

TRADUÇÃO/TRANSLATE/TRADUCION

SEM IMITAÇÕES...

ACREDITE...

"Nunca faça graça de graça. Você é humorista, não político."

A Hora em Poá (BRASIL)

"Nada descreve melhor o caráter dos homens do que aquilo que eles acham ridículo."

VELHO PROVÉRBIO PORTUGUÊS

"Dois olhos vêem mais do que um só."
Veja Frases para Orkut - Kifrases.com

LOVE, love, LoVe

OvEr ThE RaInBoW

1lindoMENINO ...

Verdade, Verdadinha...!!!

zwani.com myspace graphic comments

1lindomenino

Menininhas e inhos venham a mim...

Posting

Photo Flipbook Slideshow Maker
PORTUGAL é "isto"... e MUITO MAIS...!!!

António GEDEÃO


Eu, quando choro, não choro eu. Chora aquilo que nos homens em todo o tempo sofreu. As lágrimas são as minhas mas o choro não é meu.A.GEDEÃO

SEJA ASSIM... COMO EU!

recadosparablogseorkut.com


Mais Um(a)...!!! OBRIGADO...!!!

segunda-feira, 9 de novembro de 2009

DENGUE - Uma "guerra" a ser VENCIDA

O que é a dengue

A dengue é uma doença que pode até matar. Trata-se de uma virose transmitida pela picada da fêmea de um mosquito, conhecido como o mosquito da dengue, e que tem o nome científico de Aedes aegypti (se pronuncia édis egiti).

O ciclo do mosquito tem quatro fases: ovo, larva, pupa e adulto. Durante a fase do acasalamento, a fêmea precisa de sangue para garantir o desenvolvimento dos ovos e, por isso, sai picando as pessoas. Ao picar alguém infectado, o mosquito mantém o vírus na saliva e o retransmite quando pica uma outra pessoa.


As quatro fases de mutação do mosquito



A fêmea do Aedes aegypti coloca o ovo em água parada. Esse ovo se transforma em larva, em pupa e, quando adulto, em mosquito.



Os vírus são de quatro tipos: tipo 1, tipo 2, tipo 3 e tipo 4. Geralmente, a primeira contaminação provoca a dengue clássica. Numa segunda contaminação, se o vírus for de tipo diferente do primeiro, pode ocorrer a dengue hemorrágica, uma complicação da doença. Cerca de 30% das pessoas que sofrem de diabetes ou reumatismo são mais predispostas a terem a forma hemorrágica já na primeira infecção.


Como é o mosquito da dengue e como ele aparece


O mosquito da dengue é escuro, rajado de branco e menor que um pernilongo comum. Ele pica durante o dia e a picada não coça. Aquele pernilongo que ataca durante a noite, fica zunindo em nossos ouvidos e provoca coceira quando pica não é transmissor da dengue. Portanto, durma tranqüilo.

É em água parada e limpa que as larvas do mosquito da dengue se reproduzem. Por isso que é tão importante ficarmos vigilantes. São duas situações distintas e que merecem toda a nossa atenção:


1. Recipientes e lugares próprios para armazenar água
Caixas d´água, cisternas e tambores são recipientes criados justamente para armazenar água. Porém, para essa água ser saudável e evitar doenças, entre elas a dengue, esses recipientes devem ser limpos e bem cuidados. O cuidado principal é manter esses recipientes muito bem fechados. Se a tampa estiver deslocada devido a um vento forte ou com um canto quebrado ou mesmo com uma pequena rachadura, será suficiente para o mosquito da dengue passar e ali colocar seus ovos. Ficar sem tampa, então, nem pensar! Pelas mesmas razões, esse cuidado também deve ser dispensado aos poços.


2. Recipientes que não podem ficar com água armazenada
São inúmeras as coisas e os lugares de nossa casa e quintal capazes de juntar água e que, muitas vezes, nem nos damos conta. E é aí que mora o perigo, pois é dessa distração que os mosquitos se aproveitam para formar novos criadouros.

Até uma tampinha de garrafa jogada no quintal é suficiente para dar início a uma nova leva de mosquitos.

As coisas mais comuns que acumulam água são:

Pratinhos que ficam em baixo de vasos e xaxins (grandes ou pequenos) para reter a água da rega.
Pneus velhos descobertos e deixados ao ar livre.
Todo o tipo de embalagem descartável como garrafas, latas e tampas.
Calhas entupidas.
Tudo o que pode estar "esquecido" em cantos da casa e do quintal e que a água da chuva (ou regador) possa transformar em poças, como saquinhos plásticos vazios e restos de construção.
Lixo acumulado no quintal e em terrenos baldios.
Quer saber por que é tão importante combater todos os focos e ficar vigilante para que nenhum outro se forme?

É porque o mosquito da dengue é capaz de cobrir um território de até 200 metros. Ele vive entre 20 e 35 dias e, durante esse tempo, a fêmea faz cinco posturas. Mesmo que apenas um ovo de cada postura chegue ao final do ciclo, cada fêmea vai reproduzir cinco novos mosquitos em um prazo de um mês. Imagine quantas pessoas podem ser afetadas por um único mosquito!

Mas não basta que só você se preocupe. É fundamental que os seus vizinhos também se conscientizem. E os vizinhos de seus vizinhos, de modo que toda a rua e todo o bairro se envolvam nessa guerra contra os mosquitos.

Ao notar a existência de criadouros na casa de algum vizinho, conte a ele tudo o que você já aprendeu sobre a dengue e o mosquito. Para ficar mais fácil e reforçar suas explicações, mostre a ele uma cópia desta postagem.


Lição de Casa
1. Pegue a lista onde foram anotados todos os focos de mosquito da casa e do quintal. Baseado na lista que você acabou de aprender, extermine, um a um, todos os focos que foram relacionados, começando pelos mais simples, como esvaziar e lavar os pratos dos vasos, os bebedouros das aves e dos animais. Lembre-se: não adianta só jogar a água. Os recipientes devem ser lavados e escovados. Não esqueça de ir riscando da lista os pontos que já foram destruídos.

2. Recolha do quintal tudo o que pode armazenar água. Jogue o que não servir mais e guarde o que for útil em lugar seco e protegido. Mantenha o lixo fechado.

3. Preencha os pratinhos das plantas com areia grossa úmida ou borra de café, conforme sua preferência.

4. Faça um planejamento para resolver os problemas que exigem mais tempo, como os consertos relacionados à caixa d´água, calhas e ralos.

5. Escolha o dia da semana com tempo disponível para voltar a checar e eliminar novos focos. Honre essa tarefa proposta.


Adaptado de diversos textos sobre a dengue

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aquí o seu comentário