POR UM PORTUGAL DIFERENTE

POR UM PORTUGAL DIFERENTE
ABRIL VIRÁ...!!!

EXPERIMENTE... VÁ ATÉ LÁ!

MUDAR...

Estrela - DestaquesNinguém pode ser escravo de sua identidade; quando surge uma possibilidade de mudança é preciso mudar. (Elliot Gould)

Frases e Mensagens -

NÃO HÁ ACORDO...!!!...

NÃO HÁ ACORDO...!!!...
... Português há só UM...!!!

TRADUÇÃO/TRANSLATE/TRADUCION

SEM IMITAÇÕES...

ACREDITE...

"Nunca faça graça de graça. Você é humorista, não político."

A Hora em Poá (BRASIL)

"Nada descreve melhor o caráter dos homens do que aquilo que eles acham ridículo."

VELHO PROVÉRBIO PORTUGUÊS

"Dois olhos vêem mais do que um só."
Veja Frases para Orkut - Kifrases.com

LOVE, love, LoVe

OvEr ThE RaInBoW

1lindoMENINO ...

Verdade, Verdadinha...!!!

zwani.com myspace graphic comments

1lindomenino

Menininhas e inhos venham a mim...

Posting

Photo Flipbook Slideshow Maker
PORTUGAL é "isto"... e MUITO MAIS...!!!

António GEDEÃO


Eu, quando choro, não choro eu. Chora aquilo que nos homens em todo o tempo sofreu. As lágrimas são as minhas mas o choro não é meu.A.GEDEÃO

SEJA ASSIM... COMO EU!

recadosparablogseorkut.com


Mais Um(a)...!!! OBRIGADO...!!!

quarta-feira, 7 de abril de 2010

"Com Que Voz" is Amália at her best . In this 1970 album She sings poems by some of the greatest Portuguese-speaking poets of all time, ( Luis Camoes for this song ) . The music was composed by, Alain Oulman, of French-Portuguese origin. The result is sheer poetry, sheer magic, considered by some critics as the finest album ever recorded in Portugal. Com Que Voz - Luis Camoes - Alain Oulman.

Com que voz chorarei meu triste fado,

que em tão dura paixão me sepultou.

Que mor não seja a dor que me deixou o tempo,

de meu bem desenganado.

Mas chorar não estima neste estado

aonde suspirar nunca aproveitou.

Triste quero viver,

pois se mudou em tristeza

a alegria do passado.

Assim a vida passo descontente,

ao som nesta prisão do grilhão duro

que lastima ao pé que a sofre e sente.

De tanto mal, a causa é amor puro,

devido a quem de mim tenho ausente,

por quem a vida e bens dele aventuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aquí o seu comentário