POR UM PORTUGAL DIFERENTE

POR UM PORTUGAL DIFERENTE
ABRIL VIRÁ...!!!

EXPERIMENTE... VÁ ATÉ LÁ!

MUDAR...

Estrela - DestaquesNinguém pode ser escravo de sua identidade; quando surge uma possibilidade de mudança é preciso mudar. (Elliot Gould)

Frases e Mensagens -

NÃO HÁ ACORDO...!!!...

NÃO HÁ ACORDO...!!!...
... Português há só UM...!!!

TRADUÇÃO/TRANSLATE/TRADUCION

SEM IMITAÇÕES...

ACREDITE...

"Nunca faça graça de graça. Você é humorista, não político."

A Hora em Poá (BRASIL)

"Nada descreve melhor o caráter dos homens do que aquilo que eles acham ridículo."

VELHO PROVÉRBIO PORTUGUÊS

"Dois olhos vêem mais do que um só."
Veja Frases para Orkut - Kifrases.com

LOVE, love, LoVe

OvEr ThE RaInBoW

1lindoMENINO ...

Verdade, Verdadinha...!!!

zwani.com myspace graphic comments

1lindomenino

Menininhas e inhos venham a mim...

Posting

Photo Flipbook Slideshow Maker
PORTUGAL é "isto"... e MUITO MAIS...!!!

António GEDEÃO


Eu, quando choro, não choro eu. Chora aquilo que nos homens em todo o tempo sofreu. As lágrimas são as minhas mas o choro não é meu.A.GEDEÃO

SEJA ASSIM... COMO EU!

recadosparablogseorkut.com


Mais Um(a)...!!! OBRIGADO...!!!

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Seu Palhaço! (2ª Parte)


(Cont.)


A resposta poderia ser qualquer uma, o mote estava dado, daquele momento em diante era dar largas às mentiras. O fulaninho, eu, era estudante de medicina, o meu pai era o maior accionista da petrolífera tal. Quando nos dávamos por conta o mulherio estava por nossa conta. Primeiro ficavam logo fascinadas por mim. Viam um rapagão endinheirado, só podia ser, com motorista e tudo. Por tabela o Steve também enchia a barriguinha. Eu ficava com uma beldade e o Steve com a amiga, não falhava nunca.

Por norma já tínhamos alugado um bom apartamento em um aparthotel, subornávamos o recepcionista, para que pudéssemos entrar com acompanhantes. Tínhamos tudo sobre controlo, éramos verdadeiros felinos caçadores naquela selva repleta de caça.

Outra aventura era trocar de namorada. O Steve não gostava muito desta brincadeira, repetia sempre: - Greeg dói–me tanto o coração quando tenho de fazer papel de cabrão.

Quando eu estava meio apanhado por uma namorada, não dava folga nenhuma, já sabia do truque, era sempre o mesmo. Tudo se resumia em fazer o papel de amigo da onça. O Steve voltava-se para a minha namorada, e eu para a dele, que aquilo que eu estava a fazer com ela, ele não podia concordar. Deixava a garota em pânico, marcava um encontro para poder de uma maneira segura e mais apropriada segredar-lhe o que tinha para lhe dizer.

Tudo isso não passava de um pretexto para de uma forma subtil, aproveitar-se da debilidade emocional das namoradas (de ambos) e enrolar-se na cama com elas.

O Steve e eu tínhamos uma forma muito peculiar de nos tratarmos. As pessoas quando ouviam eu lhe dizer: - Seu porco idiota, estou farto de aparar esses golpes. Ou : - Olha lá cara de boi, não enxerga? Vê o que a tua namoradinha anda a fazer? Expressões destas eram proferidas em qualquer local público. Seja numa clínica, repartição pública, banco enfim no local menos apropriado, pior ainda era que o momento escolhido para proferir este impropérios não tinham nenhuma ligação com uma conversa normal, às vezes no meio do silêncio, e para que todas as pessoas ouvissem, sem demonstrar o propósito ele saia com uma boca nojenta, tipo: --Gregg como vai o tratamento das tuas hemorróidas? Imaginem a cara das outras pessoas. E eu? Ali, morto de vergonha, com cara de parvo. As pessoas na sala todas se contorcendo e segurando os lábios para não desatarem a rirem. Havia pessoas que saiam de imediato da sala, era ouvir as gargalhadas no corredor. E o Steve ali impávido e sereno, a olhar para mim com a cara mais deslavada deste mundo.


(Continua...)


Escrito por Gilmar Freitas
Agradecimento ao site http://www.portugal-linha.pt/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aquí o seu comentário